Cobertura Campus Party

Olá leitores da Agência Mestre!

A equipe da Agência Mestre, composta por Fábio Ricotta, Frank Marcel e Luiz Gustavo, está diretamente do Campus Party 2009, realizando a cobertura ao vivo de um dos maiores evento de tecnologia do Brasil. Se você também estiver na Campus Party, não deixe de falar conosco ao nos encontrar. No mais, estamos no Twitter full time.

Navegue pelo post de Cobertura

Cobertura Ao Vivo do Campus Party

Abaixo você pode acompanhar o nosso vídeo em tempo real:

Free Webcam Chat at Ustream

Confira o streamming oficial do Campus Blog:

Live video by Ustream

Fotos do Campus Party 2009

Estamos em constante atualização de fotos do Campus Party:

Primeiro Dia, as primeiras impressões

por Fábio Ricotta

Saímos de Itajubá por volta das 6 horas da manhã e chegamos em São Paulo às 11. Almoçamos na rodoviária do Tiête mesmo e em seguimos para o hotel. Duas horas mais tarde já estavamos na porta do Campus Party no Parque de Exposições da Imigrantes.

Logo no credenciamento um problema, o crachá do Frank e do Gustavo não estavam prontos e os mesmos acabaram ficando apenas com uma pulseira de identificação.

Nos dirigimos para a Arena e fizemos o credenciamento dos computadores sem problemas. Um único problema que pode haver no futuro é que os adesivos são muito simples e podem ser arrancados facilmente.

Outro inconveniente do primeiro dia foi que a área de alimentação só abriu as 16:00, deixando várias pessoas que haviam chegado logo cedo, sem qualquer “apoio” alimentar.

Nos instalamos próximo ao Campus Blog e nem sabíamos que naquela mesa a internet não funcionava. Logo, mudamos de mesa. E os problemas com internet só começaram. Hora funcionava, hora não. Até que ficamos sem internet denovo. Por fim, mudamos para uma mesa com internet, aí não parou mais.

Entre confusões de internet, horas de lanche e cafézinho, encontramos vários amigos que já conheciamos na internet e pessoalmente. Foi muito bom.

Por fim, voltamos ao hotel, depois de muito dia de internet.

Amanhã começam as palestras e oficinas, onde faremos updates neste artigo.

Um abraço a todos!

Segundo Dia

por Frank Marcel

Neste segundo dia, a área reservada aos patrocinadores está aberta aos visitantes por completo e a maior concentração de pessoas é sempre onde tem interatividade, especialmente se forem jogos. A Abril ainda não trouxe as Coelhinhas neste segundo dia, então os jogos estã acumulando a maior parte do pessoal.

Alguma semelhança com o comportamento das pessoas na Internet e na vida? A interatividade é sempre o ponto principal para prender as pessoas, e, na Internet, todo mundo sabe que conteúdo adulto é um dos mais buscados.

No ponto content targeting, ou seja, entregar para o seu visitante exatamente o que ele busca, as palestras estão atendendo os participantes, que estão presente em grande volume em toda palestra.

Sem mais por enquanto. Abraços!

Palestra do Tim Berners-Lee no Campus Party 2009

por Gustavo Souza

Agora pouco teve a palestra do Tim Berners-Lee aqui na Campus Party 2009. O Tim me pareceu um cara bem legal, logo no começo ele ajudou a arrumar o projetor para a palestra. Houve uma tradução simultânea da palestra, mas a tradução não foi lá das melhores.

Sobre a palestra, Tim comentou sobre como era antes da internet, como nasceu a necessidade de compartilhar informações principalmente em ambientes de pesquisa. Tim também falou sobre a web semântica e um pouco sobre a universalidade da internet como meio de desenvolvimento. Tim também explicou a necessidade de se interligar as informações mesmo sendo em plataformas diferentes. Citou também os dados moduláveis que permitem serem usados de diversas formas, coisa que a internet “normal” não permite. Tim também comentou sobre hipertextos e mostrou um novo projeto: um mapa wiki.

Mais para o final da palestra ele falou sobre mashups, sobre OpenStreetMaps e disse a seguinte frase: “aprendam, escrevam blogs e deixem as portas abertas para as pessoas saberem como você chegou até lá”. Após a palestra foi aberto um espaço para duas perguntas.

O áudio estava péssimo, está chovendo em São Paulo nesse momento e faz um barulho imenso aqui dentro do Campus Party. Na medida do possível iremos atualizando um pouco mais sobre a palestra do Tim Berners-Lee na Campus Party.  Abraços…

Palestra da Influência das Mídias Sociais nas Publicações

por Fábio Ricotta

Acompanhei esta palestra bem humorada, que contou com a participação de alguns ícones de mídia impressa e digital, como Silvia Bassi (IDG), Sandra Carvalho (Editora Abril), Marco Chiaretti (Grupo Estado), Marcelo Gomes (Meio & Mensagem).

Nesta discussão presenciei que os canais de publicação ali representados já tem um enorme respeito e consciência sobre o público na web. A Sandra (Abril) e o Marco (Estado) ressaltaram a importância do aumento de funcionários na área digital de suas empresas para atender a demanda existente na internet.

Um ponto comum entre os participantes foi que o conteúdo publicado na web vêm melhorando a cada dia, e já é bem melhor do que alguns anos atrás.

Por fim, ressaltaram a importância de se produzir conteúdo de qualidade, atrelado ao uso de referências externas, aumentando assim a confiabilidade do canal de publicação.

Palestra do Leo Prieto no Campus Party 2009

por Frank Marcel

Leo Prieto fez uma palestra envolvendo diversos assuntos como blogs, redes sociais e a importância de se criar uma comunidade em torno de uma marca. O principal, na Internet, segundo Leo, é se desenvolver em cima dos quatro C’s: Comunicação, Conteúdo, Comércio e Comunidade (assino embaixo). Um ponto curioso que ele destacou foi o fato de que o Google não sabe criar comunidades – visto que suas maiores marcas não foram desenvolvidas por ele mesmo – Orkut e Youtube.

Após a apresentação do Leo, eu e o Fábio conversamos um pouco com ele a respeito do Twitter – como e por que o Google ainda não é o dono do Twitter? Todos sabem que o Google comprou o Jaiku, um sistema semelhante ao Twitter, mas que não foi para frente. A especulação é que o Twitter conseguiu capital o suficiente para se manter por mais uns anos.

Que venha o terceiro dia de Campus Party. Abraços!

Terceiro Dia

por Fábio Ricotta e Frank Marcel

Palestra de Mídias Sociais nas Corporações

por Fábio Ricotta

A palestra contou com a moderação do Fabio Seixas, do Camiseteria, e da “panela” Roberto Machado (DoceShop), Oswaldo Gouvêa de Oliveira Neto (Peabirus), Stelleo Tolda (Mercado Livre) e Marcelo Vitorino (Amélias).

Com um papo geral sobre mídias sociais, cada um dos participantes ilustrou os pontos positivos do uso das mídias sociais em suas empresas. O principal ponto foi a discussão sobre como gerenciar o que falam da sua empresa, e como tratar cada um dos casos.

Um ponto positivo para a comunidade é que, em senso comum, a palavra dos consumidores é levada a sério, principalmente quando é usada em um meio de comunicação como Twitter e/ou Orkut.

SEO – Search Engine Optimization

por Fábio Ricotta

Em sua palestra, Ricardo Martins abordou vários assuntos na área de SEO. Ele iniciou um pouco confuso, misturando as definições de SEM e Links Patrocinados, mas tudo bem. Seguindo um roteiro muito parecido com o Livro de SEO do Paulo Teixeira, ele deu continuidade à sua palestra diferenciando fatores On Page de Fatores Off Page.

Em seguida ele entrou nos principais fatores On Page, tais como Título, Meta Tags, URLs Amigáveis e palavras-chave. Quando chegou no fator domínio ele cometeu um equívoco tremendo, dizendo que os TLD(Top Level Domain) não têm influência no SEO. Já realizaram vários estudos e o próprio Google já cometeu uma “gafe” ao limpar do seu índice todos os domínios de extensão “.biz”. Fiz a correção no fim da palestra, mas creio que o palestrante continuou sem entender isto.

Quando perguntado pela platéia, Ricardo fez colocações errôneas quanto ao uso de texto escondido ser ou não ser passível de punição. Este é um ponto já batido, e é só usar o bom senso: O texto escondido é para o robô de busca(crawler) ou é para estética do site? Se sua resposta for a primeira, então é totalmente passível de punição.

Quando perguntado sobre bounce rate, o palestrante também pisou em falso, ao não entender a pergunta da platéia, que buscava a resposta para a seguinte pergunta: Em um site em Flash, o bounce rate é alto pelo fato de possuir apenas uma página. Isto tem diferença de rankeamento quanto à um site em HTML normal? – A melhor resposta para isso é que o Google, assim como qualquer sistema de análise possui um fator temporal para medir o bounce rate. Assim, se um visitante fica no site, ou página, por um determinado tempo (ou mais) não é considerado mais um bounce rate. E outro ponto é que se o Flash tiver um tempo de carregamento muito alto, ele pode aumentar o bounce rate pela falta de paciência do usuário.


por Frank Marcel
Ainda na parte de perguntas, conteúdo duplicado entrou em cena como sempre. A questão de texto “inalterável”, como especificação de produto ou receitas de comida foi levantada e o esclarecimento é que o importante é complementar esse conteúdo para ele ficar mais interessante do que a concorrência. E sobre usar o mesmo banco de dados para produzir 2 sites. Se for puramente copiado, um dos dois vai pagar, mas a solução anterior também se aplica aqui.

Debate – Uso de Mídias Sociais na Publicidade

por Fábio Ricotta

Acompanhamos mais uma discussão sobre o uso de mídias sociais, mas desta vez o foco foi maior em blogs. Cada um dos participantes ilustrou suas experiências de divulgação de campanhas em blogs.

Para mim o que ficou da discussão foi sobre post pago. Eu fiz uma pesquisa rápida no twitter e no streamming, mas gostaria de saber de vocês, o que vocês acham de um post pago? Digo no caso daqueles que é para criar um post, seja bom ou ruim, mas que seja feito.

Quarto Dia

Usabilidade na Web

por Luiz Gustavo

Ontem no BarCamp assisti uma palestra do Guilherme Serrano sobre usabilidade na web. A palestra foi bem interessante, linguagem bem simples e clara. O Guilherme abordou o que é usabilidade, deu alguns exemplos sobre falha da usabilidade, o vinculo entre acessibilidade e usabilidade, etc. Sobre análise heurística ele mostrou um resumo dos critérios para a análise e como fazer a análise. O Guilherme também mostrou alguns fluxogramas bem interessantes sobre design repetitivo, design paralelo além de um estudo de caso sobre o site andafter.org (que ele criou junto com outras pessoas). Este estudo de caso foi parte da avaliação do seu trabalho de conclusão de curso e segundo ele foram encontrados vários erros de usabilidade no site. As soluções para os problemas encontrados foram trabalhadas, através de wireframes e outros estudos de fluxo de navegação do usuário e foi apresentado também nos slides. Aconselho fortemente a leitura dos slides que ele apresentou, disponível no slideshare.com. Um abraço!

Palestra Microblogging – Raquel Recuero

por Frank

Microblogging foi para o nome da palestra, mas o termo deve ter sido usado uma vez somente, pois ao longo de toda a palestra falou-se em twitter. O objetivo foi mostrar um estudo da Raquel Recuero sobre microblogging e o que mais me chamou a atenção foi a seguinte imagem:

De baixo para cima, o caminho a trilhar desde o início até o sucesso de um blog (ou microblog): prover informação útil que cria laços entre o autor e os visitantes que comentam, tornando o autor uma referência de ajuda para essa pequena comunidade, dando ao blog popularidade, visibilidade e posteriormente autoridade e reputação.

Ela citou também o conceito de capital social. Ou seja, uma pessoa, ou blog, se torna mais importante e, portanto, mais influente, o que dá a ela o capital social: As suas idéias e opiniões ficam valorizadas e sua importância para a sociedade fica “capitalizada” assim.

A pergunta que eu deixo sobre a palestra é: O capital social substituirá o PageRank? O que uma comunidade, ou micro-comunidade, indicar sobre um tema ser´ o mais relevante e não os links? É o caminho do Search Wiki.

Quinto Dia

Blogs e Celebridades

por Fábio Ricotta

Em um papo muito “descolado”, Alessandra Félix (Fofoquinhas), Rosana Hermann (Querido Leitor), Phelipe Cruz (Papel Pop), Samara Felippo (Quero ser Ninguém) e o Moderador Nick Ellis (Digital Drops), mostraram como está o mundo das celebridades e blog.

Quando discutido sobre o uso de blogs para difundir seu sucesso, Samara Feilippo disse que utiliza seu blog para discutir sobre a sua carreira e aproximá-la dos fans.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

9 Comentários para “Cobertura Campus Party”

  1. Tiago Castro

    Salve Fábio …
    Muito bacana o primeiro post da cobertura da #cparty. Já que não pude ir esse ano vou acompanhando as novidades do mestreSEO e no twitter.

    Grande abraço!

    Responder
  2. Marco Túlio

    Parabéns pela palestra, na minha opnião a melhor até agora, a única que me senti a vontade de perguntar, conversar, show de bola.

    Valeu!

    (Ah eu era o de preto que perguntei demais)

    Responder
  3. Filipe

    dá umas mulezinhas meio nerd nessa campus party ?

    [tem que perguntar né, convenhamos q só pc é muito chato]

    Responder
  4. Rafael Perozin

    Leio diariamente o blog de vocês…show de bola, mas to com uma dificuldade queria saber se alguém pode me dar uma dica do que pode ser.

    O Google só esta indexando a página inicial do meu site e nada mais.

    Já mandei site map sem erros e foi aceito com mais de 500 links.

    Se puderem dar uma força fico grato valeu e sucesso!

    Responder
  5. Fábio Ricotta

    Olá Rafael,

    Estive olhando o seu site, onde não vi nenhum problema com o robots.txt nem com meta tags robots. Aí veio a idéia de jogar o seu site em um spider simulator e constatei que o seu site parece muito spammado de palavras-chave, isto pode ter feito o seu site ser punido.

    Coloque o seu site aqui http://www.webconfs.com/search-engine-spider-simulator.php

    Veja que ele aparece bemmmmmmmmm cheio de palavras chave. Tente colocar um pouco de conteúdo, contendo frases completas. Acho que isso pode lhe ajudar.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>