Tráfego Pago

91% dos Setores Tiveram Aumento no Custo por Lead do Google

Por Raquel Pereira

Veja porque 91% dos setores analisados pela LocaliQ estão com aumento no custo por lead em campanhas do Google e como evitar perdas.

Raquel Pereira

Em seu novo estudo, a LocaliQ mostra quais foram os setores que tiveram maiores impactos em seus resultados de campanhas no Google Ads, observando as oscilações no último ano.

Para isso, foi utilizada uma amostra de mais de 79 mil campanhas de clientes, executadas entre Outubro de 2021 e Setembro de 2022. Confira os dados obtidos:

21 dos 23 setores analisados tiveram aumento no Custo por Lead (CPL)

Ao todo, 91% dos setores registraram um aumento significativo do Custo por Lead (CPL) no Google, com um aumento médio de 19%. Considerando a análise do ano anterior (2019 – 2020), a média subiu 14 pontos percentuais. Os setores mais impactados foram:

Seguindo na contramão, os setores de “Finanças e Seguros” e “Educação e Instrução” registraram queda de 2% e 29%, respectivamente.

Queda na taxa de conversão e aumento no Custo por Clique (CPC)

A grande maioria das empresas(91%), também observou queda significativa na taxa de conversão, com uma média de 14%. Além disso, o custo por clique aumentou em mais da metade dos setores (57%), no entanto, a média foi de apenas 2%.

Um ponto positivo do estudo é que, pela primeira vez desde 2019, a taxa de cliques não sofreu alteração.

Principais Motivos para as Oscilações

Dentre as causas que estão levando ao aumento exponencial de algumas métricas do Google, a LocaliQ lista em primeiro lugar a inflação afetando as taxas de conversão. Como reflexo do cenário econômico mundial, as pessoas estão cada vez mais conscientes dos seus gastos, principalmente com bens e serviços não essenciais.

Dessa forma, o custo por lead sofre os impactos da diminuição da busca por esses serviços, como é o caso das viagens e momentos de lazer (setor de Arte e Entretenimento).

Outro ponto importante a ser considerado é que, nesse momento de instabilidade, os anúncios estão sendo reduzidos – tanto pela falta de mercadorias, quanto pela necessidade de cortes de orçamento. Por isso, a ampla concorrência de palavras-chave e a competitividade na Rede de Pesquisa também aparecem como fatores de influência.

Vitória para os setores de “Finanças e Seguros” e “Educação e Instrução”

Desde o começo da pandemia, observa-se no mercado uma tendência de buscas por cursos on-line, instruções sobre o setor de investimentos e outros assuntos relacionados. Esse é um dos motivos que ajudaram esses setores a manterem-se fora da média e baixarem (mesmo que discretamente), seus CPLs.

Como se adaptar às novas tendências?

Os profissionais de marketing estão sempre em busca de diminuir o “custo” de suas ações, procurando sempre um ROI positivo. No entanto, como definir o que é um “custo elevado” no Google Ads?

Para ampliar a visão sobre essas métricas, o estudo compartilha as principais médias gerais do Google Ads em 2022:

  • Taxa média de cliques: 6,30%;
  • Custo médio por clique: US$ 2,96;
  • Taxa média de conversão: 7,26%;
  • Custo médio por lead: US$ 40,74.

Benchmarks dos anúncios de pesquisa do Google em 2022

Analisando além das médias gerais, o estudo mostra um comparativo entre alguns setores para mostrar as variações em cada métrica. Confira os dados:

Taxa de Cliques (CTR)

A taxa média de cliques para um anúncio de pesquisa do Google permanece inalterada este ano em 6,3%. Entre os setores, aqueles que lideram com as maiores taxas acima de dois dígitos são:

  • Artes e Entretenimento: 16,29%;
  • Esportes e Lazer: 11,69%;
  • Viagens: 10,29%.

Em contrapartida, os setores que registraram as menores taxa de cliques foram:

  • Vestuário/Moda e Joias: 2,24%;
  • Compras, Colecionáveis ​​e Presentes (Geral): 2,45%;
  • Móveis: 3,49%;
  • Casa e reforma: 3,95%;
  • Advogados e Serviços Jurídicos: 4,71%.

Custo por Clique (CPC)

O custo médio por clique para anúncios de pesquisa do Google este ano é de US $2,96, representando um leve aumento de 2% em relação aos dados de 2021. Os setores que tiveram as taxas de custo por clique mais baixas foram:

  • Artes e Entretenimento: $ 0,85;
  • Vestuário/Moda e Joias: $ 1,04;
  • Esportes e recreação: $ 1,15;
  • Viagem: $ 1,39;
  • Restaurantes e alimentação: $ 1,49;
  • Imóveis: $ 1,51;
  • Compras, colecionáveis ​​e presentes (geral): $ 1,54;
  • Automotivo – à venda: $ 1,89.

O motivo por trás dessas taxas de CPC mais baixas estão relacionadas, principalmente, à altas taxas de cliques. Basicamente, essas categorias são comumente mais pesquisadas e, consequentemente, geram mais cliques.

Por outro lado, algumas categorias ganharam destaque com as taxas mais altas:

  • Advogados e Serviços Jurídicos: $8,46;
  • Dentistas e serviços odontológicos: $ 6,69;
  • Casa e reforma: $ 5,74

Taxa de Conversão

A taxa de conversão, em comparação com as métricas anteriores, teve uma das maiores variações (14%) em comparação com o ano anterior, fechando em uma média de 7,26%. As quatro categorias que se destacaram foram:

  • Médicos e Cirurgiões: 13,94%;
  • Automotivo – Reparos, Serviços e Peças: 13,65%;
  • Dentistas e Serviços Odontológicos: 11,73%;
  • Casa e reforma: 10,73%.

Ou seja, essas foram as categorias que tiveram mais conversões geradas a partir de anúncios no Google Ads. No entanto, as categorias que ficaram abaixo de 4% foram:

  • Vestuário/Moda e Joias: 1,2%;
  • Móveis: 2,21%;
  • Imóveis: 3,07%;
  • Artes e Entretenimento: 3,34%;
  • Compras, Colecionáveis ​​e Presentes (Geral): 3,37%;
  • Viagens: 3,77%.

Custo por Lead (CPL)

Como foi dito anteriormente, o CPL médio este ano ficou 19 pontos percentuais mais alto que em 2021. Dessa forma, o valor médio foi de $ 40,74 e as categorias mais altas foram:

  • Advogados e Serviços Jurídicos: $ 111,86;
  • Móveis: $ 91,47;
  • Serviços empresariais: US$ 87,04;
  • Vestuário/moda e joias: US$ 86,41.

Mas, tivemos seis setores tiveram CPLs médios inferiores a US$ 30:

  • Automotivo – Reparos, Serviços e Peças: $ 19,85;
  • Médicos e Cirurgiões: $ 22,74;
  • Esportes e recreação: $ 23,57;
  • Artes e entretenimento: $ 25,46;
  • Animais e animais de estimação: $ 26,25;
  • Restaurantes e alimentação: $ 27,18.

O que os profissionais de marketing podem fazer para lidar com a inflação?

Apesar da inflação ser uma preocupação constante para os proprietários de empresas e profissionais de marketing e vendas, é importante lembrar que trata-se de uma condição temporária.

Examinar os custos e despesas e encontrar maneiras de se adaptar ao período é uma das formas mais comuns de lidar com esse problema, no entanto, uma abordagem completa do funil de vendas pode ser ainda mais eficaz.

Analisar as conversões em cada fase do funil é uma forma de otimizar seus esforços (e investimentos) de acordo com as ações que estão trazendo melhores resultados, de acordo com a meta de cada fase.

Ou seja, você pode criar campanhas de captação e nutrição para o topo e meio de funil e direcioná-los para o fundo de funil através de outras estratégias, como o e-mail. Dessa forma, os investimentos mais caros (fundo de funil), poderão ser focados apenas em palavras-chave muito específicas, evitando desperdício de investimento em momentos de alta inflação.

O que os profissionais de marketing podem fazer para lidar com a alta concorrência de palavras-chave?

A alta concorrência de anúncios na Rede de Pesquisa do Google não é novidade para os gestores de tráfego, visto que o buscador é considerado o maior iniciador de jornadas de compra (89% das vezes).

No relatório State of PPC de 2022, da PPCsurvey, 98% dos participantes afirmaram usar o Google Ads, contra apenas 76% utilizando o Facebook Ads. A diferença entre os dois maiores canais de anúncios digitais é um ótimo exemplo do motivo pelos quais os anúncios estão cada vez mais competitivos.

Aumentar o orçamento para 2023 é uma das melhores estratégias para expandir seu espaço como anunciante no buscador. Além disso, os especialistas afirmam que investir em estratégias de marketing multicanal também é recomendado.

Afinal, a pesquisa paga costuma ser mais eficaz quando associada a uma estratégia de marketing mais ampla, contanto com outros canais para abraçar toda a jornada do consumidor.

Aprenda tudo sobre Como Anunciar no Google

Utilize o Google para levar o seu negócio ao alcance de mais pessoas interessadas em seus produtos e serviços! Confira nosso material completo sobre Como Anunciar no Google e aprenda todos os passos para iniciar sua estratégia de tráfego pago no Google Ads!

LEIA MAIS

Como Anunciar no Google: Passo a Passo Completo do Google Ads

Através do Google Ads você poderá atingir seu público alvo em cheio, utilizando a rede de pesquisa ou a rede de display. Confira nossas dicas sobre como anunciar no Google e comece a ter sucesso em suas campanhas!

Listas Negativas e Interesses Negativos no Facebook Ads

Você já ouviu falar das listas negativas e dos interesses nativos do Facebook Ads? Muito parecidos com as palavras-chave negativas do Google AdWords, elas são potentes ferramentas para segmentação de anúncios. Clique e saiba mais!

Otimização de Campanhas de AdWords – Grandes e Pequenos Investimentos

Métricas básicas, dicas para estruturação de campanha, otimização de campanha de AdWords e dicas extras de conteúdos e ferramentas. Tudo para você aprender a ter uma campanha eficiente no Google AdWords, seja com pequeno ou grande investimento. Confira!

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?