Growth Hacker: O que esse profissional faz?

Por Rafaela Thimoteo

Marketing Digital

Growth Hacker: O que esse profissional faz?

O Growth Hacker implementa estratégias de marketing que geram mais clientes e vendas para as empresas de forma acelerada. Saiba mais!

Rafaela Thimoteo

O Growth Hacker é um profissional que está inserido em um modelo inovador de marketing digital, o Growth Hacking. Esta estratégia reúne o Inbound Marketing, o SEO, a produção de conteúdos e testes A/B, entre outras técnicas com uma abordagem científica. Ou seja, ela é completamente baseada em experimentos e dados para gerar o rápido crescimento de uma marca.

Confira neste artigo:

  • o que o Growth Hacker faz?;
  • como é o processo de trabalho de um Growth Hacker?;
  • quais habilidades um Growth Hacker deve ter?

O que o Growth Hacker faz?

O principal objetivo do Growth Hacker é encontrar formas de conectar o público com o produto ou serviço da sua empresa, de maneira mais rápida, para escalar os resultados o quanto antes. Esse profissional está sempre voltado para o crescimento ágil e contínuo.

Portanto, ele deve utilizar métodos de experimentação, unindo a tecnologia da informação aos aspectos da psicologia do consumo para criar campanhas e ações que resultem em mais vendas (ou qualquer que seja a conversão desejada). Entender o comportamento do consumidor ao longo da jornada de compra é um fator essencial para o growth hacker.

O propósito deste trabalho é fazer com que a empresa cresça de modo escalável, aumentando seu faturamento com menos custos, criando ações que favorecem cada etapa do funil de Growth, que passa por:

  • aquisição: fase na qual a empresa deve conquistar os clientes;
  • ativação: oferecer ao consumidor uma ótima primeira experiência com a marca;
  • retenção: trabalhar a fidelização desses clientes;
  • receita: etapa na qual os consumidores geram faturamento;
  • recomendação: momento em que o público indica o produto ou serviço para conhecidos, trazendo novos clientes para a empresa.

Por exemplo, quando a Amazon oferece o serviço de Kindle Unlimited para novos assinantes por um preço muito abaixo do normal pelos primeiros 3 meses, é uma forma de conquistar novos consumidores.

Para manter esses clientes, evitando que eles cancelem depois, a empresa precisa mostrar uma boa experiência e garantir que as pessoas permaneçam e recomendem o serviço para outras.

Como é o processo de trabalho de um Growth Hacker?

Agora que deu para entender um pouco sobre o que o profissional faz, vamos destrinchar melhor as etapas do seu processo de trabalho. Veja a seguir!

1. Etapa de brainstorming

Todo projeto começa com uma ideia, certo? Portanto, o início do trabalho do Growth Hacker é pensar em algo inovador que dê resultados. Por isso o brainstorming é tão importante, pois é a etapa em que há diversas sugestões para as diferentes etapas do funil. Por exemplo, algumas das atividades que ele vai desempenhar são:

  • reuniões de brainstorming;
  • benchmarking com outras empresas que sejam referência;
  • estudo de cases de sucesso;
  • pesquisas com o público online e presencial.

Com essas informações em mãos e com as sugestões, o profissional deve organizá-las por categoria, seguindo o funil de Growth, para depois trabalhar com elas de acordo com a demanda da empresa.

2. Etapa de seleção

Após a tempestade de ideias, é hora de decidir o que colocar em prática. Nesta fase, o profissional deve priorizar as sugestões que solucionem uma dor da organização, seguindo o funil de Growth.

Por exemplo, se o negócio precisa de mais clientes, deve-se focar em ideias para a aquisição. Se o problema for o cancelamento de muitos clientes, o foco deve ser em retenção.

Para decidir quais experimentos colocar em prática, o profissional pode seguir os critérios abaixo:

  • se o experimento tem maior probabilidade de ter sucesso;
  • se o impacto dessa ideia será realmente significativo para a empresa;
  • os custos e a complexidade de implementar a sugestão.

3. Etapa de experimentação

Essa fase do trabalho do Growth Hacker é justamente quando ele deve colocar em prática o que pensou na etapa anterior. Como o objetivo é fazer um experimento, não necessariamente a ideia precisa estar totalmente pronta e perfeita. O profissional e sua equipe podem comprovar a hipótese e, se não funcionar, testar outra.

Isso não significa que não deve haver um planejamento antes de executar as ações, ou, então, que não é necessário fazer um acompanhamento dos resultados. Pelo contrário, essas tarefas são fundamentais para garantir o sucesso do projeto.

Levará um tempo para que os experimentos demonstrem resultados, portanto, siga o planejamento até conseguir juntar estatísticas suficientes para avaliar o teste. Em casos em que os dados estejam muito ruins, o processo pode ser interrompido para evitar grandes prejuízos para o negócio.

4. Etapa de análise das métricas

Após o experimento ser finalizado, é imprescindível analisar os dados para saber se ele gerou os resultados esperados ou não. Mesmo que ocorra esse segundo caso — de não ter funcionado tanto assim —, ainda assim o processo foi importante para gerar aprendizado.

Dessa forma, será possível corrigir o que for preciso para na próxima tentativa o impacto ser mais positivo.

Quais habilidades um Growth Hacker deve ter?

Geralmente, um profissional Growth Hacker vem das áreas de marketing, computação/TI, vendas ou até mesmo da engenharia. Independentemente de qual seja a formação acadêmica, é fundamental que ele seja criativo, curioso, constantemente em busca de aprender novas técnicas. Além disso, ele deve apresentar as seguintes habilidades:

Análise de métricas

O profissional de growth hacking precisa ser analítico e avaliar os números e resultados. É importante que ele saiba fazer testes A/B, por exemplo, para tomar as decisões baseadas nos dados obtidos.

Com isso, ele deve criar estratégias de otimização das taxas de conversões priorizando as ações e campanhas que mais contribuíram para gerar oportunidade de vendas.

Na prática, ele faria melhoria nas landing pages, por exemplo, seguindo o que as estatísticas e informações mostram que mais gerou cliques e visualizações dos usuários. Se uma página de vendas com um vídeo apresenta uma conversão maior que uma outra sem vídeo, o profissional deve identificar esse fator e colocar o conteúdo lá, não por “achar” o vídeo interessante, mas sim porque os dados confirmam que isso impacta os resultados.

Organização

O growth hacker costuma lidar com várias áreas do desenvolvimento de um produto ou serviço. Ele precisa ter uma ótima organização para ser capaz de trabalhar com a comunicação em canais diferentes, análise de conversões, gestão de prazos, entre outras demandas do projeto.

Trabalho em equipe

Outro ponto importante é saber trabalhar em equipe, já que provavelmente o profissional não tem domínio sobre todos os conhecimentos técnicos. Ou seja, mesmo que ele saiba analisar que um site precisa de otimizações, não necessariamente significa que ele vai implementá-las. Uma outra equipe de desenvolvimento ficará responsável por isso.

Sendo assim, saber delegar tarefas e gerenciar diferentes equipes é uma habilidade muito importante para o growth hacker.

Storytelling

Saber utilizar o Storytelling é outra habilidade procurada nesses profissionais, pois estratégias que utilizam esse método podem conquistar mais consumidores fiéis. E isso implica em ótimos resultados para as empresas, pois diminui o CAC (Custo por Aquisição de Cliente) e reforça a imagem da marca.
Entender a cultura da organização, as necessidades da persona, e ter a capacidade de transformar isso em ações e campanhas persuasivas, que contam uma história que converte mais clientes e mantém aqueles que já são consumidores da marca, é um grande diferencial.

Compreender SEM

O Marketing de Busca (SEM — Search Engine Marketing) é uma estratégia essencial para o growth hacker, pois lida diretamente com a otimização dos mecanismos de pesquisa, como o Google, e as estratégias de marketing nos canais de aquisição orgânico e pago.

Se o objetivo é gerar mais tráfego para o site da empresa, e consequentemente, mais vendas, o profissional deverá entender como aplicar técnicas de otimização de SEO e campanhas de marketing nesse segmento.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre essas estratégias para conquistar clientes e como ela pode beneficiar a sua empresa? Confira nosso artigo completo sobre Growth Marketing!

LEIA MAIS

O que é SEM?

Entenda mais sobre o que é SEM, o conjunto de técnicas para melhorar o posicionamento do seu site nos resultados de busca!

5 Ferramentas de Email Marketing Que Mudarão Seu Trabalho

O email marketing é uma estratégia poderosa para conectar-se com a sua audiência e potenciais clientes, mas que necessita de uma ferramenta versátil e fácil de gerenciamento. Separamos neste artigo uma lista das 5 melhores ferramentas de email marketing do mercado. CLIQUE e confira!

Como Fazer E-mail Marketing e Não SPAM

Veja como utilizar o e-mail marketing como uma estratégia para aumentar a fidelidade dos visitantes e as conversões do seu site!

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?