Algumas semanas atrás tivemos uma publicação de que o Google indexa sites em Flash. A Adobe lançou um novo Flash player específico para as search engines e agora ele está sendo usado pelo Google (o Yahoo está trabalhando para isso também).

É extremamente importante que as search engines trabalhem o máximo para conseguir ler toda a informação dos sites, e não somente o texto. Mesmo assim, isso não significa que todos os sites construídos em Flash passarão a rankear bem para todas as buscas e que não precisam de SEO.

Impotância do Conteúdo

Mesmo que o texto seja indexado, não podemos dizer que a maioria dos sites em Flash que temos por aí incluem tanto texto assim, o que é o primeiro problema. Embora haja muitas formas das search engines classificarem uma página como sendo sobre determinado assunto, o conteúdo dela com certeza tem um peso muito grande.

Desvantagens em relação ao HTML

Outro ponto, é que esse texto não estará tão bem organizado como em um arquivo HTML, onde temos tags (h1, por exemplo) para dar destaque a algumas partes do texto e dizer à search engine sobre quais assuntos nossa página está tratando. Uma página em Flash tem essa desvantagem.

Links

Digamos que o site já tem bastante texto, está bem dividido em categorias com assuntos e tudo mais. Se estiver tudo em um mesmo arquivo Flash e tudo na mesma página HTML, você vai ter só uma URL apontando para todo seu site, o que torna impossível que determinada área do seu site apareça nos resultados.

O que você pode conseguir é que sempre que alguém buscar por alguma das diversas keywords existentes no seu site e separadas em áreas diferentes, você apareça nos resultados para algumas delas, mas sempre com um link para sua página principal. Trazendo confusão para o usuário, que pode desistir de clicar no resultado do seu site, pois não sabe se realmente aquela index vai levá-lo ao assunto sobre o qual ele quer saber, assim como para a search engine, que mostrou seus resultados dessa forma justamente pela confusão causada.

Sem falar nos problemas que o usuário terá para enviar esse conteúdo para alguém, divulgar seu conteúdo em algum social bookmark ou mesmo favoritar aquela página em seu navegador.

Concluindo, é um passo importante que as ferramentas de busca tenham melhorado sua interação com esse tipo de tecnologia, e isso deve acontecer com muitas outras mais, mas não podemos ficar com a falsa idéia de que ela está perfeita e por isso não é necessário nenhum esforço no sentido de otimização de site.