Neste episódio da Mestre TV o assunto é o lançamento de um novo site. Independentemente se a página já existe ou se você está criando tudo do zero, existem alguns pontos que merecem atenção redobrada. Veja!

Mapeie todos os ativos

O primeiro passo do nosso manual de lançamento de um novo site é mapear todos os ativos que já existem, isto é, toda a arquitetura da página, que envolve categorias, páginas e conteúdos.

Guarde tudo isso em um banco de dados, baixe as informações ou faça um mapeamento do site inteiro, listando todas as URLs, pois você precisará dessa lista tanto para fazer os redirecionamentos quanto para fazer a migração dos conteúdos.

Atente-se à hospedagem

Com o mapeamento realizado, é hora de fazer uma avaliação da sua hospedagem, a fim de decidir se ela deve ou não ser trocada. Para isso, analise se o servidor é compartilhado, se alguma vez o seu site já foi hackeado ou se já apresentou algum tipo de estabilidade e com qual frequência isso aconteceu.

Além disso, se você pretende trocar de CMS, provavelmente vai precisar de um manual de hospedagem ou, pelo menos, de um servidor dedicado.

Crie um ambiente de homologação

Outra etapa importante, feita dentro da Mestre, é a criação do ambiente de homologação, que é um servidor da própria Agência, usado para trabalharmos à vontade nos novos sites e para fazermos alterações e testes necessários.

Utilize o modo HTTPs

A migração e o lançamento de um novo site já pode ser feita no modo HTTPs, uma versão mais segura, que pode até favorecer o posicionamento da sua página nas buscas realizadas no Google.

Junto com o HTTPs também já é possível implementar o HTTP/2, que é um protocolo mais rápido frente aos navegadores que dão suporte a ele, como a versão mais recente do Chrome.

Tenha uma CDN

Com uma CDN você cria uma rede de servidores, distribuídos em diversas regiões, que ficam à frente do seu servidor principal. Assim, quando o usuário acessa o site, ele busca as informações do servidor mais próximo, algo que diminui a carga e amplia a velocidade da página.

Confirme o transplante

O transplante nada mais é do que a transferência do site antigo para o novo. Nessa etapa é preciso confirmar se tudo que pertencia à home está, de fato, na nova home, se tudo que estava na página de serviços está no seu devido lugar e assim por diante. Caso não faça isso, pode perder visitas frente ao Google.

Migre as URLs

Veja de onde estão saindo os seus conteúdos e para onde eles estão indo, a fim de adicionar tudo que for necessário na sua tabela de redirecionamento. Ter um arquivo pronto, com o “de” e “para”, certamente vai facilitar a migração de URLs. Mas tome cuidado!

Caso direcione todas as URLs antigas apenas para a home do novo site, por exemplo, o Google vai entender que todos aqueles conteúdos estão em uma única página, o que o fará perder o posicionamento de diversas palavras-chave.

Insira os códigos

Outro ponto importante ao fazer o lançamento de um novo site é não esquecer de colocar os códigos do Google Analytics e do Tag Manager na nova página. A dica também vale para outros códigos que usar.

Faça um alinhamento

Com tudo pronto, faça um alinhamento de expectativas com os tomadores de decisão, explicando quanto tempo a “virada” do site pode demorar.

Para nosso CEO, Fábio Ricotta, os melhores dias para fazer esse tipo de serviço é entre terça e quinta-feira. Dessa forma, se algo der errado, a equipe responsável pode tomar as providências necessárias.

Confira o Analytics

Depois de “virar” o site, o primeiro passo é conferir se o Analytics está registrando as informações e, em caso negativo, verificar quais páginas não estão sendo registradas para inserir o código.

Reenvie o mapa do site ao Google Search Console

Entre no Google Search Console e envie o seu novo mapa do site (o Sitemap XML), que terá as novas URLs e permitirá que o Google encontre rapidamente essas páginas.

Feito isso, há ainda uma dica extra, retirada do nosso Curso de SEO: envie o seu Sitemap antigo para forçar o Google a visitar as URLs velhas e encontrar os redirecionamentos, agilizando a indexação.

Verifique a navegação

Ao fazer o lançamento do novo site, navegue minuciosamente por cada página, a fim de simular a experiência que os usuários terão. Nessa etapa, clique onde for possível e providencie a correção de possíveis falhas.

Use um robô para verificar as páginas

Ainda falando de verificação, também é indicado que use um robô, como o Screaming Frog, utilizado na Mestre, para varrer todas as páginas por completo e identificar problemas, como links quebrados.

Além disso, verifique todas as URLs antigas, checando, uma por uma, se todas estão apontando para a URL nova.

Faça um acompanhamento

Nas semanas após o lançamento de um novo site, acompanhe o comportamento do tráfego orgânico por seção do site, pois, às vezes, determinada área pode crescer muito, enquanto outras podem cair, e você precisará corrigir isso.

Por fim, recomendamos que mantenha sempre seus conteúdos atualizados. Para isso, confira o episódio 103, da Mestre TV, no qual nosso SEO fala sobre a reotimização!