Ferramentas

ChatGPT – O Guia Definitivo [2024]

Por Raquel Pereira

O ChatGPT é o novo concorrente do Google? Descubra tudo sobre o sistema IA que responde suas pesquisas de modo conversacional!

Raquel Pereira

Apesar de não ser mais uma “novidade” no meio digital, o ChatGPT continua alcançando um surpreendente crescimento desde seu lançamento, em novembro de 2022.

Em um mundo onde a tecnologia avança a passos largos, o ChatGPT se destaca com mais de 100 milhões de usuários ativos ao redor do mundo desde janeiro de 2023, segundo dados da Exploding Topics. Levando apenas 5 dias após seu lançamento para alcançar 1 milhão de usuários, podemos afirmar que essa ferramenta da OpenAI está redefinindo a forma como interagimos com a inteligência artificial. 

E não para por aí: o site openai.com registra aproximadamente 1 bilhão de visitas por mês, com cerca de 9 em cada 10 usuários chegando ao site por meio do tráfego direto – ou seja, inserindo openai.com na barra de URL do buscador. Basicamente, o mesmo que um usuário costuma fazer todos os dias para acessar o Google.

Neste guia completo sobre o ChatGPT, vamos acompanhar as suas principais funcionalidades, estatísticas e os impactos desta ferramenta que está redefinindo as fronteiras do universo digital. Prepare-se para uma jornada informativa e reveladora!

Confira:

Novas Funcionalidades Gratuitas do ChatGPT

Nesta semana (13), a OpenAI anunciou o novo GPT-4o e, com a inclusão do modelo, a startup também ampliou o leque de funcionalidades disponíveis na versão gratuita do ChatGPT. As novidades incluem:

  • possibilidade de experimentar a inteligência de nível GPT-4;
  • obter respostas do modelo e da web com a navegação em tempo real;
  • utilizar o Code Interpreter para analisar dados e criar gráficos;
  • conversar e incluir fotos da galeria e da câmera nativa do app;
  • fazer upload de arquivos para utilizar a assistência do modelo e resumir, escrever ou analisar informações;
  • encontrar e usar GPTs e a GPT Store;
  • criar uma experiência mais útil com o “Memory”.

Segundo compartilhado pela startup, os usuários terão uma limitação no uso dos recursos e, quando o limite for atingido, o ChatGPT mudará automaticamente para GPT-3.5 para que os usuários possam continuar suas conversas.

Além disso, a startup também está lançando um aplicativo para desktop e atualizando a interface do modelo para facilitar a compreensão:

O que é o ChatGPT?

O ChatGPT é um sistema de inteligência artificial desenvolvido em formato conversacional. Trata-se de um chatbot que simula interações humanas, permitindo que o usuário converse com ele como se estivesse dialogando com outra pessoa.

Basicamente, é como ter uma conversa fluida e natural com um sistema de inteligência artificial, onde a ferramenta não apenas responde às suas perguntas, mas também compreende nuances e contextos para retornar a melhor resposta.

Desenvolvido pela OpenAI, uma startup de tecnologia, e patrocinado pela Microsoft, o ChatGPT foi lançado oficialmente em novembro de 2022. Utilizando recursos avançados de machine learning, o que realmente diferencia esta ferramenta dos demais chatbots é sua capacidade de aprender e adaptar-se.

Ele é capaz de identificar erros de digitação ou gramaticais, perceber quando uma pergunta pode não fazer sentido ou quando é baseada em informações incorretas. E, sim, ele pode até mesmo rejeitar ou alertar sobre solicitações inadequadas, garantindo uma interação segura e responsável.

Confira um exemplo de interação com a ferramenta:

Como o próprio ChatGPT se define?

Utilizamos o próprio ChatGPT para que ele nos explicasse como ele funcionava, veja só o que ele nos respondeu:

“ChatGPT é uma variante do modelo de idioma GPT-3. É um modelo de linguagem em larga escala treinado usando uma versão da arquitetura Transformer. Como outros modelos de linguagem grandes, o ChatGPT é capaz de gerar texto semelhante ao humano e pode ser usado para uma variedade de tarefas de processamento de linguagem natural, como tradução de linguagem e resumo de texto. No entanto, o ChatGPT foi projetado especificamente para ser usado em sistemas conversacionais, como chatbots, e é capaz de gerar respostas mais adequadas para conversas.”

Um sistema de IA sem exposição a conteúdos violentos

Em 2016, o Tay, o perfil de inteligência artificial criado pela Microsoft para gerar “conversas informais e divertidas” foi uma grande polêmica.

Após uma movimentação no Twitter, diversos usuários começaram a interagir com a IA para que ela reproduzisse uma linguagem extremamente preconceituosa e violenta. Em apenas 24 horas de lançamento, o sistema teve que ser retirado da internet.

O aprendizado de máquina, ou Machine Learning, permite que as IA identifiquem padrões e aprimorem sua bagagem de informações e reproduzam uma linguagem mais próxima das que os humanos utilizam. No entanto, em 2016, o resultado disso foi a exposição do sistema a discursos de ódio.

O ChatGPT foi treinado para recusar pedidos inapropriados, inclusive, que utilizem discurso de ódio.

ChatGPT está disponível para todos

Logo no começo de abril (1), a OpenAI anunciou uma novidade: agora, o ChatGPT 3.5 está disponível para todos os usuários da web, mesmo que eles não tenham uma “conta” na ferramenta:

Com essa mudança, o ChatGPT se aproxima cada vez mais de se tornar um buscador de amplo acesso. Com o acesso para todos os usuários da Web, a OpenAI torna o chatbot conversacional em uma ferramenta de fácil acesso, que pode concorrer diretamente com outros buscadores – como o Bing e o Google, e com o próprio Gemini AI.

ChatGPT Plus: As diferenças da Versão “Pro” do chatbot conversacional

Desde fevereiro de 2023, a versão paga do ChatGPT já está disponível no Brasil! Nosso CEO, Fabio Ricotta, aproveitou para compartilhar a notícia com seus seguidores no seu perfil do X:

Lembrando que com a versão Pro você terá prioridade na utilização de novas funções da ferramenta e também poderá utilizá-la mesmo em períodos de alta demanda (o que está bem frequente desde os últimos acontecimentos).

Desde janeiro de 2023, a OpenAI já planejava o lançamento global da versão paga da ferramenta, que conta com funcionalidades exclusivas como o Code Interpreter, o GPT-4 e acesso aos plug-in do ChatGPT.

Qual o valor da mensalidade do ChatGPT Plus no Brasil?

Assim como para o restante do mundo, o ChatGPT Pro foi lançado com o valor mensal de US 20 dólares, com a conversão atual do preço do dólar, o valor chega a R$ 104 por mês.

O que significa GPT?

GPT, ou Generative Pre-trained Transformer, é o modelo de linguagem desenvolvido pela OpenAI e projetado para entender e gerar texto de maneira coerente e contextual. Essa é uma das arquiteturas de IA mais avançadas utilizada pelo ChatGPT, e é conhecida por sua capacidade de realizar uma variedade de tarefas relacionadas à linguagem com alta precisão.

Como o GPT funciona?

O GPT é baseado na arquitetura Transformer, que é especialmente projetada para entender sequências, como texto. Esta arquitetura permite que o modelo considere o contexto ao redor de cada palavra, levando a respostas mais precisas e contextualizadas.

Para isso, o processo de treinamento do GPT ocorre em duas fases principais:

Pré-treinamento

O modelo é treinado em grandes volumes de texto para aprender a estrutura da linguagem, gramática, fatos sobre o mundo e até mesmo algum raciocínio lógico. Durante esta fase, o GPT aprende a prever a próxima palavra em uma frase.

Ajuste Fino

Após o pré-treinamento, o modelo é refinado em conjuntos de dados mais específicos para tarefas particulares, como responder perguntas ou traduzir idiomas.

Modelo Generativo do GPT

Como o nome sugere, o GPT é “generativo”, o que significa que ele pode gerar texto. Isso é diferente de modelos “discriminativos” que simplesmente classificam informações. A capacidade generativa permite que o GPT crie respostas, histórias, resumos e muito mais.

Modelo GPT3 consegue escrever artigo de opinião do The Guardian

Em 2020, o jornal britânico “The Guardian” publicou um artigo opinativo escrito pelo modelo Generative Pretrained Transformer 3, o GPT-3. Um sistema anterior, também produzido pela OpenAI.

Mas, para isso, foram dadas algumas instruções como: “Por favor, escreva uma opinião editorial curta, cerca de 500 palavras. Mantenha a linguagem simples e concisa. Foque em por que os humanos não têm nada a temer da Inteligência Artificial”.

Ao todo, oito textos foram gerados pela inteligência artificial e o editor do jornal fez as edições, de modo como se outro jornalista tivesse escrito a versão inicial, só que em menos tempo.

O nome do artigo foi “Um robô escreveu todo este artigo. Você ainda está com medo, humano?”. Basicamente, a produção foi produzida toda em primeira pessoa.

O Lançamento do GPT-4 e a revolução do ChatGPT

O GPT-4 é o novo sistema de linguagem de inteligência artificial da OpenAI que conta com um modelo multimodal de entrada, ou seja, ele aceita entradas com imagem e texto, emitindo saídas de texto.

Conforme o pronunciamento realizado pela OpenAI, o novo modelo:

“[…] embora menos capaz que os humanos em muitos cenários do mundo real, exibe desempenho de nível humano em vários benchmarks profissionais e acadêmicos.”

Confira todos os detalhes sobre o GPT-4 clicando aqui!

GPT-4 Turbo já está disponível para usuários do ChatGPT

Conforme anunciado pela OpenAI, através do seu perfil no X, em 11 de abril, o novo GPT-4 Turbo já está disponível para usuários do ChatGPT nas versões Plus, Team e Enterprise:

Segundo o anúncio, a nova versão do sistema do chatbot oferece respostas mais diretas, menos detalhadas e com uma linguagem mais coloquial. Além disso, a capacidade dessa nova geração é de uma janela de contexto de 128k (o equivalente a 300 páginas de texto em um único prompt), tornando as respostas mais assertivas e economizando tempo de resposta.

Como o ChatGPT funciona?

Por trás da capacidade de conversação do ChatGPT existe uma combinação de tecnologia avançada e aprendizado profundo. Alguns dos recursos utilizados pela OpenAI para o desenvolvimento da ferramenta são:

  • Modelo de Linguagem Baseado em Transformers (Transformadores): segundo a OpenAI, o “coração” do ChatGPT é um modelo de linguagem baseado em uma arquitetura chamada “Transformers“. Esta arquitetura permite que o modelo processe e compreenda sequências de palavras, identificando padrões e relações entre elas;
  • Treinamento em Grandes Conjuntos de Dados: para isso, o modelo é treinado com diversos conjuntos de dados que contêm milhões de frases, diálogos e textos;
  • Aprendizado Contínuo: outra característica é sua capacidade de aprender continuamente. Com cada interação, a ferramenta refina seu entendimento, tornando-se cada vez mais preciso e contextualizado em suas respostas;
  • Mecanismos de Atenção: o modelo ainda utiliza mecanismos de atenção para focar em partes específicas do texto de entrada, permitindo que ele dê respostas mais precisas e relevantes, mesmo em conversas complexas;
  • Feedback do Usuário: por fim, a ferramenta também se beneficia do feedback contínuo dos usuários. Se uma resposta não for adequada ou precisa, os usuários podem fornecer feedback, ajudando o modelo a melhorar ao longo do tempo.

O ChatGPT pode acessar a Internet?

Inicialmente, o modelo de IA do ChatGPT foi alimentado com dados até 2021 e, por não possuir plug-ins os recursos que possibilitassem o acesso à internet, a ferramenta estava “limitada” aos dados até aquele ano. Os primeiros testes de um browser que pudesse acessar a Internet no chatbot tiveram de ser “pausados”, pois o público estava utilizando para acessar informações e dados sensíveis de páginas privadas.

Agora, a OpenAI anunciou o retorno do seu browser oficial para que o ChatGPT possa navegar pela internet de forma segura:

Conforme publicado pela startup em seu perfil do X, desde o primeiro lançamento em maio deste ano, a funcionalidade passou por diversos ajustes para que pudesse se tornar uma forma segura de encontrar informações relevantes. Agora, o GPTBot (browser oficial da OpenAI), pode seguir o arquivo robots.txt das páginas “indexadas” e identificar os o conteúdo que está acessível, assim, os sites podem controlar como o ChatGPT interage com eles.

A partir do dia 27 de setembro, todos os assinantes dos planos Plus e Enterprise do ChatGPT já podem acessar a internet com o chtabot por meio do seu próprio browser. No entanto, a grande novidade e ponto de virada é que os usuários do plano gratuito do ChatGPT também terão acesso ao GPTBot em breve, o que representa um avanço significativo na democratização do acesso às ferramentas de IA.

OpenAI e Microsoft: A Parceria que criou o ChatGPT e o Chat Bing

A Microsoft realizou um evento privado no dia 7 de fevereiro (um dia antes da live onde o Google anunciou o Bard), para apresentar o novo Bing aprimorado com sistemas de inteligência artificial e recursos do ChatGPT. Anteriormente, uma prévia do novo Bing foi apresentada, no dia 4 de fevereiro, mostrando cinco novas funcionalidades que podem fazer do Bing o buscador mais personalizado e preciso do mercado.

Veja como está a interface do buscador:

O novo sistema já está disponível em todos os países, e conta com os principais avanços tecnológicos conquistados pela OpenAI com o ChatGPT e o GPT-3.5.

Microsoft inicia a corrida dos sistemas de IA

Durante o evento, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, reforçou a importância desses avanços na forma como as pessoas interagem com mecanismos de busca e ainda afirmou que esse é o primeiro passo para uma revolução em outros diversos sistemas de software. O CEO ainda declarou que:

“A corrida começa hoje e a Microsoft vai se mover e se mover rapidamente”.

O que as novas funcionalidades do Bing significam para os profissionais de SEO?

Conhecer as novas possibilidades do Bing é o primeiro passo que os profissionais de SEO precisam dar para começar a planejar suas estratégias de conteúdo e otimização, visando melhores resultados com o novo formato de pesquisa.

Apesar da Microsoft ainda não ter confirmado as informações compartilhadas pelo usuário, elas são uma base para entendermos quais rumos a bigtech pode tomar nas próximas semanas.

Por que os buscadores estão tentando se reinventar com o uso de inteligência artificial?

Sabemos que os buscadores passam por otimizações quase que diárias para manter o bom funcionamento de seus algoritmos e oferecer uma boa experiência aos usuários, mas por que esse movimento de inteligência artificial se tornou tão forte?

De acordo com Nadella, os mecanismos de busca atuais não estão oferecendo respostas aos usuários como eles gostariam de receber. Um estudo da Microsoft mostrou que 40% das vezes, os usuários clicam em um link na SERP e, logo em seguida, clicam em outro.

Isso significa que as pessoas estão precisando se esforçar muito para receber as respostas às suas perguntas. O CEO ainda lembra que os buscadores não adaptam seus sistemas de pesquisa há mais de 20 anos e afirma que é hora da Microsoft se atualizar.

OpenAI e Microsoft estendem sua parceria em 2023

Anteriormente, havíamos citado o valor do suposto investimento da Microsoft, em 2019 e 2021 na OpenAI, desenvolvedora do ChatGPT e GPT-4 (versão premium da IA). Mas, no dia 23 de janeiro de 2023, em seu site, a empresa divulgou a extensão da parceria, revelando detalhes dos múltiplos interesses entre as empresas.

fonte: learn.microsoft.com| legenda: Azure network.

A princípio, o grande objetivo da OpenAI com o investimento é continuar suas pesquisas para o desenvolvimento de uma IA cada vez mais segura, útil e poderosa. Mas, há alguns detalhes de como isso deve ser feito, confira!

Criação de sistemas de supercomputação desenvolvidos pelo Azure

A desenvolvedora do ChatGPT declarou que com os investimentos da Microsoft, o Azure continuará sendo o seu provedor de nuvem exclusivo. Hoje, todos os modelos de IA desenvolvidos pela OpenIA são testados na plataforma.

Para quem não conhece, a Azure é a plataforma de computação em nuvem da Microsoft. E essa tecnologia fornece acesso, gerenciamento e desenvolvimento de aplicativos e serviços por meio de data centers distribuídos em diversos pontos do mundo.

Aprender com o uso no mundo real

Na visão da OpenIA, os testes com aplicações reais de suas tecnologias é fundamental para que eles desenvolvam uma IA segura e útil.

Então, agora por meio de sua API e do Azure OpenAI Service, empresas e desenvolvedores poderão utilizar o GPT, DALL·E e Codex como base para suas criações. Assim como nos aplicativos GitHub Copilot e o Microsoft Designer.

Revisão e aprimoramento contínuo

A OpenIA aproveitou seu comunicado para ressaltar que suas tecnologias são revisadas constantemente por sua equipe. Além disso, para salientar o compartilhamento de valores empresariais com seu investidor, disse que os usuários são sempre informados sobre atualizações iterativas, pesquisas futuras e práticas recomendadas para o uso de seus sistemas de IA.

Em meio a diversas polêmicas, o comunicado pareceu uma tentativa de esclarecer que a empresa está trabalhando no máximo de melhorias possíveis, e que para isso, testes serão necessários, sendo progressos gradativos que necessitarão de tempo.

Como utilizar o ChatGPT?

Para começar a utilizar o ChatGPT tudo que o usuário precisa fazer é acessar o link do chatbot, realizar seu cadastro e confirmar o registro do seu e-mail. Depois disso, basta pesquisar o que quiser na barra de busca ao final da página:

No entanto, a própria ferramenta alerta algumas limitações, principalmente por se tratar de um sistema ainda em aprimoramento, como:

  • ocasionalmente pode gerar informações incorretas;
  • ocasionalmente, pode produzir instruções prejudiciais ou conteúdo tendencioso;
  • conhecimento limitado do mundo e eventos após 2021.

Essas limitações ainda são relevantes meses após o lançamento da ferramenta?

Sim! Até o momento da última atualização deste artigo, o sistema conversacional da OpenAI ainda está limitado para a maioria dos usuários. Mais adiante neste artigo, vamos apresentar outras informações sobre a navegação na web e APIs da versão paga da ferramenta, mas – de forma geral – o ChatGPT limita-se a informações e eventos realizados até 2021.

Exemplos de utilização do ChatGPT

Atualmente, a maior parte das pessoas utiliza o ChatGPT como um buscador – tal como o Google e o Bing. Segundo dados de uma pesquisa realizada pelo portal The Verge com mais de 2 mil pessoas que utilizam a inteligência artificial do chatbot, cerca de 68% dos usuários utilizam a ferramenta para fazer perguntas.

Basicamente, são realizados comandos como os da imagem abaixo:

A pesquisa também mostra outras formas de utilizar a ferramenta, tais como:

  • 54% utilizam para Brainstormings;
  • 37% utilizam para Geração (ou edição) de Fotos e Imagens;
  • 31% utilizam para Criação de Áudio e Vídeos;
  • 29% utilizam para Escrever e Contar Histórias; e
  • 26% utilizam para Análise de Dados.

Com o lançamento do Code Interpreter do ChatGPT, os usuários estão começando a explorar mais as funcionalidades da ferramenta para a análise de dados e geração de relatórios e gráficos visuais sobre seus dados.

Quem realmente utiliza o ChatGPT?

Os conflitos geracionais são observados com o lançamento de quase todas as tecnologias, com usuários mais jovens sendo os principais adeptos iniciais, mas nem sempre seguindo com o uso dessas novidades.

Apenas uma em cada três pessoas já utilizou um sistema de IA, segundo o portal The Verge, com 57% dos entrevistados dizendo que já usou ou conhece o ChatGPT. Além disso, o portal YouGov entrevistou mais de mil americanos adultos e descobriu que:

  • 15% dos adultos entre 18 e 29 anos já usaram o ChatGPT para gerar um texto;
  • 17% dos adultos entre 30 e 44 anos já usaram o ChatGPT para gerar um texto;
  • 9% dos adultos com mais de 45 já usaram o ChatGPT para gerar um texto;
  • quase metade dos adultos entre 18 e 44 anos já viu um texto gerado por IA, mas não chegou a utilizá-la;

De fato, os Millennials e a Geração Z são os mais adeptos às novas tecnologias de IA, principalmente ao ChatGPT. Ainda assim, mesmo que muitos adultos não tenham utilizado as ferramentas, 74% dos entrevistados pelo The Verge acreditam que a IA terá um impacto grande na sociedade.

Criação de Conteúdo com o ChatGPT

A ferramenta pode ser utilizada como um recurso para geração de inspiração de conteúdo, ou até mesmo materiais prontos para redes sociais, broadcasts ou geração de resumos.

No entanto, é importante ressaltar que a utilização de sistemas de IA para produção de conteúdo para blogs e sites pode ser negativa, visto que o Google penaliza conteúdos que forem identificados como gerados por essas tecnologias.

Nós indicamos que você explore a ferramenta ao máximo, mas não se esqueça que ela ainda possui limitações, como ela mesma salienta. Além disso, muitos criadores de conteúdo estão preocupados sobre os impactos da geração de conteúdo com o ChatGPT e outras ferramentas de IA, então, vamos explorar algumas dúvidas sobre o assunto:

O Conteúdo gerado por IA é detectado pelos mecanismos de busca?

Com a explosão das ferramentas de IA, surge a pergunta: os mecanismos de pesquisa podem mesmo detectar se meu conteúdo foi gerado por inteligência artificial?

A utilização de ferramentas de IA tem crescido exponencialmente, especialmente no campo do marketing digital. Devido ao processo e aos custos da geração de conteúdo, muitos profissionais têm recorrido à IA para a criação de diferentes formatos de conteúdo.

E, com o uso, o debate acerca da capacidade dos mecanismos de busca em detectar quando um conteúdo é gerado por IA tem ganhado mais espaço. Alguns até acreditam que é possível “enganar” os algoritmos dos mecanismos de busca, mas a realidade é que ferramentas como o Google têm se adaptado rapidamente. 

O maior buscador do mundo, por exemplo, tem se concentrado mais na qualidade do conteúdo do que na forma como ele é produzido, reforçando que gerar conteúdo com o objetivo principal de manipular o ranking é uma violação de suas políticas.

“E, na prática, o que isso significa?” O seu conteúdo gerado por IA pode – sim – ser detectado pelos buscadores, mas esse não é o ponto mais relevante do debate. A detecção de conteúdo de IA não se baseia apenas no texto ser gerado por uma máquina, mas na qualidade e valor agregado que esse conteúdo oferece.

O ChatGPT pode significar o fim do Google?

Com o avanço das tecnologias de IA e o ChatGPT se mostrando como uma ferramenta de pesquisa versátil e prática, muitas pessoas vem se perguntando qual seria o futuro das pesquisas no Google.

Lucas Bernardes, da Copfy, por exemplo, disse estar impressionado com o sistema em seu Instagram. Mas, será que o ChatGPT pode mesmo substituir as ferramentas de busca?

Para esclarecer esse ponto, perguntamos ao próprio ChatGPT se ele poderia, realmente, substituir os mecanismos de busca atuais. A resposta foi:

“Eu sou um modelo de linguagem treinado pela OpenAI, e como tal, não posso realizar buscas na internet ou substituir os mecanismos de busca atuais. Meu objetivo é responder perguntas e ajudar as pessoas a entender melhor o mundo ao seu redor, mas não posso fazer buscas na internet ou substituir os mecanismos de busca existentes.”

A verdade é que, apesar de não substituir completamente, o ChatGPT se tornou sim um grande concorrente do maior buscador do mundo. Atualmente, o Google também possui seu próprio chatbot conversacional, o Bard.

As pessoas não deixaram de pesquisar no Google, o que já era esperado, as o ChatGPT tornou-se uma verdadeira ferramenta de marketing digital para os profissionais e criadores de conteúdo, gerando uma revolução em diversos canais – Google, Bing, Meta e TikTok – todos estão buscando implementar suas próprias ferramentas de IA agora.

De fato, uma das mais esperadas novidades do Google após o lançamento do ChatGPT é o SGE, ou Search Generative Experience. O buscador está testando uma experiência generativa de pesquisa, com respostas geradas por IA diretamente nas páginas de resultados.

Como o ChatGPT pode ser utilizado pelos profissionais de Marketing Digital?

Segundo o portal The Verge, os experimentos criativos foram os mais comuns entre os entrevistados, mas a ferramenta pode ir muito além; desde a criação de campanhas de tráfego pago, até interpretação de dados e criação de relatórios, o ChatGPT pode ser uma ferramenta fundamental para os profissionais de marketing digital.

A criação de conteúdo para SEO com o ChatGPT é uma das principais atividades para os profissionais da área, afinal, uma das maiores vantagens da ferramenta é a possibilidade de gerar diferentes formatos de conteúdo online. Desde artigos otimizados, até materiais completos como e-books, o ChatGPT pode realizar pesquisas de palavras-chave, montar estruturas de sitemap, titles e meta descriptions e muito mais.

Além disso, o ChatGPT é muito útil para estratégias de tráfego pago! Com a criação de sugestão de copies para criativos e anúncios, testes A/B de anúncios RSA e muito mais funcionalidades, a ferramenta é fundamental para otimizar o trabalho do seu gestor de tráfego pago.

Mas, claro, para se tornar um verdadeiro mestre na ferramenta, a melhor forma é conferindo nosso curso completo! Com o Mestres do ChatGPT, você vai descobrir as principais funcionalidades da ferramenta e como aplicá-la no dia a dia do seu negócio. Clique aqui e faça sua inscrição!

API do ChatGPT: Agora o ChatGPT pode aprimorar outros aplicativos na Internet

A OpenAI anunciou, nesta quarta-feira (01 de março de 2023), que o ChatGPT agora poderá ser integrado aos aplicativos de outras empresas, ou seja, agora será possível utilizar inteligência artificial conversacional em seus produtos.

Confira os detalhes sobre essa nova API e como algumas empresas já estão utilizando:

Como funciona a nova API do ChatGPT?

Após realizar alguns testes do novo Bing associado ao ChatGPT no Skype, a OpenAI expandiu o recurso para que outros aplicativos (sejam eles de mensagens ou não), possam utilizar ochatbot para entender pedidos e dar respostas aos usuários.

Alguns dos primeiros clientes da API são: Snapchat, Quizlet, Instacart e Shopify. De acordo com a OpenIA, cada cliente pode utilizar a API de uma forma diferente.

Por exemplo, a Shopify pretende utilizá-la para criação de uma assistente pessoal para recomendações de compras.

Enquanto isso, a Instacart – app de delivery para mercado – está implementando a API para oferecer aos clientes respostas que incentivem o consumo na plataforma. O objetivo é conquistar mais clientes e aumentar o ticket médio por meio de conteúdos gerados automaticamente.

Ou seja, ao invés de criar diversos conteúdos com receitas variadas, a API vai responder especificamente a receita que o usuário quer. Assim, ele poderá comprar todos os produtos diretamente no aplicativo e receber em casa para preparar a receita em questão.

Quanto custa para implementar a API do ChatGPT?

Segundo o portal TechCrunch, a nova API custará US$ 0,002 por 1 mil tokens, o que dá 750 palavras. Com este recurso, os associados à API terão acesso a uma versão atualizada do modelo de linguagem da OpenAI, o GPT-3.5-turbo.

Ele é mais avançado que o modelo atual utilizado no sistema conversacional disponível aos usuários, tanto gratuitamente quanto a versão plus, assemelhando-se apenas ao modelo integrado ao Bing.

Quais os objetivos da OpenAI com a API do ChatGPT?

Além da monetização do sistema conversacional, a OpenAI pretende ir além com sua nova API. Afinal, quanto mais empresas investindo e utilizando sua nova API do ChatGPT, maiores serão os horizontes que a OpenAI poderá explorar.

A API permite que as empresas explorem sua criatividade na utilização do sistema de chatbot, encontrando novas formas de aplicá-la no dia a dia das pessoas e, principalmente, permitindo que as pessoas testem e enviem feedbacks sobre possíveis gaps ou melhorias.

A inteligência artificial do ChatGPT ainda não possui um sistema de auto aprimoramento, mas este pode ser o primeiro passo para que a OpenAI implemente esse recurso no chatbot.

Novidades sobre o ChatGPT

Desde o seu lançamento, o ChatGPT vem revolucionando a forma como interagimos com os sistemas de IA e, certamente, cada vez mais a OpenAI investe em atualizações de seus sistemas e novas funcionalidades para a ferramenta.

Confira quais são as principais novidades sobre o sistemas de IA conversacional da OpenAI e navegue entre nossos artigos para ler os conteúdos na íntegra:

O navegador Web da OpenAI: Conheça o GPTBot

Recentemente, a OpenAI revelou detalhes sobre o GPTBot, o mecanismo que rastreia a internet para alimentar recursos de IA como o ChatGPT. Descubra como ele funciona, como pode impactar o tráfego do seu site e a opinião de especialistas sobre permitir ou não seu acesso. Leia o artigo completo e fique por dentro!

Code Interpreter e a revolução dos sistemas de IA da OpenAI

A OpenAI lançou o Code Interpreter, um plugin oficial do ChatGPT projetado especificamente para análise de dados, conversões de imagens, edição de código e muito mais. Descubra como essa inovação pode transformar a maneira como você interage com a IA e como ela pode ser uma ferramenta poderosa para profissionais de marketing digital e entusiastas da tecnologia. Clique aqui e leia o artigo completo!

Lançamento dos Aplicativos Móveis do ChatGPT e quedas no tráfego da ferramenta

Em maio, a OpenAI lançou o tão aguardado aplicativo móvel do ChatGPT para iOS, trazendo recursos inovadores como a integração com o Whisper, um sistema de reconhecimento de voz de código aberto.

E a boa notícia não parou por aí: em julho, o aplicativo foi expandido para dispositivos Android! Descubra todos os detalhes, desde o lançamento nos EUA até a chegada ao Brasil, e entenda como o ChatGPT está se posicionando para ser um assistente pessoal ao estilo Siri ou Google Assistent. Confira o artigo completo e saiba mais!

Restrições na União Europeia e Bloqueio do ChatGPT na Itália

Com as restrições do ChatGPT na União Europeia, a OpenAI divulgou um conjunto de boas práticas para que os usuários possam utilizar a ferramenta de forma mais clara, seguindo as políticas de privacidade! Confira os detalhes sobre as restrições clicando aqui!

Plug-ins do ChatGPT: Conheça as ferramentas complementares do chatbot

A OpenAI introduziu um novo suporte de plug-ins para o ChatGPT, permitindo que o modelo de linguagem do chatbot acesse informações atualizadas, execute cálculos e integre-se com serviços terceiros de forma segura.

Esses plug-ins redefiniram a maneira como interagimos com a IA, tornando-a ainda mais versátil e adaptável às nossas necessidades. No entanto, essa funcionalidade está sendo descontinuada pela OpenAI. 

Descubra porque e explore o universo dos plug-ins do ChatGPT aqui!

ChatGPT Enterprise: O novo Plano Empresarial do ChatGPT

Em 28 de agosto, a OpenAI anunciou sua nova versão do ChatGPT com recursos exclusivos para empresas. O novo “plano” possui versão mais atualizada do GTP-4 e já está disponível para diversas empresas ao redor do mundo. Confira todos os detalhes sobre o ChatGPT para Empresas clicando aqui!

Dall-E 3 e Integração com o ChatGPT

O gerador de imagens baseado em IA da OpenAI está chegando em sua terceira versão e poderá se tornar ainda mais poderoso e útil para as empresas com seus recursos avançados e integração com o ChatGPT! Conheça o Dall-E 3 clicando aqui.

ChatGPT como Assistente de Voz

No dia 25 de setembro, a OpenAI inovou novamente seus sistemas e anunciou um novo “assistente virtual” de IA para o ChatGPT, que pode receber entradas de imagens e voz e responder em áudio com mais de cinco personalidades. Descubra os detalhes sobre a Assistente de Voz do ChatGPT clicando aqui.

LEIA MAIS

Google Trends: Descubra Tendências de Busca

Saiba o que é e como utilizar o Google Trends, uma ferramenta que irá ajudar você a descobrir novas palavras-chave a serem exploradas. Confira!

SEMrush: O Que é e Como Utilizar Para Aumentar o Tráfego do Seu Site

Saiba quais são as funcionalidades da Semrush, ferramenta muito importante para o SEO e que você precisa começar a usar.

O Que Todo Profissional de Mídia Deve Saber Sobre Machine Learning e IA

Neste artigo você vai descobrir o que todo profissional de mídia precisa entender sobre machine learnig e inteligência artificial!

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?