No novo vídeo da Mestre TV, o CEO da Agência Mestre, Fábio Ricotta vai falar do LinkedIn Ads e como utilizar a ferramenta para conseguir melhores resultados em vendas. Dê o play e confira!

Para quem não conhece ou não tem muito contato, o LinkedIn é uma rede profissional, ou seja, não há um lado puramente social e pessoal atrelado.

Quando falamos em LinkedIn Ads, é possível criar uma conta para anúncios e ranqueá-la em diferentes níveis, adicionar gerenciadores e diversas outras funcionalidades que lembram a interface da criação dos anúncios no Google e no Facebook.

Entre as ferramentas disponíveis e que auxiliam alcançar o objetivo e bons resultados com os anúncios, Fábio aponta duas estratégias: o conteúdo patrocinado, que envolve promover materiais produzidos, o Text Ads, que foi o primeiro modelo de anúncio dentro do LinkedIn e o Inmail, que se assemelha com o inbox do Facebook, porém, a mensagem é patrocinada, podendo ou não ser personalizada para o usuário que se pretende atingir.

Inmail patrocinado como estratégia de LinkedIn Ads

De todos os modelos de anúncios descritos, Fábio dá destaque para a mensagem de inbox patrocinada. De acordo com Ricotta, e até mesmo pela experiência de uso, a ferramenta é a mais eficiente, principalmente quando falamos de empresas do setor B2B (Business to business).  No entanto, quando comparamos a plataforma de anúncios do LinkedIn com o Google, Facebook e Instagram Ads, custo por aquisição é mais elevado.

O motivo para o valor alto é qualidade da audiência, além do público ser mais qualificado, existe a maior possibilidade de segmentação de uma campanha. Por exemplo, é possível segmentar pelo tamanho da empresa, por idade, por cidade, experiência, por cargo e entre outros.

Anúncios no LinkedIn Ads

Como foi dito, o custo de uma campanha realizada pelo LinkedIn Ads é maior quando comparamos com o Google, Facebook e Instagram, mas a probabilidade de acertar e alcançar uma conversão é bem maior, pois é uma estratégia mais qualificada e assertiva. Além dessas vantagens, existem duas ferramentas que podem ser utilizadas ao enviar uma mensagem pela plataforma do Inmail, headline e o corpo da mensagem, ou seja, há duas formas de atrair o usuário.

Outro fator interessante é a possibilidade de customizar com diversas TAGs. Fábio aborda os tipos de personalizações possíveis, como o nome e sobrenome, adicionar links externos ao corpo do texto e levar o usuário para outra página que é interessante para você, como, por exemplo, baixar um ebook.

Fábio ainda expõe a seguinte curiosidade: cerca de 80% das pessoas acabam clicando nos links que são anexados ao corpo da mensagem. Ou seja, a taxa de cliques é bem alta.

Aproveitando o tema, o CEO da Agência Mestre sugere o episódio 112 – Como fazer o lead descer o funil de vendas. Dê o play e confira!