Erros que o Facebook não gosta

Olá, amigos da Agência Mestre!

Já faz algum tempo que começamos com a coluna semanal de Facebook (no dia 10, completamos seis meses), aplicando algumas técnicas e trazendo novidades envolvendo a rede social de Mark Zuckerberg. O trabalho das empresas dentro do Facebook é essencial, uma vez que o número de usuários no Brasil cresce rapidamente.

Atualmente, são 11.5 milhões de usuários no país. Lembro que quando postamos o primeiro artigo da categoria, eram “apenas” 7.3 milhões de pessoas dentro da rede. (Fonte: Facebakers)

O crescimento leva a uma popularização desenfreada. As pessoas e as empresas acabam aderindo no embalo do hype, chegando ao Facebook por conta deste aumento repentino de pessoas.

Mas isso traz consequências. A quantidade de erros básicos cometidos também aumenta e, encaixando em nosso contexto de usar a rede social para negócios e exposição de marca, isso não é nada bom.

Pensando neste momento tão popular do Facebook, resolvi elaborar uma pequena lista dos erros mais comuns atualmente e possíveis soluções para que você, que trabalha dentro do Facebook, possa consertar e explorar melhor a ferramenta:

Minha Empresa é um Perfil

Talvez este seja o mais tradicional dos erros atualmente no Facebook. As empresas, desconhecendo as opções, acabam criando um perfil de sua marca como se fosse uma “pessoa física”. A partir daí, preenchem as informações e passam a adicionar os amigos para serem seguidores de uma determinada marca.

Mas é preciso entender que o Perfil em si não oferece tantos atrativos quanto uma Fan Page. Com a página, os usuários podem curtir e explorar mais aplicativos que você oferecer. Além disso, as Fan Pages trazem um analytics interno para observar o engajamento dos usuários e os locais de maior acesso.

Como o próprio nome já diz, as páginas de fãs são voltadas para empresas e personalidades, uma vez que os usuários que as acompanham, de fato, serão tratados como adeptos daquela marca ou pessoa em questão.

Em um de nossos Cursos de SEO, surgiu a dúvida de como migrar o conteúdo e os amigos de um Perfil para uma Fan Page. O Facebook oferecia uma ferramenta para realizar a troca, mas hoje ela não existe. A migração precisa acontecer e deve ser feita, infelizmente, de maneira manual.

Crie uma Fan Page, preencha as principais informações e, depois, volte ao perfil para avisar toda sua rede de amigos. Envie uma mensagem para todos convidando a curtir a Fan Page, comunique em seu mural do perfil que está fazendo a migração. Divulgue em seu site e rede social.

É preciso reconhecer que você errou e, por isso, deve correr atrás para colocar as coisas nos trilhos.

E-book Gratuito

Quer aprender a evitar os principais erros no Facebook? Baixe o e-book gratuito “Guia do Facebook” e aprenda a usar essa rede social para potencializar suas ações em Marketing Digital e chamar atenção do seu público!

Deixando de Ganhar Links

A Fan Page do Facebook oferece alguns espaços para encaixar links marotos para seu blog/site. Ainda que seja ‘nofollow’, é extremamente relevante apontar referências dentro de sua página de fãs. Um dos erros mais comuns das pessoas ao trabalhar dentro da rede social é ignorar a caixa de informações.

Alguns usuários tendem até mesmo a não acrescentar qualquer texto ali na box colocada à esquerda, abaixo do logo da página. Outros preenchem, mas não notaram que, ao colocar uma url completa (com http), ela se torna um link.

Box de informações te dá links

Outro ponto de links é a aba de informações sobre a empresa. Parece estúpido, mas há pessoas que criam fan pages e ignoram quaisquer abas que não seja a do Mural, principal fonte de divulgação de conteúdo.

Trabalho Manual: Pra Que?

O desconhecimento das capacidades do Facebook leva uma empresa a um limitado trabalho na rede social. A falta de exploração e conhecimento faz com que um profissional responsável pela fan page fique apenas divulgando links no mural e compartilhando informações com os seguidores.

É preciso abrir a cabeça e entender que existem diversos apps dentro do Facebook responsáveis por fazer este e outros trabalhos de forma automática para você, deixando-o livre para explorar novas formas de interação dentro da fan page.

A principal aplicação a ser agregada à uma fan page é a do RSS. Qualquer app de feed fornece a linkagem entre seu blog/site com sua página. Assim, a cada atualização, o aplicativo publicará de forma simultânea no Facebook, já com uma pequena imagem, descrição e link.

Recomendo o uso do app RSS Graffiti, que apresenta para o administrador da página métricas de cada post publicado automaticamente (número de cliques e comentários).

Sem FBML, Sem Atrativos

Já falamos aqui nos nossos artigos o quanto o FBML é importante para uma fan page. Além de dar a possibilidade de se trabalhar com códigos e inserir peças customizáveis, o FBML dá caracterização única a uma página.

Nada mais atrativo para o usuário do que ser recebido com uma arte, um vídeo, uma montagem com cara de uma página oficial. Apesar do Facebook oferecer diversas abas, ter aquele visual padrão não é tão positivo quanto criar uma imagem ou uma espécie de “landing page” para a fan page.

Paul recebe bem os fãs no Facebook

Adicionar o FBML é simples. Talvez a tarefa mais difícil seja trabalhar com ele. A linguagem do Facebook apresenta códigos próprios, mas sua inserção também aceita diversos códigos HTML. Por isso, tenha em sua equipe um designer que conheça a programação e saiba criar peças interessantes.

Caso não seja possível, já existem páginas que oferecerem templates prontos para selecionar e colar em sua fan page, bastando apenas adaptar as imagens e o conteúdo ao seu negócio. Nosso amigo Juan Felix enviou, via twitter, alguns exemplos.

Desconsideração aos Fãs

Por fim, não adianta trabalhar todos os erros acima se você não é uma pessoa/empresa presente no Facebook. Muita gente insere sua comunidade, marca e perfil dentro da rede social apenas para fazer número, dizer-se presente, mas deixar de interagir e engajar com os amigos e seguidores é um dos grandes pecados.

Não se esqueça de seus fãs. Ofereça a ele sempre bons conteúdos, com atualizações frequentes. Peça para que ele participe com você através da aba de Discussões ou até mesmo da liberação para postagem em seu Mural.

Se você, dono de empresa, não possui tempo para trabalhar sua marca no Facebook, coloque um funcionário responsável para ser a voz dentro da rede. Além dos aplicativos de Feed, a troca de mensagens e informações de forma manual também é bastante importante.

Uma dica: procure engajar seu nome com o seu nicho de atuação. Procure comunidades do assunto que você trabalha e faça posts. Mencione também os usuários e outras páginas relacionadas através do tradicional uso do @ (@nomedapágina). Assim, os perfis mencionados saberão que você os envolveu em determinado post.

A popularização do Facebook no Brasil dá passos largos e é natural que diversos erros aconteçam. De qualquer modo, é importante cortar cedo alguns vícios que podem acarretar em problemas para o futuro de seu negócio na rede social.

Precisa de Ajuda?

Se você precisa de uma ajuda para montar a fan page, desenvolver estratégias, inserir o FBML e outras situações envolvendo o Facebook, procure-nos para uma consultoria. Basta entrar em contato para mais informações.