Você utiliza landing pages em seu negócio? Então é importante saber que alguns problemas podem acontecer com elas! Para evitá-los, confira as dicas que o nosso CEO, Fabio Ricotta, separou para você.

1º erro em landing pages

O primeiro e mais importante erro que acontece nas landing pages, está no CTA – Call To Action, que é a ação que o usuário precisa realizar. Existem vários negócios e empresas que têm, por exemplo, na página de serviços ou no e-commerce, o CTA abaixo da linha da dobra, o que faz o usuário bater o olho e se perguntar: o que é que eu tenho que fazer?

Então um dos grandes erros é você não ter um visual do seu CTA, o que significa que ele não está evidente na página. Pode ser também a questão do contraste, do scroll, ou ele simplesmente não está chamativo e você o desenhou como link tradicional. Essencialmente, o seu usuário percebe o que é um CTA efetivo?

Ainda falando de CTA, é importante que ele tenha um objetivo claro. Você não pode ter muitos CTA’s para não deixar o usuário confuso e, novamente, se perguntar o que precisa ser feito. Isso, inclusive, está no livro “Don’t make me think”, que reforça o tempo todo que você não pode fazer o usuário pensar. Ele precisa bater o olho e saber o que tem que fazer na sua página.

2º erro em landing pages

O segundo erro que não pode ser cometido é não pensar no design. As landing pages precisam de designs legais, interessantes e bonitos! Portanto, procure na internet as paletas de cores com contrastes e descubra qual cor combina com qual cor.

Tenha esse trabalho, esse carinho e, se possível, conte com um designer, alguém que realmente tenha conhecimento dos tons de cores e dos elementos, mas também do design da informação, pois é importante que ela seja organizada de um jeito que o usuário consiga fluir e, com isso, tenha uma experiência interessante.

E falando em experiência, também não esqueça da versão móvel. Normalmente as empresas fazem landing pages bonitas para desktop e depois simplesmente achatam tudo e colocam nos dispositivos móveis. Não faça isso! Se possível, tente criar um layout responsivo, que seja realmente pensado para smartphones, tablets e etc. Assim você pode conseguir uma boa taxa de conversão.

3º erro em landing pages

Por último, o terceiro erro que mais acontece está relacionado às mensagens erradas. Ás vezes é feita uma baita de uma campanha de AdWords, de Facebook Ads, de e-mail, mas ao levá-la para as landing pages, não há conversão.

Na maioria dos casos, mais especificamente em 60% deles, o erro está na landing page, na oferta, na comunicação com o usuário. Sendo assim, pergunte-se: o que você está oferecendo para as pessoas? Será que elas estão entendendo o que precisam fazer? Você está sendo claro, objetivo e está mostrando os reais benefícios de interagir com aquela página?

Se você não está fazendo isso, pode ser um grande problema! Então, teste bastante as variações das suas landing pages, tanto as variações de títulos, quanto as variações de imagens.

Dica bônus

Ainda falando sobre variações, você pode utilizar duas ferramentas para isso: a Crazyegg ou a Hotjar, que permitem que você veja o mapa de calor onde o usuário está interagindo.

Além delas, tem também a ferramenta chamada Mouseflow, onde você vê o mouse do usuário interagindo na tela. Assim é possível ver se realmente as pessoas estão enxergando o CTA, se elas param sob uma mensagem, se elas saem rapidamente da sua página e ainda consegue ver tudo isso na versão dos dispositivos móveis.

Então, não peque pela falta de informação. Hoje em dia, querendo ou não, você pode fazer um rastreamento excelente com ferramentas para saber se a sua página está sendo efetiva e gerar uma versão alternativa, fazendo um teste A/B.

Se tiver alguma dúvida, nos envie um comentário e, se quiser receber novos conteúdos sobre landing pages, continue navegando no blog da Agência Mestre ou no canal do Youtube do Fabio Ricotta!