Olá pessoal! Está no ar mais um Na Prática com Ricotta! Hoje, o Fabio mostra como fazer um LTV “emulado” para anúncios. Continue lendo para entender como funciona.

O que é LTV e o que isso tem a ver com os anúncios pagos?

Para começar, é preciso entender que LTV significa “lifeteme value”, ou seja, todo o valor que o cliente dá para sua empresa.

Quando é criado um anúncio, as ferramentas conseguem criar diversos filtros para você chegar a sua audiência de forma ideal. Uma dessas formas é, por exemplo, segmentar para aqueles que já passaram no seu site — ou seja, uma estratégia de remarketing.

Porém, outra maneira de chegar um público é encontrar pessoas que sejam parecidas a essas que já acessam a sua página. Essa audiência similar apresenta um conjunto de características que, no seu ponto de vista, são importantes.

Então, as ferramentas de busca, por meio de inteligência artificial, busca quem são os usuários com esse comportamento dentro da sua base.

Agora, imagine que você selecionou o filtro de pessoas que realizaram uma compra no seu site. Entretanto, uma pessoa pode ter comprado R$10 ou R$1000. Para conseguir mais pessoas que gastam uma maior quantia, é possível utilizar um funcionalidade no Facebook e no Google que recebe uma lista de LTV — com informações de e-mail e o quanto ele gastou na sua plataforma.

Como fazer o LTV “emulado”?

Tenha em mente que, normalmente, é preciso subir cerca de mil perfis para formar uma boa lista de audiência similar. Para conseguir dados a partir da base de leads, a Mestre criou uma forma de conseguir fazer um LTV “emulado”.

Por meio do Lead Scoring do RD Station, é possível entender o nível de interesse do usuário — de 0 a infinito — e o seu perfil — A, B, C ou D. Quanto maior a interação dessa pessoa, maior a sua pontuação na plataforma. Então, foi criada a seguinte fórmula:

LTV emulado = Perfil x Interesse

Para isso, foi preciso atribuir números às letras do perfil: A (5), B (3), C (2) e D (1).

Ao fazer uma lista com esses cálculos, você poderá chegar a usuários muito mais interessantes e, inclusive, reduzir o seu custo por lead.

Gostou desse Na Prática com Ricotta sobre LTV “emulado”? Então continue lendo os textos da Agência Mestre!