Tráfego Pago

Novos Recursos para Anúncios no LinkedIn Ads

Por Raquel Pereira

Confira quais são os novos recursos do LinkedIn Ads que vão te ajudar a produzir anúncios mais facilmente!

Raquel Pereira

Nos últimos anos, o LinkedIn se consolidou como uma excelente ferramenta para os gestores de tráfego, principalmente em estratégias do setor B2B.

Por isso, cada vez mais a Microsoft (big tech detentora da rede profissional), vem investindo em recursos que tornem a plataforma ainda mais atrativa para a veiculação de conteúdo patrocinado e geração de leads.

Acompanhe neste artigo todas as atualizações e lançamentos do LinkedIn Ads e descubra como utilizá-lo na sua estratégia de tráfego pago:

  • UTMs Dinâmicos: Novos Parâmetros de Acompanhamento do Campaign Manager;
  • Mudanças nos públicos LookaLike do LinkedIn;
  • Nova API de Planejamento de Mídia do LinkedIn;
  • Novo Recurso de Rastreamento de “Ações no Site” do LinkedIn Ads;
  • Segmentação por Interesse: Novos Recursos no LinkedIn Ads;
  • Brand Safety: Conheça o Novo Centro de Segurança da Marca do Audience Network no LinkedIn Ads;
  • Atualizações de Setembro de 2022 do LinkedIn Ads

Obs: Este post será atualizado sempre que o LinkedIn Ads lançar alguma atualização ou novidade em seus recursos, então entre para o nosso canal no Telegram para acompanhar as novidades!

UTMs Dinâmicos: Novos Parâmetros de Acompanhamento do Campaign Manager

Conforme anunciado pelo LinkedIn, a rede social está lançando uma nova solução para monitorar o desempenho das campanhas sem cookies de terceiros.

Os UTMs dinâmicos, que estarão disponíveis para todos os usuários globalmente até o final de março, fazem parte da nova estratégia da rede para simplificar a adição de elementos de rastreamento personalizados aos URLs de campanha, melhorando a precisão do rastreamento.

Anteriormente, os profissionais de marketing tinham que criar parâmetros UTM manualmente para suas campanhas, mas com UTMs dinâmicos esse processo é automatizado.

Segundo explicado pela rede, é possível adicionar parâmetros de URL estáticos e dinâmicos às campanhas:

UTMs Dinâmicos: Novos Parâmetros de Acompanhamento do Campaign Manager

Além disso, também foi compartilhado na Central de Ajuda do LinkedIn quais são os caracteres suportados para a personalização das URLs:

Caracteres Suportados nos parâmetros de UTM Dinâmicos do LinkedIn

Leia também: UTM: O Que é e Como Usar os Parâmetros em Sua Estratégia de Marketing

Mudanças nos públicos LookaLike do LinkedIn

Em janeiro de 2024, o LinkedIn anunciou uma mudança verdadeiramente significativa para as campanhas de tráfego pago na plataforma: a partir de 29 de fevereiro, o público de LookaLike no LinkedIn começou a ser descontinuado.

Segundo a rede social profissional, isso significa que:

  • novas campanhas de públicos lookalike não poderão ser criadas e públicos lookalike existentes não podem ser editados;
  • os dados dos públicos lookalike existentes não serão mais atualizados e os públicos lookalikes passarão a ser estáticos;  
  • todas as campanhas ativas que usam públicos lookalike continuarão a ser entregues usando o público estático.

Além disso, a plataforma informou que também estará descontinuando a API Lookalike, portanto, os clientes que utilizam um parceiro de marketing, como a HubSpot, para criar um público lookalike não poderão mais fazê-lo.

O que isso significa para as empresas que utilizam o LinkedIn Ads?

O LinkedIn está buscando novas alternativas para substituir o formato de segmentação de lookalike, principalmente para adequar-se aos novos formatos de segurança e privacidade de dados da rede social.

Por isso, o LinkedIn está sugerindo dois formatos de segmentação semelhante para substituir o recurso de LookaLike, são eles:

  • Públicos-alvo preditivos para fontes de dados de lista de contatos, conversão ou formulário de geração de leads;
  • Ampliação de público para Matched Audiences e segmentação por atributos do LinkedIn, como por competência ou interesse.

Públicos-alvo Preditivos

O LinkedIn Ads permite que você aproveite públicos semelhantes para amplificar o potencial de suas campanhas.

Essa estratégia de segmentação é chamada de Segmentação de Públicos-alvo Preditivos, e baseia-se na utilização de dados provenientes de formulários para geração de leads, conversões identificadas pela Insight Tag ou pela API de conversões, e listas de contatos. 

Ou seja, é uma estratégia semelhante ao lookalike, onde é possível alcançar pessoas com características parecidas com as de seu público-alvo, aumentando significativamente as chances de conversão.

Além disso, o LinkedIn combina sua base de dados com inteligência artificial, criando automaticamente um grupo personalizado que você pode usar em suas campanhas.

Segundo a plataforma, o gestor de tráfego pode optar por essa solução se:

  • utilizar formulários para geração de leads;
  • possuir listas de contatos prontas para uso;
  • tiver dados de conversões coletados via Insight Tag ou API de conversões.

Ampliação de Público

A segunda opção sugerida pelo LinkedIn é a Ampliação de Público, que utiliza principalmente informações demográficas profissionais que podem ser combinadas com segmentos de Matched Audience; essa ferramenta permite acessar um público ampliado com atributos semelhantes aos de seu grupo original. 

Isso facilita a descoberta e atração de novos clientes potenciais de forma automatizada. No entanto, é importante lembrar que: 

  • é preciso excluir critérios específicos do seu público-alvo, pois significa que estes não serão considerados na ampliação;
  • as métricas de desempenho incluirão tanto o público original quanto o ampliado;
  • ao definir a segmentação, a contagem de público não contabilizará os usuários advindos da ampliação;
  • a Ampliação de Público não está disponível para anúncios dinâmicos ou públicos semelhantes.

Nova API de Planejamento de Mídia do LinkedIn

Conforme anunciado pela rede social profissional no último dia 12 de fevereiro, as agências parceiras do LinkedIn agora terão acesso à uma nova API de planejamento de mídia, que fornecerá dados diretamente da plataforma do LinkedIn, incluindo insights do usuário, para auxiliar no planejamento estratégico de campanhas e elevar o ROI.

Nova API de Planejamento de Mídia do LinkedIn

Conforme explicado pelo LinkedIn :

“A API de planejamento de mídia permite que as agências vejam o alcance previsto e a frequência das campanhas da marca antes de gastar qualquer orçamento. Esses insights fornecem aos profissionais de marketing mais precisão e permitem que as agências planejem melhor o cenário e gerem resultados mensuráveis ​​no LinkedIn.”

O objetivo é que esses insights ampliados, disponíveis na fase de planejamento, forneçam informações mais específicas sobre o que esperar das campanhas no LinkedIn.

A API de planejamento de mídia inclui vários pontos de dados de usuários do LinkedIn, incluindo dados demográficos, cargos, setores e comportamentos online e a rede social afirma que as marcas interessadas podem entrar em contato com o líder de desenvolvimento da agência ou com o representante de vendas do LinkedIn para obter mais informações.

Apesar do recurso ainda não estar disponível para todos, essa pode ser uma oportunidade para ampliar o alcance da sua agência tornando-se um parceiro do LinkedIn, mas também mostra quais são as expectativas para o futuro – visto que a funcionalidade pode ser ampliada posteriormente.

Novo Recurso de Rastreamento de “Ações no Site” do LinkedIn Ads

O LinkedIn está lançando uma nova funcionalidade de rastreamento de anúncios de “Ações no Site”, que utiliza a LinkedIn Insight Tag para identificar as atividades in-stream à resposta da web, otimizando a medição de anúncios.

Novo Recurso de Rastreamento de “Ações no Site” do LinkedIn Ads

Conforme compartilhado no exemplo, a ferramenta oferece uma maneira simples de rastrear as atividades de resposta no site do anunciante, sem codificação exclusiva de cada anúncio. 

Além disso, é possível selecionar as ações de interesse e utilizá-las em público de anúncios, com análise de dados específicos. 

Segundo o LinkedIn, essa funcionalidade oferece uma maneira mais simples para os profissionais de marketing identificarem o que deu certo em suas campanhas:

“As Ações do Site permitem que os profissionais de marketing assumam o controle de seus esforços de retargeting e medição, oferecendo uma maneira simples e fácil de usar para que os profissionais de marketing descubram o que está funcionando e gerem melhores resultados.”

Inicialmente, o processo de Ações no Site do LinkedIn Ads foi projetado para contribuir potencialmente com as ações de marketing de anunciantes B2B. Conforme compartilhado por especialistas, diversos anunciantes do setor começaram a investir na plataforma no último ano, confira lendo este artigo completo sobre Tendências do LinkedIn em 2023.

Como Utilizar as Ações no Site para otimizar sua estratégia?

Conforme compartilhado pelo LinkedIn Ads, os gestores de tráfego podem acessar as Ações no Site acessando a seção “Analisar” no Campaign Manager:

  • serão exibidas duas guias: “Cliques em Botões” e “Visitas à Página”;
  • Selecione uma ação ou um grupo de ações da lista;
  • crie um público de retargeting ou uma conversão.

Alguns exemplos de ações no site que podem ser encontradas na lista:

  • Cadastrar;
  • Aquisição de demonstração (Demo Request);
  • Leia mais;
  • Registros no Formulário;
  • Visitas à páginas de produtos;
  • Conversão em formulário de material rico;
  • Contato.

Segmentação por Interesse: Novos Recursos no LinkedIn Ads

Em fevereiro de 2023, o LinkedIn atualizou seus recursos de segmentação adicionando novos atributos de interesse em serviços e mais de 120 novas opções de interesse em produtos, com o objetivo de ajudar a refinar a segmentação do seu público. Segundo compartilhado, a segmentação é um dos principais atributos de relevância para os gestores de tráfego:

“Hoje, muitos de nossos clientes usam a poderosa segmentação de contas do LinkedIn para informar suas campanhas de marketing baseado em contas. Você pode usar a segmentação por conta com segmentação por interesse para alcançar um público de compradores em potencial que já expressaram ou provavelmente expressarão interesse no conteúdo que é relevante para sua empresa.”

Veja o há de novo:

Novo conjunto de qualificadores para a segmentação de público

O aumento de 48% nas interações nas páginas do LinkedIn ano a ano, bem como as 90 mil páginas de produtos e 6,1 milhões de páginas de serviços fizeram com que a empresa criasse mais de 400 categorias de interesse profissional, para que os usuários possam detalhar melhor seus públicos-alvo específicos. O novo recurso permitirá que as marcas e membros que desejam exibir seus produtos e serviços tenham resultados mais satisfatórios com seus gastos em anúncios no LinkedIn:

Novo conjunto de qualificadores para a segmentação de público

Novas categorias de produtos

Especificamente para produtos relacionados a software, o LinkedIn Ads adicionou subcategorias como software de visualização de dados, software de gerenciamento de receita e software de análise de vendas.

Novas categorias de produtos LinkedIn Ads

Novos interesses de serviço

Segundo o próprio LinkedIn:

“Você pode aproveitar essas atividades e o LinkedIn Economic Graph para criar campanhas mais personalizadas e alcançar membros interessados ​​nos serviços que você oferece. Nosso conjunto inicial de cerca de 20 categorias inclui serviços como imóveis, consultoria ambiental e desenvolvimento de software de aplicativos. ”

Com esta atualização do LinkedIn, os anunciantes têm mais maneiras de segmentar seus públicos e alcançar os membros certos no aplicativo. Com o aumento das interações nas páginas do LinkedIn, esta nova atualização pode ajudar a aumentar ainda mais os resultados de seus anúncios.

Novos interesses de serviço LinkedIn Ads

As principais abordagens de anúncios para marcas B2C

O estudo realizado em parceria com a Nielsen descobriu que as campanhas B2C no LinkedIn funcionam melhor quando se concentram em:

  • aspiração: conectar sua marca ao desejo;
  • inovação: novas ideias e produtos exclusivos;
  • e lealdade: reflexão dos valores do público.

Segundo os especialistas, as marcas podem usar essas abordagens para se conectar melhor com seu público e gerar melhores resultados de seus gastos com anúncios.

O LinkedIn lançou um novo centro de segurança da marca para seus anúncios da Audience Network

O LinkedIn vem otimizando seus esforços para melhorar a segurança do usuário em seus anúncios. O novo recurso, anunciado na última semana, conta com um centro de segurança da marca para os anúncios da Audience Network.

Com o hub Brand Safety, os anunciantes poderão obter mais informações sobre as plataformas de parceiros do LinkedIn e criar listas de permissão e bloqueio para administrar o mesmo.

Novo centro de segurança da marca na Audience Network do LinkedIn Ads

A ferramenta permite que os anunciantes estendam suas campanhas além do próprio LinkedIn, compartilhando seus anúncios em redes de parceiros de publicação da plataforma, que inclui “milhares de aplicativos e sites de parceiros premium onde os membros do LinkedIn passam o tempo”, de acordo com a rede profissional.

“Com o hub de Brand Safety, você pode baixar e revisar a lista de editores que compõem nossa Audience Network. Você também pode criar listas de permissões e listas de bloqueio personalizadas, que permitem priorizar os editores que atendem às diretrizes de segurança da marca.”

Novo Brand Safety LinkedIn Ads

Dessa forma, será possível ter mais controle sobre a distribuição de anúncios na rede profissional, bem como a exibição deles fora do aplicativo. Isso auxilia na maximização do desempenho da campanha e dá mais segurança aos anunciantes sobre o retorno de seus investimentos.

Atualizações de Setembro do LinkedIn Ads

Na última semana de setembro, o LinkedIn lançou 4 novos recursos para publicidade de profissionais de marketing, por meio da plataforma B2B. As novidades foram publicadas no mesmo dia em que foram anunciadas as atualizações do Search On 22, do Google.

A proposta dos novos recursos do LinkedIn Ads é tornar a criação de anúncios, o downloads de leads e a busca por novos públicos muito mais simples para os anunciantes B2B. Confira:

Conversões offline

Com o novo recurso, as conversões offline permitem que você insira as conversões que sua equipe acompanha em outras ferramentas, acompanhando todas elas pelo LinkedIn. Dessa forma, os anunciantes podem fazer upload de arquivos CSV manualmente para o Campaign Manager. Alguns CRM suportados incluem Adverity, Hub Spot, LeadsBridge, LiveRamp e Make.

Esses dados serão incorporados automaticamente em seus relatórios agregados sobre conversões e fornecerão uma visão mais completa do desempenho das suas estratégias de marketing nos resultados de fundo de funil.

Insights sobre o público alvo

A partir de agora, os insights sobre o público alvo estarão presentes no Campaign Manager. Isso vai facilitar a identificação de quem são seus públicos, em que estão interessados ​​e como estão se envolvendo com outros conteúdos e tópicos dentro do LinkedIn.

Além disso, esses dados são coletados a partir de públicos correspondentes e salvos. Ou seja, ele gera insights também com base nos dados de cargos, anos de experiência, antiguidade, localização, nome da empresa, setor e muito mais. Dessa forma, os insights também podem ser usados ​​para descobrir novos públicos.

Anúncios de documentos

Com os novos Document Ads, os anunciantes podem promover conteúdos de formato longo diretamente nos feeds dos membros, onde eles podem ler e baixar white papers, estudos de caso e relatórios sem sair da plataforma.

Biblioteca de mídia

Com a biblioteca de mídia, os anunciantes poderão armazenar todas as suas imagens e vídeos em um único local dentro do LinkedIn, facilitando a mudança de criativos das campanhas.

Com isso, os anunciantes podem criar até cinco anúncios de uma vez, selecionando o vídeo ou a imagem da biblioteca de mídia, poupando tempo com upload de criativos durante a criação ou otimização da campanha. Esse recurso parece tornar a criação de anúncios mais fácil, rápida e colaborativa.

Com as compras de final de ano chegando, as bigtechs ficam muito focadas em desenvolver estratégias de novos formatos de anúncios apenas para o varejo, no entanto, é importante encontrar novas oportunidades para os anunciantes B2B, e o LinkedIn percebeu esse momento para anunciar suas novidades.

Conte com o Apoio da Agência Mestre!

Sabemos a importância de investir em diferentes canais de Mídia Paga para alcançar bons resultados, principalmente quando se trata de estratégias para o setor B2B. No entanto, é preciso acompanhar de perto os resultados constantemente para garantir um bom Retorno sobre o Investimento.

Conte com a expertise da Agência Mestre para elevar seus resultados! Conheça nossos serviços de Mídia Paga.

LEIA MAIS

Melhor Horário Para Anunciar no Google ou Facebook

Confira neste artigo como alcançar mais pessoas e descubra qual é o melhor horário para anunciar no Google ou Facebook.

Otimização de Campanhas de AdWords – Grandes e Pequenos Investimentos

Métricas básicas, dicas para estruturação de campanha, otimização de campanha de AdWords e dicas extras de conteúdos e ferramentas. Tudo para você aprender a ter uma campanha eficiente no Google AdWords, seja com pequeno ou grande investimento. Confira!

Como Anunciar no Google: Passo a Passo Completo do Google Ads

Através do Google Ads você poderá atingir seu público alvo em cheio, utilizando a rede de pesquisa ou a rede de display. Confira nossas dicas sobre como anunciar no Google e comece a ter sucesso em suas campanhas!

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?