Web Analytics

O Que é Google Tag Manager e Quais São Suas Vantagens?

Por Frank Marcel

Você conhece as funções do Google Tag Manager? Entenda cada uma delas e também as vantagens dessa ferramenta gratuita do Google.

Frank Marcel

O Google Tag Manager (GTM) foi lançado em 2012 e veio para facilitar a vida de quem precisa monitorar visitas, conversões e outras métricas de seus sites. Portanto, é uma ferramenta essencial para mensurar os resultados do seu site e monitorar as conversões.

Continue lendo o artigo para entender:

  • o que é o Google Tag Manager;
  • o que o Google Tag Manager faz;
  • como o Tag Manager funciona;
  • por que usar o Google Tag Manager;
  • como usar o Google Tag Manager.

O que é o Google Tag Manager?

O Google Tag Manager (GTM) é um sistema de gerenciamento de tags gratuito oferecido pelo Google. Ele permite que desenvolvedores de sites e profissionais de marketing acessem rapidamente e implantem facilmente tags de rastreamento e marketing em seus sites sem exigir alterações de código.

Sendo assim, com o GTM, os usuários podem gerenciar todas as suas tags em um só lugar, em precisar depender de um desenvolvedor para cada alteração, incluindo Google Analytics, AdWords, Facebook e outras tags de terceiros. Afinal, com o Google Tag Manager, é possível adicionar e atualizar as tags diretamente na interface do GTM, o que torna o processo mais ágil e flexível.

O que é Tagueamento?

O tagueamento, no contexto do marketing digital, refere-se ao processo de adicionar e gerenciar tags em um site ou aplicativo por meio de uma ferramenta centralizada, como o Google Tag Manager.

Google Tag Manager - Tagueamento

Já as tags consistem em pequenos trechos de código que coletam e enviam informações sobre as interações dos usuários com um site, como cliques, visualizações de página, conversões, eventos personalizados e muito mais.

Sendo assim, o tagueamento é de grande importância no marketing digital, pois fornece dados valiosos sobre o comportamento dos usuários e o desempenho das campanhas. Afinal, com as tags configuradas adequadamente, é possível obter informações detalhadas sobre:

  • origem do tráfego;
  • tempo gasto nas páginas;
  • taxa de conversão;
  • abandono de carrinho;
  • interação com vídeos e formulários;
  • e muitas outras.

Tagueamento: confira um exemplo prático 

Imagine que você esteja executando uma campanha de anúncios pagos em várias plataformas, como Google Ads, Facebook Ads e LinkedIn Ads.

Ao usar o Google Tag Manager, você pode configurar tags de conversão para rastrear dados que permitem a medição do retorno sobre o investimento (ROI) de cada plataforma e ajustar sua estratégia de acordo com os resultados obtidos. Entre as informações que podem ser coletadas estão:

  • quantas pessoas clicaram nos seus anúncios;
  • quantas realizaram uma ação desejada, como fazer uma compra ou preencher um formulário de contato.

Além disso, o tagueamento também pode ser usado para implementar outras funcionalidades, como o rastreamento de eventos específicos, como cliques em botões, downloads de arquivos, reprodução de vídeos, entre outros. Essas informações ajudam a entender melhor o engajamento dos usuários e a identificar oportunidades de otimização.

O que o Google Tag Manager faz?

O Google Tag Manager faz a gestão (inclusão, uso e remoção) de tags em um site ficar muito mais fácil, segura e acessível.

Antes da chegada dessa ferramenta, a inclusão de qualquer código no site, desde algo simples e fundamental como o Google Analytics, precisava ser realizada por meio de mudanças diretamente no código fonte dos sites.

Isso significa que uma nova alteração no código do site era necessária para cada tag (incluída ou removida): Facebook Ads, Google Ads, Google Analytics e tantas outras.

O Tag Manager veio com a proposta de revolucionar essa questão, pois, com ele, você pode incluir apenas um script em sua página e fazer as demais alterações necessárias sem a necessidade de acessar seu servidor.

Leia também: Google Tag Manager – Monitorando o site do jeito fácil

Como o Tag Manager funciona?

Hoje, o Tag Manager é uma ferramenta muito robusta, dividida em 3 pilares essenciais. Continue lendo para entender como cada um deles funciona:

Tags 

Tags são basicamente os scripts que você inclui, tais como: tags de remarketing, tag de conversão do Ads, do Facebook, entre outras diversas tags HTML que podem ser facilmente adicionadas.

Regras

Utilizar as regras com maestria é ter o poder do monitoramento, dados e métricas em suas mãos. Afinal, ela, também chamada de Acionador (em inglês, trigger), serve para determinar quando uma tag específica será ativada. Entre as ações que podem ser escolhidas como regra de ativação de uma tag estão:

Variáveis 

As variáveis estão disponíveis para serem manipuladas dentro de suas tags ou de suas regras. Os monitoramentos para Google Analytics (pageview, ecommerce, eventos ou outros), por exemplo, requerem o código de propriedade (algo como a sequência UA-12345678-9).

Para você não ter que memorizar nem ficar procurando onde encontrar esse código toda vez que precisar dele, o Tag Manager permite a criação de uma variável (“código do Analytics”). A partir disso,você poderá usar a variável “código do Analytics” para identificar o seu UA para aquela tag.

O fato é que você vai ter mais velocidade e praticidade para fazer seus monitoramentos, tanto na criação das tags no GTM quanto na ativação deles no site.

Por que usar o Google Tag Manager?

A principal vantagem ao utilizar o Google Tag Manager é poder manipular seus códigos de monitoramento de forma prática, sempre que precisar. Isso significa que você não vai depender de alguém que tenha acesso e habilidade para mexer no código fonte do site para obter os monitoramentos, tanto os relacionados às métricas de engajamento ou às de conversão.

Vantagens Google Tag Manager

Assim, você anula a burocracia de solicitações ao T.I, ao desenvolvimento e a espera na fila de implementações. Além disso, mesmo pessoas experientes correm o risco de alterar um trecho do código do site e gerar algum tipo de problema ou, ainda, inserir uma modificação em uma página e esquecer de alterar em outro lugar.

O uso do GTM aumenta também a segurança em seus projetos, uma vez que apenas uma pessoa pode ficar responsável pelas alterações. A ferramenta conta também oferece um histórico de modificações para voltar às versões anteriores de tags, regras e variáveis. Isso é eficaz em caso de erros ou modificações indevidas.

Importante notar também que o GTM oferece o recurso de pré-visualização de alterações. Com ele, apenas você, no seu navegador, experimenta as alterações feitas. Você pode testar todas as modificações e, se estiver tudo em ordem, publicá-las para todos que visitam o site.

Aprenda como usar o Google Tag Manager

Quer se tornar um especialista em Google Tag Manager? O melhor local para isso é Curso Online de Google Analytics e Tag Manager, disponível  no Mestre Academy. Nele, você:

  • aprenderá na prática a realizar o monitoramento de seu site, blog ou loja virtual;
  • terá acesso a um material completo em vídeo aulas que mostram o passo-a-passo exato para mensurar tudo que é necessário em seu negócio;
  • entenderá como usar o Google Tag Manager;
  • aprenderá como criar uma conta no Google Tag Manager;
  • e muito mais.

Para saber mais detalhes sobre o Tag Manager, assista também o vídeo abaixo:

Como fazer tagueamento?

Para realizar o tagueamento é preciso criar uma UTM (Módulo de Rastreamento Urchin), uma fórmula personalizável que vai indicar ao Google Analytics a origem (Utm_source), o meio (Utm_medium) e a campanha (Utm_campaign) daquele link.

Exemplo de UTM utilizada para monitorar resultados de conteúdos compartilhados no Instagram:

?utm_medium=referral&utm_campaign=stories-mestre&utm_source=instagram

Mas, não se preocupe, é algo bem mais simples do que parece e preparamos um conteúdo completo para você aprender tudo o que precisa sobre esse link rastreável. Leia nosso artigo UTM: O Que é e Como Usar os Parâmetros em Sua Estratégia de Marketing.

Como vincular o Tag Manager ao Google Ads?

Para vincular o Tag Manager ao Google Ads, você precisa seguir estas etapas:

  1. crie um container do Tag Manager;
  2. instale o código do Tag Manager no seu site;
  3. crie uma tag de acompanhamento do Google Ads no Tag Manager;
  4. configure a tag de acompanhamento do Google Ads;
  5. publique as alterações no Tag Manager.

Como instalar o Tag Manager no WordPress?

De forma geral, existem duas maneiras de instalar o GTM no WordPress, e a primeira é utilizando um plugin. Você vai precisar:

  • acessar o painel administrativo do WordPress;
  • ir em Plugins > Adicionar novo;
  • pesquisar por “Google Tag Manager”;
  • instalar o plugin DuracellTomi Google Tag Manager for WordPress;
  • ir em Configurações > Google Tag Manager;
  • inserir o ID do seu container do GTM.

Agora, se você deseja instalar o GMT sem um plugin, você precisa:

  • acessar o painel administrativo do WordPress;
  • ir em Aparência > Editor;
  • abrir o arquivo header do tema (geralmente chamado de header.php);
  • colar o código do GTM no arquivo header, logo antes da tag de fechamento </head>;
  • salvar o arquivo header;
  • abrir o arquivo footer do tema (geralmente chamado de footer.php);
  • colar o código do GTM no arquivo footer, logo antes da tag de fechamento </body>;
  • salvar o arquivo footer;

Depois de instalar o GTM no WordPress, você pode começar a adicionar tags ao seu site. Confira algumas dicas extras antes de instalar o GTM no WordPress:

  • faça backup do seu site antes de fazer qualquer alteração no código;
  • se você não estiver confortável em adicionar código ao seu site, use um plugin para instalar o GTM;
  • se você tiver alguma dúvida, consulte a documentação do GTM, entre em contato com o suporte do Google ou conte com o auxílio de um profissional especializado.

Leia também: Google Tag Manager em Páginas do RD Station

A Agência Mestre é especialista em criação e instalação do Google Tag Manager para qualquer tipo de empresa, inclusive e-commerces. Conheça nosso serviço de business intelligence focado em Google Tag Manager e solicite um orçamento!

LEIA MAIS

Funil de Conversão no Google Analytics – Criar e Analisar

O Funil de Conversão é um dos recursos mais importantes a se utilizar no Google Analytics. Neste artigo, veja como fazer a configuração do funil de conversão, bem como quais as primeiras análises a se fazer, uma vez que se tenha os dados de navegação dos visitantes do site dentro deste recurso.

Melhores Plugins de Google Analytics para WordPress

Conheça ótimas opções de plugins de Google Analytics para WordPress e escolha o ideal para o seu site, de forma personalizada. Saiba mais!

E-Commerce no Google Analytics – Como Instalar?

A Aba de E-Commerce do Google Analytics, além de ser fácil de ser configurada e instalada, é um recurso muito útil para a análise de diversos fatores que podem influenciar as conversões em um site de compras. Leia aqui as instruções de instalação do E-Commerce no Google Analytics e como utilizá-la.

Comentários
  1. Avatar

    Muito interessante a explicação e concordo que Tag Manager surgiu como solução para facilitar o trabalho árduo do profissional de Marketing Digital. Parabéns pelo artigo

  2. Avatar

    Parabéns pelo vídeo, consegui instalar, porém fiz algo de errado pois não está mostrando a conversão. Uso venda por link da cielo e tenho uma pagina de agradecimento após a compra. Como faço para colocar esses dois parâmetros nos acionadores?

Os comentários estão fechados.

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?