Link Building: White Hat, Black Hat e Gray Hat

Sabemos que o link building afeta no posicionamento do seu site e é uma das principais coisas para se fazer ao se otimizar um site. Vimos aqui o papel dos outbound links e algumas dicas de link bait. Agora veremos como são vistas no meio do SEO (e claro, pelas search engines) algumas táticas de link building e onde elas se classificam em termos de White Hat, Gray Hat e Black Hat.

White Hat

  • Widgets: veremos depois que widgets se encaixam nas três categorias. Aqui ficam as widgets que estão relacionadas ao conteúdo do seu site e fazem alguma referência ao seu site. Se possuir um link, ele não deve ficar escondido.
  • Social Media: quando você divulga um conteúdo em algum site muito utilizado, não espere que o link para o seu site esteja sem rel=“nofollow”. Mesmo assim, você pode usar as palavras-chave certas no título para ser achado dentro do site de social media ou para tentar influenciar as pessoas que criarão links para seu site.
  • Distribuição de conteúdo: publicar seus textos em sites maiores é uma boa tática para conseguir links de qualidade apontando para o seu site. Cuidado apenas quando for enviar o mesmo conteúdo que está no seu site quanto ao conteúdo duplicado.
  • Certificados: quando você cria uma forma de certificar “parceiros”, para dar assistência técnica de um produto, por exemplo, quem tem esse tipo de certificação vai querer mostrar, e criar um banner para isso é muito útil em termos de link building.

Gray Hat

  • Widgets irrelevantes – não relacionadas ao conteúdo do site: ainda não tem nenhum link escondido, mas está distorcendo o propósito da widget.
  • Programas de afiliação: criar um programa de afiliação pode ser um pouco perigoso. Se você tiver uma ID no fim da URL, vai gerar conteúdo duplicado. Mesmo assim, sua landing page ainda vai transmitir pagerank para o resto do seu site, e se você utilizar um redirecionamento 301 nessa landing page, estará utilizando uma técnica gray hat.
  • “Hoax”: criar boatos falsos para conseguir links não é considerado black hat, mas com certeza não é White hat.

Black Hat

  • Compra de links
  • Widgets com links escondidos
  • Criação automática de links: uma forma comum de fazer isso é utilizar scripts para fazer comentários automaticamente em blogs e fóruns incluindo links. Isso é considerado black hat e spam.

Existem outras táticas de link building aqui na Agência Mestre que você pode consultar sempre que precisar. Também temos um glossário de SEO e SEM caso você não tenha entendido algum termo.

fonte: seomoz.org

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

3 Comentários para “Link Building: White Hat, Black Hat e Gray Hat”

  1. Flávio

    Olá Francisco,

    Existem sim algumas ferramentas que você pode usar para verificar um site.

    Especificamente para Link Farm, você pode acessar o yahoo.com e fazer a seguinte busca:

    linkdomain:dominio.com.br

    Ele listará todos os backlinks encontrados e você pode verificar se existem links suspeitos nessa lisa.

    Espero ter ajudado!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>