Além do certificado, que diferenças existem entre adquirir conhecimentos por cursos ou através de conteúdos online, como artigos e podcasts? É esse o assunto tratado no vídeo a seguir, feito pelo CEO da Agência Mestre, o Fábio Ricotta! Confira!

Cursos x Conteúdo Online

Uma das perguntas que o Fábio Ricotta mais recebe é “o que eu ganho fazendo um curso versus descobrindo um conteúdo na internet?”. Ele, como autodidata, diz que aprendeu muito sobre marketing digital pesquisando, lendo e indo a eventos, mas também aprendeu bastante participando de cursos.

A maior parte do conteúdo que ele mais consumiu veio de fóruns e artigos que ele achava em locais como WebmasterWorld, Moz e Search Engine Land. Esses foram alguns sites que o ajudaram muito a obter conhecimento no início da carreira.

Com bastante experiência, tanto com cursos quanto com consumo de conteúdo online, nosso CEO explica a principal diferença entre essas duas formas de ganhar conhecimento: quando você consome conhecimento de um artigo, podcast ou até mesmo de um evento, você está aprimorando algo que você já tem. Ou seja, esse tipo de conteúdo é melhor aproveitado por quem já tem uma base.

Procure Construir uma Base Sólida

É bem difícil achar uma sequência gratuita pronta de artigos, vídeos ou podcasts que deem uma base real de conhecimentos. Normalmente se encontra cursos que dão base e o aprimoramento você encontra nos outros formatos de conteúdo.

Foi isso aconteceu com o Fábio. Ele recebeu um e-book sobre SEO, consumiu esse conteúdo e só depois foi para os fóruns, artigos e afins. Com o e-book, ele teve acesso à informação formatada, organizada, com uma sequência para aprender, e só depois se ele aventurou pela WEB.

E essa é a principal diferença! O curso é estruturado, organizado para você aprender uma sequência lógica e bem direcionada e, melhor ainda, desenvolvida em um mesmo padrão de linguagem. Na WEB, se você for ver vídeos de especialistas em marketing digital, você vai perceber que são usadas linguagens diferentes. Em vídeos do Fábio ele fala “persona”, já o Erico Rocha, criador da Fórmula de Lançamento, usa a expressão “avatar” nos vídeos dele e outros falam “público-alvo”. Essas diferenças em nomenclaturas podem acabar dificultando o aprendizado daqueles que não tem uma base.

Primeiro os Cursos, Depois Outros Tipos de Conteúdo

Colocando os tipos de conteúdo em uma escala, Fábio diz que primeiro vêm os cursos ou treinamentos, que dão a base, e depois vêm os artigos, que oferecem aprimoramento diário, e por último os eventos e podcasts, que são uma camada adicional e são melhor aproveitados por quem já tem vivência.

Para quem está começando em marketing digital, a dica do nosso CEO é procurar um curso para conseguir uma base e depois partir para consumir os diversos tipos de conteúdos disponíveis na internet, assim fica mais fácil assimilar as informações.

Alguns conteúdos que ele recomenda sobre o assunto são o site da Moz e o Search Engine Land, já citados; o canal do Conrado Adolpho, que tem muito material técnico pronto; o canal do Erico Rocha; o do Bruno de Oliveira para quem trabalha com e-commerce; o livro “Negócios Digitais” do Alan Pakes; e o treinamento de gestão do Marcelo Germano.

Mestre Academy

Uma boa forma de saber mais sobre marketing digital, é através dos vídeos disponíveis na Academia de Marketing Digital, do Mestre Academy. Lá, você conta com um acervo de mais de 250 vídeo aulas, para se capacitar, além de um fórum para tirar suas dúvidas, diretamente com os professores.