Google Search Console: Índice do Google

Google Search Console - Índice do Google

Quantas páginas do meu site estão indexadas no Google?

O principal relatório do kit Índice do Google (Google Index) vem para dar uma resposta exatamente a essa pergunta. No relatório Status do Índice (Index Status), o Google Search Console traz um gráfico reportando quantas páginas do seu site o Google teve indexadas nos últimos 12 meses a cada semana.

Esse relatório é um equivalente próximo de você utilizar o operador avançado de pesquisa site:www.site.com.br. Como o relatório traz um número da semana, espere encontrar na busca com o site: um número diferente de páginas indexadas do que o relatório de status do índice irá informar.

De preferência, que os números sejam próximos. Geralmente, quanto menor o site e menor a quantidade de páginas que ele tem, mais próximos os números ficam. Quanto maior, mais dinâmico e complexo, menos esses números vão se encontrar. Qual acompanhar? Ambos, pois eles são indicadores similares.

O relatório tem ainda o botão “Avançada” que complementa o gráfico com linhas sobre a quantidade de páginas bloqueadas pelo robots.txt e a quantidade de páginas removidas do índice. Provavelmente você vai encontrar 0 (zero) páginas removidas, e um número de páginas bloqueadas que seja equivalente às configurações que você utilizar no robots.txt.

Infelizmente, não é possível obter a lista de páginas de nenhum caso nesse relatório. É apenas um acompanhamento quantitativo mesmo.

O próximo relatório é o Palavras-chave do conteúdo (Content Keywords), que apresenta uma listagem de palavras associadas a um índice de “Significância” – uma espécie de medida sobre o quanto tal termo aparece no seu site. Clicando em um item da lista, ele mostra variações que ele considerou para o termo, quantas vezes encontrou e mostra as principais páginas onde o termo é utilizado.

Pode ser um caminho para você conferir se o Google entendeu corretamente quais páginas são mais relevantes para cada termo mais importante que você tenha para o seu site.

Em seguida vem o relatório sobre Recursos Bloqueados (Blocked Resources) com informações sobre recursos (scripts ou arquivos de estilo/CSS, por exemplo), aos quais o acesso do Google está bloqueado. É importante conferir nessa lista se algum recurso importante está bloqueado indevidamente, e também o contrário: se algum recurso que deveria estar bloqueado não apareceu na lista.

Neste segundo caso, não deixe de considerar que “não estar na lista” pode somente significar que o Google ainda não tentou acessar tal recurso, e não que ele não esteja efetivamente bloqueado.

Por fim, o relatório mais importante e mais perigoso: Remover URLs (Remove URLs). Confesso que preferiria nem comentar sobre o uso do relatório, pois vejo muitas pessoas recorrendo a esse relatório de forma indevida. Como o nome sugere, o propósito do relatório é remover URLs do índice do Google, mas use com muita atenção e considerando:

  • O Google realmente vai remover a URL que você indicar de seu índice;
  • Caso você erre, a estimativa de possibilidade de retorno é de depois de 6 meses;
  • Esta não é uma ferramenta para você corrigir “ops” – erros pequenos, lançamentos que escaparam pouco antes da hora, ou falhas menores do tipo;
  • Esta é uma ferramenta para você remover rapidamente URLs com informações sensíveis: um documento sigiloso, uma página com informações confidencias que não deveria estar indexada ou similares.

99% dos casos de necessidade de remover URLs do Google podem, e devem, ser tratados com outros recursos, como a meta tag robots (noindex), o robots.txt, um simples redirecionamento ou retorno 404. Inclusive porque essa ferramenta oferece uma remoção temporária (mesmo que por 6 meses, ou um pouco mais), se você não quer mesmo a URL nos resultados de busca, uma ação complementar será necessária.

Google Search Console em Vídeo-aula

E este é mais um kit de relatórios dessa poderosa ferramenta para otimização de sites. No Módulo de SEO da Academia de Marketing Digital temos as vídeo-aulas de cada um dos relatórios do Search Console. Assine a Academia e assista tudo hoje mesmo. Clique aqui para começar!

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

3 Comentários para “Google Search Console: Índice do Google”

  1. Marcel Mouta

    Sou assinante do blog de vocês e a tempo gostaria de fazer uma pergunta a vocês: se devemos escrever para os usuários, o link para a página principal da Agência Mestre tinha que ser na palavra toda, e não só na palavra SEO. Certo ou errado?
    Entendo o motivo de ser só em SEO, o que quero é saber a opinião de vocês quanto a isso.

    Abraços e parabéns pelo blog.

    Responder
  2. Alexandre

    Ola;

    Na minha conta do google webmasters tools, no item Termos de pesquisa mais comum, não aparece as palavras para qual otimizei meu site, aparece o proprio nome do site escrito de varias formas, e algumas palavras sem sentido.

    O que devo fazer??

    fazer buscas pelas minhas palavras chave para que o google anexe essas buscas?

    estou perdido….

    Grato desde ja

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>