Se você pretende divulgar o seu infoproduto na internet, é essencial saber quais são os tipos de lançamento que existem. Assim, você poderá saber qual é mais apropriado para o seu público e etapa do projeto.

Tipos de Lançamento

Aqui neste artigo você irá aprender sobre:

      1. lançamento semente;
      2. lançamento interno;
      3. lançamento externo;
      4. lançamento relâmpago;
      5. lançamento perpétuo;
      6. lançamento passariano.

Continue lendo e aprenda os tipos de lançamento que você pode utilizar para divulgar o seu infoproduto!

Quais são os tipos de lançamento?

A Fórmula de Lançamento, criada por Jeff Walker, traz uma metodologia inovadora para aqueles que desejam lançar algum infoproduto de forma organizada e, ao mesmo tempo, captando leads qualificados para comprarem a oferta.

Porém, ele entendeu que nem todas as vezes funciona da mesma forma, então estabeleceu vários tipos de lançamento para que pudesse adaptar as estratégias de acordo com o cenário atual. São eles:

1. Lançamento semente

Essa etapa acontece quando o produto ainda não está finalizado. A ideia é que será feita uma pesquisa de análise prévia para entender o comportamento dos consumidores, ajustar a persona para quem será destinado e testar o quanto as pessoas estão receptivas para uma oferta.

O lançamento semente leva esse nome porque funciona da mesma forma que a seguinte metáfora: uma semente ainda não é o que tem potencial de ser, mas ela começa a germinar e, mais para frente, trará os resultados. Ou seja, a ideia é plantada na mente do público para que, depois, eles possam adquirir o infoproduto quando ele estiver finalizado.

Lançamento, Você Sabe o Que é? — Aprenda Tudo Sobre Essa Técnica

Ele ainda traz grandes vantagens sobre os outros tipos de lançamento. São elas:

  • começar a monetizar antes da criação do produto;
  • reduzir do risco de lançar um produto que pode não gerar os resultados esperados;
  • criar uma lista de contatos;
  • engajar com o público;
  • construir da reputação do especialista sobre o assunto.

2. Lançamento interno

Entre os outros tipos de lançamento, esse é considerado um dos que trazem melhor retorno. Como o próprio nome sugere, o lançamento interno é feito com foco na própria base de leads.

Considerando que o público já conhece o especialista, uma grande vantagem é que os seguidores já são engajados e reconhecem a sua autoridade. Ou seja, essa modalidade traz uma validação sobre essa reputação e aproxima ainda mais a relação entre os eles e o dono do infoproduto.

Ele possui as seguintes etapas:

  • pré-pré lançamento: interação com o público, convidando-o a participar de um grande evento que irá acontecer, e recolhimento de provas sociais;
  • pré-lançamento: criação de três vídeos (CPLs) que despertam o interesse dos seguidores, usando gatilhos, mostrando soluções das dores desse público e fazendo a oferta do infoproduto;
  • lançamento: quando são abertas as inscrições;
  • pós-lançamento: para aqueles que se inscreveram, é a parte na qual eles recebem o infoproduto.

Uma grande vantagem em relação aos demais tipos de lançamentos é ser uma espécie de base para realizar as outras etapas. Uma vez feito o interno, é possível reaproveitá-lo para as técnicas seguintes.

3. Lançamento externo

Essa modalidade é perfeita para quem quer expandir o seu público e encontrar novos interessados em adquirir o infoproduto. O lançamento externo pode usar a base do interno, mas, dessa vez, faz uma construção da base de leads por meio de parcerias.

Usando técnicas do marketing de influência, funciona da seguinte forma: você entra em contato com pessoas influentes para que elas possam se tornar suas parceiras na divulgação do infoproduto em troca de uma comissão.

Tenha em mente que deve haver muito cuidado na seleção dessa pessoa, já que é preciso haver coerência de público. Essa parceria não pode parecer forçada ou não encaixar bem com o público desse influenciador. Então, é preciso fazer um estudo dos seguidores dos candidatos para avaliar se é compatível com o do seu produto.

4. Lançamento relâmpago

O que você pensa quando lê o termo “lançamento relâmpago”? Que será algo muito rápido, não é mesmo? É exatamente essa ideia que essa etapa quer passar para o público: de uma oportunidade única, imperdível, meteórica, que precisa ser aproveitada agora, senão não haverá como adquiri-la depois.

Lançamento Passariano

Um ponto essencial para a criação de um bom lançamento relâmpago é o uso dos gatilhos mentais, como o de escassez. Por ser algo de surpresa e, ao mesmo tempo, rápido, a copy produzida precisa ser muito bem pensada para atingir o público diretamente e de forma efetiva. Aqui, vale usar também um bom storytelling com um gancho para a oferta.

Ele possui as seguintes fases:

  • pré-lançamento: envios de e-mails na semana anterior que possuam storytelling + gancho para a oferta;
  • lançamento: envios de quatro e-mails seguidos, um por dia, entre segunda e sexta-feira, fazendo conexão com a história contada no pré-lançamento.

Em geral, dura de quatro a sete dias, e é recomendável que você adicione alguma condição exclusiva a essa oferta para que a pessoa se sinta ainda mais atraída pela oportunidade.

5. Lançamento perpétuo

A premissa do lançamento perpétuo é a criação de um infoproduto que possa sempre ser relançado para novos leads que entrarem na sua base de e-mails. Por ser “atemporal”, ele pode ser sempre disponibilizado novamente, sem a necessidade da criação de novos materiais.

Ele é vantajoso não apenas por sua economia de tempo, mas também porque pode funcionar como um processo automatizado. É possível programar para que toda vez que uma pessoa nova se cadastre na sua lista, ela possa receber a oferta automaticamente. Bastante prático, não é mesmo?

6. Lançamento passariano

O lançamento passariano, na verdade, não é uma criação de Jeff Walker. A Fórmula de Lançamentos, quando chegou no Brasil, recebeu algumas adaptações e Luiz Passari criou uma metodologia diferente para conseguir aumentar suas vendas.

Fundador de um programa de aulas de japonês on-line, ele percebeu que havia uma lista de e-mails ativa e que era engajada, mas não havia comprado o curso. Então, decidiu realizar um novo lançamento focando apenas nessa base.

Assim, aqueles que haviam se interessado no infoproduto, mas não estavam prontos ou não tinham a disponibilidade de comprá-lo, agora poderão ter uma segunda oportunidade de converter.

Qual lançamento fazer?

São seis tipos de lançamento, cada um com suas peculiaridades. Então, como escolher qual é mais apropriado para o seu infoproduto e contratar uma agência de lançamentos especializada na modalidade certa?

A linha de raciocínio é a seguinte: se você ainda tem apenas a ideia, mas não começou a concepção do seu projeto, comece pelo lançamento semente. Assim, você já consegue informações de perfil do público alvo, preferências, uma base de e-mails e algum tipo de rentabilização.

Por outro lado, se já está tudo pronto, faça o interno, pois ele é a base para as demais modalidades. Caso avalie que ele é um sucesso e pode ser reaproveitado, então verifique quais das demais etapas faz mais sentido para você.

Gostou de conhecer os tipos de lançamento disponíveis para seu infoproduto? Continue lendo o blog da Mestre para aprender mais sobre o assunto!