O Google Tag Manager foi lançado em 2012 e veio para facilitar a vida de quem precisa monitorar visitas, conversões e outras métricas de seus sites. Para saber tudo sobre o Tag Manager, dê o play no vídeo abaixo:

A Praticidade do Tag Manager

Antes do Google Tag Manager existir, precisávamos incluir uma série de códigos, diretamente no código fonte de nossos sites. O Tag Manager veio com a proposta de revolucionar essa questão, pois hoje, você pode incluir apenas um script em sua página e fazer as outras inclusões que precisa, apenas em um lugar, sem a necessidade de acessar seu servidor.

Como Funciona o Tag Manager?

Hoje o Tag Manager é uma ferramenta muito robusta, dividida em 3 pilares: tags, triggers e variáveis. Continue lendo para entender como cada um deles funciona.

Tags

Tags, são basicamente os scripts que você inclui, tais como: tags de remarketing, tag de conversão do AdWords, do Facebook, entre outras diversas tags HTML que podem ser facilmente adicionadas.

Triggers

O trigger serve para determinar quando uma determinada tag será acionada. Pode-se definir o acionamento através de um clique, do carregamento de uma página, da submissão de um formulário e de várias outras formas diferentes. Utilizar esse pilar com maestria é ter o poder em suas mãos.

Variáveis

As variáveis estão disponíveis para serem manipuladas dentro de suas tags ou de seus triggers. Por exemplo, a tag do Google Analytics, pode ser cadastrada como uma variável, permitindo que você tenha mais velocidade e praticidade em seus monitoramentos.

Vantagens do Tag Manager

A principal vantagem ao utilizar o Google Tag Manager é poder manipular seus códigos de monitoramento de forma prática, sempre que precisar. Afinal de contas, depender de uma pessoa que tenha acesso e habilidade para mexer no código fonte, pode tornar seu trabalho um tanto quanto burocrático. Além disso, existe sempre o risco de mexer em um trecho do código do site e isso gerar algum tipo de problema. Ou ainda, inserir uma modificação em uma página e esquecer de alterar em outro lugar.

O uso do Tag Manager aumenta também a segurança em seus projetos, uma vez que apenas uma pessoa pode ficar responsável pelas alterações. Além disso, existe um histórico de modificações, que permite você voltar em versões anteriores, caso algum erro ocorra ou alguma modificação que não era para ter sido feita, já tenha sido realizada.

Aprenda Mais

Para saber tudo sobre o assunto, recomendamos que você conheça nosso Curso Online de Google Analytics e Tag Manager, no qual você aprenderá na prática a realizar o monitoramento de seu site, blog ou loja virtual. Nesse treinamento online, você terá acesso a um material completo em vídeo aulas que mostram o verdadeiro passo a passo para mensurar tudo que é necessário em seu negócio. Além de tudo que você irá aprender, também é possível tirar suas dúvidas, diretamente com o professor do curso, através de um fórum muito simples de ser utilizado. Aproveite!