Olá leitores da Mestre!

O nosso CEO, Fabio Ricotta, recebeu uma pergunta interessante: como fazer para otimizar termos e palavras-chave que as pessoas escrevem de jeitos diferentes? Dê o play no vídeo abaixo e continue lendo esse artigo para saber a resposta para a dúvida enviada por Marcio Silva.

O Google Vai te Corrigir

Kitnete, kitinete ou quitinete? Cada pessoa, na hora de fazer uma busca, escreve essa palavra – e muitas outras – de formas diferentes. A Agência Mestre mesmo tem um cliente, a Giuliana Flores, que, inevitavelmente, muitas pessoas na hora de pesquisar procuram por Juliana Flores.

A melhor forma de trabalhar essa palavra-chave no seu site, pensando em SEO, é utilizando a grafia correta, como está escrito no dicionário. Afinal, o Google já tem ótimos sistemas para corrigir o usuário que escreveu algo errado. Mais do que isso, é uma questão de confiança. Imagina se o usuário acessa o seu site e vê que o termo está escrito da maneira errada? Ele pode vir a duvidar se o seu negócio é realmente bom.

E, fique tranquilo, mesmo que a palavra seja escrita de forma errada no buscador, normalmente os 10 primeiros sites que aparecem no Google são os mesmos, principalmente os que estão no TOP 3. Isso porque o Google utiliza, além do conteúdo, as referências e links externos para rankear a página.

Como Funciona no AdWords?

Agora, se você vai investir no Google AdWords, talvez seja interessante comprar a palavra-chave com a grafia errada, ainda mais se ela for muito usada no cotidiano. Para saber se vale a pena, faça uma análise do seu público. Pense se as pessoas que vão acessar o seu site sabem a grafia correta ou se você tem um público mais leigo. Resumindo, pense em quem é a sua persona.

Se você tem uma pergunta e quer que o nosso CEO, Fabio Ricotta, responda, deixe sua dúvida nos comentários. Para ver novos conteúdos sobre SEO, continue navegando no blog da Agência Mestre ou acesse o canal do Fábio Ricotta no YouTube.