Você tem o conhecimento sobre o que você deve saber sobre as principais páginas do seu site? Neste vídeo, Fábio Ricotta vai dar algumas dicas valiosas sobre as top páginas. Dê o play e confira!

5 dicas para analisar suas top páginas

Se você tem um site, alguma vez já deve ter passado pela sua cabeça se os usuários se sentem ou não satisfeitos ao acessá-lo. A boa notícia é que existem algumas estratégias que podem ser utilizadas para melhorar a satisfação de quem visita suas páginas. O CEO da Agência Mestre selecionou alguns tópicos que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência e usabilidade aos internautas. Veja:

1. Entender o cenário em que o usuário está inserido

Compreender o que levou uma pessoa a acessar a sua página é um fator necessário para conseguir construir estratégias válidas para a melhoria da experiência. Como Fábio explica, é interessante entender qual é a dor do usuário, o que ele busca resolver. Por exemplo, quando alguém que acessa informações relacionadas à consultoria de SEO, é provável que existam problemas relacionadas à busca orgânica.

Ricotta ainda levanta: quem chega na página inicial de um site, o que busca? No caso do site da Agência Mestre, é possível pensar que quem chegou de maneira orgânica até a página, provavelmente possui o interesse de conhecer melhor a empresa e os serviços oferecidos. Conseguir ter essa percepção é o primeiro passo.

2. Apresentação da empresa

Pegando o gatilho da primeira dica, Fábio aponta a importância de expor informações claras e completas sobre a empresa que é buscada. Se um usuário realiza a busca e possui a intenção de resolver um problema, por exemplo, precisa de uma agência para melhorar estratégias de marketing digital. Ao acessar o site, é provável que o interessado busque por dados que ajudem a compreender se os serviços ofertados pela empresa poderão auxiliar na resolução do problema existente.

Ao primeiro olhar do usuário, é essencial que estejam expostas informações completas que permitam que a análise se a empresa está alinhada com o cenário da problemática que se pretender encontrar uma resolução.  Ou seja, sem dúvidas, a forma como a copy é desenvolvida na página de apresentação, influencia diretamente na conversão de um possível cliente.

3. Responder à dúvida do usuário

Nesse ponto, Fábio Ricotta aborda uma questão primordial: suas top páginas respondem à dúvida do usuário?  Historicamente, na área de SEO,  muitos profissionais ficam surpresos quando realizam a busca pela palavra-chave “pudim” e o resultado nada mais era do que uma única imagem do doce. Esse fato, mostra que a resposta ao que usuário não depende de uma quantidade específica de palavras, não há um tamanho correto de conteúdo ou formato mais adequado.

Resumidamente, Fábio defende que a melhor estratégia é disponibilizar para o usuário um conteúdo que responde a dúvida dele. Além disso, a solução ofertada deve está conectada com o momento de vida de quem realiza a busca, assim,  o usuário ficará satisfeito ao consumir o conteúdo. Caso não for encontrado o que é esperado, sem dúvidas,  abandonará a página e buscará por outra fonte de informação.

4. Ordem da informação

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é a ordem em que a informação é disposta em suas top páginas. É mais importante apresentar primeiramente todos os serviços, mostrar cases de sucesso ou  explicar missão e valores? Segundo Fábio, a dúvida não tem uma resposta exata, pois as escolhas poderão ser justificadas por meio de estratégias de copyright, por exemplo. A dica para conseguir desenvolver um texto eficiente é pensar na jornada mental que, provavelmente, o usuário irá realizar.

Uma dica é realizar o monitoramento de página e do consumo de conteúdo por meio de ferramentas como a crazy egg.

5. Atenção às subseções e headlines

E por último, Fábio aponta a importância de saber se as subseções e hedlines da sua página fazem sentido. Por exemplo, será se faz sentido apresentar já na home um formulário de orçamento? É importante contestar cada bloco de informação que não está seguindo uma sequência lógica, pensando no caminho mental do usuário. Além disso, é necessário ter cuidado com a poluição visual de dados que estarão, na verdade, tomando o  lugar de pontos realmente relevantes.

Dica bônus

Fábio ainda apresenta uma dica extra, é possível mensurar por meio do Google Analytics, o tempo de permanência da sessão do usuário. Caso você realize a sequência e análise correta das páginas, é possível que o usuário gaste naturalmente mais tempo com em seu site e, consequentemente, a taxa de rejeição será menor, além de elevar o consumo de páginas por sessão.

Gostou deste vídeo? Aproveitando, confira também o episódio 106 – 3 Melhorias em landing pages para Aumentar Conversões!