Previsões para 2012 sobre a Internet

Previsões Web para 2012

Olá leitores da Agência Mestre,

Estamos chegando a mais um fim de ano onde presenciamos muitas mudanças e novidades em vários mercados. Vimos neste ano a ascensão do Facebook no Brasil, com um novo escritório e 35 milhões de usuários, e ainda presenciamos a chegada do Google+ com 40 milhões de usuários.

Tivemos diversas mudanças no visual do Google, em seu layout, mostrando melhor os links patrocinados, melhorando a experiência de quem necessita de serviços locais e ainda várias novidades com relação a elementos sociais. Do lado orgânico, tivemos novos algoritmos sofisticados, como o Panda, focado em eleger páginas melhores, com um melhor conteúdo; e tivemos também o Freshness Update, responsável por trazer páginas mais relevantes ao momento. Ambos mudaram o cenário mundial de SEO.

No ramo analítico “da coisa”, temos cada vez mais o entendimento das empresas em perceber que tudo o que se investe, deve ser mensurado. Não basta “colocar” mil reais no Google e deixar lá trazendo novos visitantes. Tem que medir! Não basta fazer uma campanha para angariar fãs no Facebook. Tem que medir! Não basta ter um viral, tem que mostrar quando isso converteu para a sua marca!

Ainda olhando o cenário de internet, estamos vendo cada vez mais startups crescendo, evoluindo, recebendo investimentos, como a Zynga, que conseguiu um IPO de 1 bilhão de dólares. Estamos presenciando uma nova bolha na Internet? Não sei se já é uma… será uma? Não sei.

Para discutir estes e muitos outros momentos, convidei diversos profissionais super experientes, com muitas ideias e diferentes percepções do mercado. Cada um deles forneceu uma visão sobre o que acha que será relevante em 2012. Vamos lá:


Edney Souza

Edney Souza (Interney)

Análise de influenciadores – Ferramentas como o Whuffie Bank e o Klout são cada vez mais importantes no planejamento de internet conforme a audiência de mídia social se torna commodity nos planos de mídia digital.

Análise de sentimento – Outrora restrito ao idioma inglês, hoje temos ferramentas como o Zenzey que são capazes de analisar sentimentos em idiomas português e espanhol, permitindo não só controlar o alcance de uma campanha no meio digital como também a mudança de percepção de uma marca.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/interney
Facebook: http://www.facebook.com/edneysouza
Google+: https://plus.google.com/112966941116896663612/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/interney


Marco Saurin

Marco Saurin

O 2011 foi um ano incrível para o mercado SEM com várias mudanças que virarão tendência em 2012 e finalmente à participação dentro do bolo de investimento de mídia no mercado publicitário.

Não é novidade que a Internet é o meio que mais cresce anualmente e esperamos que 2012 seja um ano de grande relevância no mercado, considerando também que ainda estamos longe do que realmente este meio pode oferecer.

O mercado de SEM e mídia de performance enfrentou neste ano a chegada do Facebook como plataforma de veiculação de anúncios e vários profissionais já tiveram que se aventurar com esta nova ferramenta.

Dentro dos planos de mídia os Market Place Ads, assim chamados os formatos que conseguimos comprar por CPC, encontraram sempre mais espaço e um novo mercado abriu-se para sempre maior concorrência.

A experiência da compra de links patrocinados tem que ser colocada em prática com os Facebook Ads para conseguir bons resultados e vice-versa é importante aprender da rede a importância da segmentação e do “bid por usuário”.

Pessoalmente sempre fui um grande fã de formatos vídeo e estou feliz de eles estarem conquistando sempre mais espaço na mídia online.
O Google está lançando uma nova plataforma de gerenciamento de campanhas vídeo com o nome de AdWords for Video que entra com o propósito de facilitar a implementação de campanhas e oferece um layout diferenciado para atender as diversas métricas que precisam ser analisadas. E a compra por CPV que substitui a “clássica” compra por CPC.

“Site legível”, Conteúdo e Social, são palavras-chave também do mercado de PPC.
Ferramentas automatizarão suas campanhas ou criarão anúncios automaticamente a partir do seu domínio ou de determinada página do seu site, como no caso dos Dynamic Search Ads.

O Botão +1 já está presente em todos os anúncios de texto e banners na rede de display por default, com o intuito de reforçar sempre mais a presença do Google+.

Google+ que ainda não desenvolveu um jeito de deixar loucos nós, e nossos clientes, atrás de um crescimento exponencial de “fãs”. Mas que com certeza deverá se fazer sentir e deveria criar um modelo de anúncios internos (ou externos) na rede, mais parecido com os MarketPlace Ads.

E novidades acontecem quase que diariamente no nosso querido mercado digital.

Não é sempre fácil prever o que pode acontecer.

E é isso também que nos instiga a procurar informações continuamente.

2012 será um ano de consolidação e amadurecimento do mercado.

Fique pronto para se reinventar, de novo.

E permaneça você também no Always Beta!

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/marcosaurin
Facebook: http://www.facebook.com/marco.saurin
Google+: https://plus.google.com/118319240212366909660/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/marcosaurin


Paulo Faustino

Paulo Faustino

O ano de 2011 foi sem dúvida um ano de grande mudança para todos nós, principalmente com a chegada do Panda e o impacto que isso teve nas buscas em que todos nós concorremos. No entanto, ao nível da monetização, as mudanças não foram tão significativas, embora o Adsense tenha sofrido pequenas alterações, como a inclusão de novos formatos de cores para links clicados e links recentes, a introdução do +1 nos anúncios, entre outros pormenores. Acredito que para 2012 o Adsense continuará evoluindo e procurando novas formas de ajudar blogueiros e webmasters a monetizarem seus sites e blogs. Prevejo que o +1 possa ser uma mais-valia em termos de credibilidade para os usuários, gerando maior interesse nos anúncios. Acredito também que irão surgir novos formatos de anúncios. O formato de 125×125, por exemplo, em 2011 tornou-se obsoleto e facilmente substituível por outros formatos que geram maior interesse.

Ao nível de programas de afiliados, acredito que o mercado Brasileiro vai crescer imenso. Existem já imensas empresas europeias investindo no Brasil e procurando anunciantes no país. Tal como aconteceu com a febre dos sites de compras coletivas, acredito que em 2012 as empresas ganharão uma maior consciência para o mercado de afiliados, e irão disponibilizar os seus produtos na rede, para que nós, blogueiros e webmasters, possamos promover essas marcas em troca de uma percentagem dos ganhos. Existe muito mercado no Brasil para as empresas apostarem na afiliação, e 2012 é sem dúvida o ano perfeito para o fazerem, especialmente e tendo em consideração que a internet já está numa fase de maior maturidade, e existem já milhares de potenciais sites e blogs para alavancar esse negócio.

Contatos

Twitter: http://www.twitter.com/escoladinheiro
Facebook: http://www.facebook.com/escoladinheiro
Google+: https://plus.google.com/114616471592165203086/
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/paulofaustino
Blog: http://www.escoladinheiro.com


Frank Marcel

Frank Marcel

Search & Social: o Google deve intensificar suas ações para valorizar o G+. Até o momento, o movimento mais forte foi a marcação para autor. Tal como recentemente surgiram as páginas para empresas dentro do G+, é de se esperar que em breve jornais e outros veículos venham a conseguir assinar seus conteúdos, nem que seja junto ao autor que de fato escreveu/publicou o conteúdo.
Sendo útil ao search marketing, o G+ ganha uma força a mais para fazer frente ao Facebook também.

Analytics: em 2012, esperaria o refinamento da integração Google Analytics + Google Webmasters Tools, já que os dados do GWT importados no GA não são correspondentes. Em um futuro mais distante, uma possível integração de mais das informações do GWT para dentro do GA.
Dados de Search a parte, o Google Analytics vai buscar invadir o mundo Social. Como já anunciado no blog oficial (http://analytics.blogspot.com/2011/12/invitation-to-social-sites-to-integrate.html) eles estão em busca de integração com sites de redes sociais e afins.

Contatos

Twitter: http://www.twitter.com/frankmarcel
Facebook: http://www.facebook.com/frankmarcelfonseca
Google+: https://plus.google.com/113644041448239376918/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/frankmarcel


Mauricio Zane

Maurício Zane

A minha expectativa para 2012 é uma concorrência bem mais forte nas páginas de resultado do Google. A importância de SEO na estratégia online já esta mais do que consolidada na mente de vários planners e agora o cenário muda para muitos pequenos blogueiros. Antigamente, era só escrever e sorrir, pois, pela falta de conteúdo e também pela falta de otimização em muitos sites, um blog usando WordPress e um post bem escrito faziam milagres. Hoje essa realidade mudou e o blogueiro que não estudar cada vez mais SEO não terá como competir no ambiente do Google, esse por sua vez, deve migrar para as redes sociais, tentando trazer tráfego de lá e deixando as SERP’s para profissionais.

O Panda veio e já mudou bastante o cenário na área de sites monetizados por programa de afiliados. De outro lado, temos o surgimento de novos programa de afiliados como o Luminate, apesar de ter falhado miseravelmente, deve voltar em 2012 e deu bons lucros para os publishers que puderam experimentar esse meio tempo que funcionou adequadamente por aqui. Ainda tivemos a grande novidade do WordAds que provavelmente deve chegar ao WordPress.org em breve. Ainda podemos ficar ansiosos em relação a chegada da Amazon no Brasil, embora que em forma de data center, o que do lado da infra para nós blogueiros é sensacional e esperamos que isso derrube incrivelmente os custos.

Outra boa expectativa é com os programas de afiliados brasileiros como Lomadee e Boo-box que estão se aproximando cada vez mais dos publishers e tentando melhorar a distribuição de ganhos e outros pontos. Destaco a entrada do Edney Souza, a.k.a Interney, em 2011 para o Boo-box que deve levar um feedback cada vez mais preciso para a operação da rede. Também vi a Lomadee presente em vários eventos de Marketing Digital e relacionado a blogueiros, acredito na força de vontade dos profissionais de ambas empresas em construir um programa de afiliados cada vez melhor para ambas as partes. E torço bastante pelos dois, pois, estamos aqui para ganharmos juntos, construirmos uma parceria e acho que todos nós devemos apoiar e criticar de forma acertiva para o futuro dessas redes que só devem ser benéficos a todos os profissionais que trabalham com programa de afiliados. Ainda vale mencionar o trabalho da CPABrasil onde só ouvi feedback positivo em quem já pode experimentar trabalhar com eles até o momento, devemos ficar de olho nessa rede e esperar que prospere.

Em 2011 ainda vimos a mudança em definitivo para uma interface extremamente superior do Google Adsense, que nos deu outra visão analítica e profissional do negócio, permitindo segmentar e aprimorar cada vez mais nossos sites de acordo com as propagandas exibidas e esperar que em 2012 tenhamos um crescimento ainda maior no bolo publicitário dos Links Patrocinados que será bom para todos os publishers de Adsense do Brasil. E lembrem que divulgar o Google Adwords e incentivar que pequenos anunciantes, trabalhem com o Adwords como forma de publicidade ajuda e muito a crescer o programa por aqui. Acho que devemos cobrar também do Google Brasil uma propaganda maior e mais eficiente de nossa rede de display, junto com os anunciantes atuais.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/mauriciozane
Facebook: http://www.facebook.com/mauriciozane
Google+: https://plus.google.com/101484048351392100927/posts


Alex Pelati

Alex Pelati

Pensando em Search, acredito que 2012 será o ano em que o Google e outros mecanismos de pesquisa irão investir mais na qualidade das informações da própria SERP, ou seja, irão apresentar mais dados na snnipet do resultado de busca, talvez pensando em uma interação antes mesmo de acessar o site, para cada vez mais satisfazer seus usuários.

Nesse passo, além da qualidade do conteúdo dos sites exibidos nos resultados, aposto bastante em novos rich snnipets, por isso acredito ser crucial trabalhar mais do que nunca a semântica do código do site, seguindo as diretrizes do W3C, atualizando o HTML e implementando os microformats disponíveis no Schema.org, por exemplo. Enfim, penso que devemos novamente olhar com carinho para os fatores on-page de SEO, para se certificar que os mecanismos de pesquisa estão entendendo de fato cada parte do seu conteúdo.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/pelati
Google+: https://plus.google.com/105294838456548276984/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/pub/alex-sander-pelati/2b/59/1b4
Website: http://www.ao5.com.br


Lucas Burza

Lucas Burza

Como sou um cara dedicado ao PPC e Facebook Ads, penso que para o PPC campanhas focadas em rede gráfica e celular vão ganhar uma importância muito grande nos planos de mídia dos anúnciantes, com estratégias como remarketing vamos ter empresas e consumidores esperando por um “algo mais” para poder converter – quem não entra no site, vai até o carrinho, não compra nada e espera aparecer o desconto depois?!.

Facebook vai se consolidar e será para alguns sites o “top 2” em volume de tráfego, no quesito campanhas, o Facebook deverá abrir linhas de crédito via Brasil e toda a OPEC deverá ser do próprio Facebook. O que os clientes vão buscar vai ser o CPF (custo por fã) e pensar que o clique poderá ser calculado a longo prazo, afinal o usuário será impactado novamente com post, app etc e deverão fazer outros cliques, só que gratuitos, reduzindo o valor médio inicial.

Acho que o mais importante é que com o iPhone 4 S, o sistema de buscas como conhecemos se mostrou sendo só a ponta de um iceberg. Acredito que em um curto espaço de tempo as buscas serão mais “long tail” e “questões como: qual, onde?” e devemos pensar isso tanto em PPC quanto para SEO.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/lucasburza
Facebook: http://www.facebook.com/lucasburza
Google+: https://plus.google.com/109951216220087812648/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/pub/lucas-burza/32/559/125
Website: http://www.linkaonline.com.br


Rafael Rez Oliveira

Rafael Rez Oliveira

Em 2012 acredito em dois grandes movimentos: o primeiro é a profissionalização. As mídias sociais vão passar por um processo de profissionalização do conteúdo e amadurecimento, de forma que as empresas deverão aprender que não basta estar presente, é preciso que essa presença faça sentido e gere retorno para o negócio. Chega de perfil de empresa dando “Bom dia” e “Boa noite”.

O segundo movimento deve ser uma pulverização do conteúdo. Ao invés de concentrar as mensagens nas redes sociais majoritárias (Facebook, Twitter, Orkut), as empresas tendem a começar a adotar mais cuidadosamente outras redes: Google+, Linkedin, Youtube, SlideShare. Isso fará com que públicos de nicho sejam melhor atendidos e os diferentes canais se complementem. Já passou da hora desse movimento se acelerar!

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/RafaelROliveira
Facebook: http://www.facebook.com/rafaelrezoliveira
Google+: https://plus.google.com/108725931394657138810/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/rafaelrezoliveira
Website: http://www.webestrategica.com.br


Priscila Muniz

Pri Muniz

A maioria das marcas, profissionais e agências já aprenderam (e desenvolveram) o fundamental do trabalho com social media, passando pelo conteúdo, relacionamento e monitoramento.

Acho que em 2012 é hora de entender além daquilo que está no centro da marca, é hora buscar a compreensão verdadeira de comportamentos e desejos das pessoas nas mídias sociais. Trabalhar dados de forma inteligente e estratégica, transformando, de fato, informação em conhecimento e tomada de decisão.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/primuniz
Facebook: http://www.facebook.com/primuniz
Google+: https://plus.google.com/105432028499741913811/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/priscilamuniz
Website: http://www.primuniz.com.br


Ricardo Brandão

Ricardo Brandão

2012 será o ano do Tráfego qualificado, o ano do ROI (Return On Investment). Chega de corrida de rankings na SERP, posições de anúncios no Adwords, número de “followers” ou “likes”. O cliente pagando porque quer vender. Quanto mais ele vender, mais vai pagar. Chegou a hora de todo profissional digital saber o significado de CPA e o porquê da palavra “floricultura” custar mais caro do que a palavra “flores”.

Poderíamos até cunhar um novo termo – CKO (Converting Keyword Optimization): Otimização das palavras-chave que convertem – afinal para o dono do negócio, que está do outro lado do balcão, o importante é aparecer mais para quem quer comprar. Será o ano do cliente que compra – abaixo o “cliente caroço” virtual! E daí que todo mundo retuitou e curtiu? Promoções focadas em geração de #mimimi ficarão em segundo plano. De que valem 200.000 “fãs”, se somente 2 compram? Se o internauta vier de PPC, SEO, Social Media ou Email Marketing, ele tem que comprar, seja agora ou depois (olha o remarketing aí…). De todo jeito, o profissional de Web marketing tem de entoar, usando métricas, este mantra: “Internet vende e podemos provar!”.

O ponto é: para tudo isso acontecer, teremos de sair da frente de nossos monitores frios e entender bem mais sobre o negócio de nossos clientes, seus preços e concorrentes, investindo mais tempo para analisar bem mais a fundo seus pontos fortes e fracos. Lembre-se: Web Marketing é um bichinho que ROI, ROI, ROI. Do contrário, que diferença teremos do velho e descascado Outdoor ou da antiquada Lista Telefônica?

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/rbrandao
Facebook: http://www.facebook.com/rbrandaop
Google+: http://gplus.to/rbrandao
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/ricardobrandaop
Website: http://www.linkbiz.com.br/


Rodolfo Rodrigues

O e-commerce brasileiro ainda tem muito a aprender, mas tem tudo para crescer ainda mais em 2012. A previsão para o crescimento de faturamento do comércio eletrônico no Brasil em 2011 é de 26% em relação aos R$ 14,8 bilhões em 2010 (http://goo.gl/JgS9U). Conhece algum setor no Brasil que esteja crescendo nessa mesma proporção? E como será em 2012 essa febre de compras online que atinge cada vez mais as classes C e D com o fácil acesso a internet e parcelamento das compras?

Some a isso tudo a chegada de vez do PayPal no Brasil fortalecendo parcerias com o Correios (http://goo.gl/YfahE), o gigante Google Shopping “quebrando as pernas” dos comparadores de preços, a finalização da compra total do sistema Magento pelo Ebay e o anúncio do primeiro diretor desta plataforma (open source) no Brasil (http://goo.gl/kJpYC), gigantes como Amazon iniciando algumas operações, a compra da plataforma Ikeda pelo grupo da Rakuten e lançamento do Shopping Online e grupos de investidores lançando lojas virtuais matadoras.

E não podemos esquecer-nos de novas tecnologias e ferramentas que serão usadas para interagir cada vez mais com os clientes e no desenvolvimento de campanhas pelas agências. Banners em html5 interagindo com o comportamento dos usuários serão a grande novidade, remarketing e e-mail marketing mais eficientes e inteligentes, análise de concorrência feita em tempo-real e processo de compra mais rápido e seguro.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/rodolforomez
Facebook: http://www.facebook.com/rodolfo.romez
Google+: http://gplus.to/rodolforomez
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/rodolforomez
Website: http://www.linkbiz.com.br/


Domicio Neto

Domicio Neto

Acredito que no mundo do Search, atualmente liderado pelo Google, cada vez mais a atenção irá se voltar para a experiência do usuário. Durante o ano de 2011 vimos lançamentos como o Google Preview, onde é possível visualizar parte do conteúdo e do layout direto da SERP.

Também acredito que em breve o tempo de carregamento irá se tornar um importante fator de ranking, assim como, o Social irá continuar ganhando cada vez mais relevância, determinando quais autores são importantes ou não, através do agente-rank.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/DomicioNeto
Facebook: http://www.facebook.com/domicio.neto
Google+: https://plus.google.com/118176623152104150948/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/domicioneto
Website: http://www.domicioneto.com


Jhonny Jessé

Jhonny – Coca Gelada

Creio que em 2012 a tendência de sites feitos para ganhar dinheiro com adsense e programa de afiliados é aumentar. Com a facilidade que temos hoje para publicar um site e comprar conteúdo, esses tipos de sites tendem a “poluir” a internet.

Por outro lado, acho que o Google também vai ficar atento nesses sites e cada vez mais vai tentar melhorar os resultados, filtrando esse tipo de site das buscas, ou não. Lembrem-se que boa parte dos ganhos do Google vem da rede de conteúdo, ou seja, os sites onde tem Adsense, pode ser que ele deixe a mão leve em alguns casos. Bom, este tipos de sites ainda funcionam, neste ano de 2011 fiz muitos testes e o Adsense ainda não é fator de rankeamento. Espero que continue assim, hehe.

Como eu sempre digo, testar sempre. O que você não fez neste ano de 2011, faça em 2012. Em SEO só aprende quem faz, por isso digo que algumas estratégias valem ser testadas ainda. O negócio é tentar pensar um passo a frente do buscador, mesmo que isso seja quase impossível, mas vale lembrar que tem muita brecha pra ser explorada.

Contatos

Twitter: http://twitter.com/#!/cocagelada
Facebook: http://www.facebook.com/jhonnyjesse.cocagelada
Google+: https://plus.google.com/112275430191030493681/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/pub/jhonny-jess%C3%A9-coca-gelada/18/661/872
Website: http://www.cocagelada.net


Alberto André

Alberto André

Acredito muito em um crescimento do mercado de Seach em 2012 mas especialmente em Links Patrocinados. O Brasil está passando por um momento de nascimento de várias Startups e isso é algo muito para a economia e automaticamente uma procura maior por Search crescerá.

A minha aposta nos Links Patrocinados é para o crescimento da Rede Display do Google que vejo como certo em 2012, ainda mais para Startups que estão lançando uma nova marca e muitas vezes um serviço que muitas vezes nem procura exista. Acredito que o Google fará mais investimentos para divulgar esse canal e assim que mais agências descobrirem o poder da RDG o investimento de marketing das empresas deverá sofrer uma migração ao longo do tempo e o Search vai ganhar mais valor no mercado de publicidade.

Contatos

Twitter: http://twitter.com/#!/albertoandre
Facebook: http://www.facebook.com/albertoandre.seo
Google+: https://plus.google.com/110329105299075567637/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/albertoandre
Website: http://www.seletomarketing.com.br


Rafael Damasceno

As PMEs vão investir muito mais (e melhor) em Social Media
A grande penetração das redes sociais no Brasil, somada à popularização de smartphones e ao baixo custo para se fazer marketing nas mesmas, farão com que essa mídia se torne muito atrativa para pequenos e micro empreendedores. Vai ser muito mais comum ver lojas oferecendo vantagens para os usuários que fazem check-in, fazendo promoções e trabalhando relacionamento com Social Media.

As grandes e médias empresas passarão a trabalhar com Social Media de forma mais inteligente
Hoje em dia temos visto a grande maioria das empresas usar social media basicamente como canal para promoção de seus produtos/serviços ou, na melhor das hipóteses, SAC. A evolução natural das mídias sociais (e, muito importante, das suas ferramentas de mensuração) abrirá os olhos dos marketeiros para outras grandes oportunidades. Veremos mais empresas entrando em “conversas” de forma relevante e dinâmica, fazendo pesquisas de mercado para definir estratégias futuras e trabalhando um pós-venda eficiente nas redes sociais.

Um grande número de nichos passará a ter um custo por clique inviável em Links Patrocinados
A concorrência por cliques em alguns nichos de PPC cresceu muito em 2011. Em 2012, acredito que muitos passarão a ser inviáveis para a maioria das empresas. Claro que isso já acontece em alguns mercados no Brasil, mas acredito que em 2012 veremos essa tendência se alastrar por muitos outros nichos.

Com isso, os anunciantes terão basicamente duas opções:

  1. Fazer campanhas mais segmentadas em PPC, para públicos e termos muito específicos, com concorrência menor e taxa de conversão maior.
  2. Passar a investir mais em SEO, conseguindo boa visibilidade em mecanismos de busca sem precisar praticar PPC irracionais. #TodosComemora nas agências de SEO.

Para os profissionais de SEO, vejo duas tendências:

  1. Por motivos óbvios, profissionais de conteúdo passarão a ser muito mais valorizados. Acredito que a dificuldade para se convencer clientes a investir em conteúdo diminuirá. Com isso, as agências estarão mais dispostas a empregar profissionais da área. Mas como em quase todas as áreas de marketing digital, a oferta de mão de obra qualificada em conteúdo é muito limitada. Daí a valorização de quem realmente é bom no ramo.
  2. O profissional de SEO totalmente focado em conhecimento técnico vai perder espaço. Na medida em que as técnicas de SEO vão se tornando conhecimento comum entre os profissionais de internet e a própria lógica de SEO é cada vez mais ligada a marketing, esse tipo de profissional muito fechado no lado técnico vai perder parte do seu valor no mercado.

Linhas Gerais

Para manter ou aumentar o crescimento no faturamento, vamos ver o Google criando vários espaços publicitários e atacando cada vez mais a privacidade dos usuários com a desculpa de “oferecer conteúdo relevante”.

O Facebook vai crescer absurdamente no Brasil como canal para mídia online. O pessoal do Facebook BR está trabalhando muito bem na divulgação das suas soluções para o mercado e as suas ferramentas oferecem possibilidades cada vez mais interessantes.

Remarketing vai ganhar muito força. Aqui no Brasil, ainda são poucas as empresas que realmente investem nessa modalidade. Ainda mais raras são as empresas que sabem trabalhar remarketing direito. Vamos ver várias soluções de remarketing surgindo no mercado de mídia online e um amadurecimento natural dos anunciantes.

Ferramentas de segmentação de usuários como o BT Buckets e de CRO, como o Google Website Optimizer, passarão a ser mais usadas. Com a mídia online ficando mais cara, as empresas vão precisar aumentar seus ganhos de formas mais criativas do que simplesmente “aumentando número de visitas”. Ou seja, é preciso oferecer uma experiência melhor para se conseguir mais dinheiro com o mesmo número de pessoas que você sempre atingiu.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/rafaeld
Facebook: http://www.facebook.com/rafaeld.contato
Google+: https://plus.google.com/104858534527442081648/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/rafaeldamasceno


Pedro Superti

Pedro Superti

Amadurecimento dos Usuários

Eu vejo que 2012 vai ser o ano do “amadurecimento” dos usuários, que estão migrando em peso do Orkut para o Facebook. Nesse segundo semestre, podemos ver uma enxurrada de “correntes”, “fotos violentas ou pornográficas” e “encontre o gato” no Facebook. Isso se dá pois o usuário que está acostumado com esse tipo de comportamento no seu velho ambiente (Orkut), tendo a se comportar da mesma forma agora no Facebook.

Entretanto os usuários mais antigos, mostrar que não é assim que a banda toca. A reação negativa em massa faz com que muitos usuários revejam que tipo de conteúdo eles curtem ou compartilham com seus contatos, sob pena de ter sua imagem depreciada (capital social) ou mesmo perder “amigos”. Isso se dá até mesmo pela “saturação” das pessoas, ao ver sempre o mesmo tipo de conteúdo e assim começa a selecionar melhor que tipo de amigos tem ou atualizações que quer realmente ler.

Este é um processo típico de nações emergentes, que agora com acesso a novas experiências e possibilidades precisa se educar sobre como tirar o melhor proveito delas. Vejo pelos meus amigos de fora do país, que muito raramente postam conteúdos ou atualizações de caráter duvidoso, pois já estão inseridos em uma cultura que teve mais tempo para amadurecer e entender regras de convivência em meios online.

Facebook e Google+ Crescem

Ambos vão crescer em 2012, aonde muitos usuários poderão deixar o Facebook para o Google+, da mesma forma que deixaram o Orkut pelo Facebook, quando se sentiram perturbados com a chegada nos “usuários emergentes”.

Além disso, o fato de o Google estar integrando todos os seus serviços (que até hoje são produtos individuais) como funcionalidades do Google+, o prepara para realmente ser a plataforma de rede social do futuro. Você gosta do Facebook atual, mas imagine um “Facebook” que integre Gmail, Youtube, Google Docs, Apps, Picasa, Adwords e Adsense, além de toda a rede de parceiros (da rede de conteúdo) do Google?

Sem saber, o Facebook pode estar preparando os usuários, amadurecendo-os, para saberem ver com seus próprios olhos que o Google+ pode ser uma opção muito mais inteligente, em um futuro a médio prazo. E 2012 será o ano que veremos os primeiros sinais disso.

Como isso afeta o mercado?

Google hoje domina o mercado de Search. Mas o Facebook domina o mercado de Display, com faturamento previsto de US$5.78 Bi para 2012. Como o Google pode aumentar sua fatia do mercado de display? Isso mesmo, desbancando o Facebook. E isso acontecerá com o crescimento do Google+.

Imagine, se em um futuro próximo, houver uma debandada de usuários do Facebook para o Google+, assim como está acontecendo do Orkut para o Facebook? Agora que as pessoas descobriram que mudar de plataforma não mata ninguém, isso pode acontecer uma segunda vez muito mais facilmente.

Agências e profissionais poderão ver em 2011 a crescente necessidade de aprender a manipular as duas plataformas, de modo a criar estratégias eficientes para seus clientes. Quanto mais conhecimento e experiência tiverem com elas, melhor preparados estarão para realmente criar campanhas que tragam resultados, pois entenderão o perfil de usuário (assim como seu nível de amadurecimento) de cada rede.

Ou podem esperar o bonde passar. Afinal de contas … quem sabe não acabe tudo mesmo em dezembro de 2012, não é?

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/pedrosuperti
Facebook: http://www.facebook.com/pedrosuperti
Google+: https://plus.google.com/117783269901903425235/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/pedrosuperti
Website: http://www.pensedynamo.com/


Pablo Augusto

Pablo Augusto

Olá pessoal, antes de tudo, quero desejar um ótimo fim de ano, boas festas e um 2012 repleto de saúde e felicidade para todos vocês.
Para o ano de 2012, aposto no social e na melhoria contínua do google em identificar links e conteúdos manipulados e/ou de baixa qualidade, dando um espaço cada vez maior em quem vem focando no trabalho de qualidade a longo prazo e na construção de um relacionamento duradouro com seu público alvo.

Minhas apostas são:

Google Plus: Santo de casa não faz milagre não é bem a filosofia do google. Como exemplo cito http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&as_qdr=all&pws=0&q=gol+passagens+aereas. Vai dizer que esse “santo” não ajuda no CTR ?

Authorship: Mais uma funcionalidade, que se implementada, vai ajudar muito na conversão na SERP. A identificação do autor com certeza vai passar mais credibilidade e confiança para o usuário e também ajudar ao bot descobrir o real autor de um post copiado, sendo um fator de desempate a credibilidade que cada autor tem perante o google.

Sinergia entre SEO e Mídias Sociais: Link Building ganhando mais força na forma de relacionamento e perdendo eficiência na forma de links manipulados.

Keywords com texto exato: Pelo abuso, tendem a perder cada vez mais força, em 2012 deve ser intensificada essa verificação.

Links: Começo da mudança da visão que um link só é bom se for follow. Um link em JS ou com nofollow pode, às vezes, trazer muito mais benefícios que um link follow dependendo da situação e do nicho.

SERPs: Dificuldade cada vez maior de mensurar o posicionamento de um site na SERP para uma keyword (SERP cada vez mais personalizada por usuário), obrigando o modelo de negócio de SEO por posicionamento das páginas do site na SERP puramente, cair em desuso como padrão de verificação de sucesso. Com isso, métricas com mais valor agregado, como o incremento de visitação orgânica ou conversões (se o projeto englobar otimização de landing pages), tendem a ser mais utilizadas como padrão em projetos de SEO.

Mobile: O mundo está pensando mobile, se você não está, já ficou para trás em 2011.

Contatos

Twitter: https://twitter.com/#!/pabloaugusto
Facebook: http://www.facebook.com/pabloaugusto
Google+: https://plus.google.com/107676384701575110086/posts
Linkedin: http://www.linkedin.com/in/pabloaugusto


Fábio Ricotta

Conclusões, por Fábio Ricotta

Como vocês acabaram de ver e reflete o que eu trouxe no início deste artigo é a famosa diversidade. Você deve estar se perguntando neste ponto: “Ok Fábio, como eu vou usar isso na minha vida em 2012?”. Eu entendo perfeitamente! É isso o que as pessoas querem quando lêem um artigo ou escutam um profissional transmitir conhecimento: aplicação.

Pois bem, eu não sou a pessoa com a resposta, mas gostaria de levar você a algumas reflexões depois do que lemos aqui. Vamos lá?

  1. Você já contou quantas vezes estes profissionais falaram de Google+? Não? Conte e volte aqui. Agora vá providenciar um perfil descente, e absorva o que esta rede social tem por compartilhar com você. Ela será a sua companheira pelos próximos meses (ou anos?);
  2. Você trabalha com Adwords mas nunca mexeu com Facebook Ads? Já viu que os profissionais acima falaram que o Facebook é a bola da vez em PPC?
  3. Social Media + Anáilse + Mensuração? Você faz?
  4. Jornalismo na web, com os movimentos atuais do Google. É um fato nos EUA. E aqui será. Você já leu sobre? Você é jornalista ou veículo? Leia!
  5. Todas as empresas irão investir mais e mais em Social Media. Qual é a sua estratégia para entrar neste mercado? BI? Search + Social? Criatividade? Escolha uma, pois tudo está conectado as pessoas!
  6. Links Patrocinados estão mais vivos do que nunca! Muitas empresas ainda investem e irão investir mais em 2012. Você já é certificado?
  7. Programas de afiliados vão bombar em 2012 e você ainda faz post de hype? Veja quem anuncia e paga bem, depois pense no conteúdo.
  8. Você tem um jornalista web em sua estratégia? O Google gosta, o Facebook gosta, nós usuários gostamos. Contrate um!
  9. Você acompanha estas siglas malucas: IPO, Startup, Inboud Marketing? Não? Vá no Google e descubra os seus significados.

Pare, pense, você realmente acha que não consegue prever parte do futuro também? Todos podemos! Qual o seu?

Créditos da Imagem: Jorn Idzerda

Divulgue este artigo

16 Comentários para “Previsões para 2012 sobre a Internet”

  1. Bruno Pulis

    Excelente artigo, só tem um erro no artigo está escrito “Tem que mendir!”

    Abraços

    Responder
  2. luiz carlos conte

    Excelente materia com insights que realmente ditarão a moda do ano de 2012 na área de |search. Colocaria também um adendo á sua última consideração sobre o inbound marketing, que só em 2010/2011 captou uma parcela crescente de $ investido em outros canais tradicionais. Plataformas como blogs, midias sociais e google ( trio de ouro do inbound marketing) têm conseguido gerar leads com taxa de aquisição 62% menor, atraindo 150% mais tráfego e consequentemente mais vendas. Sugiro uma lida no estudo feito junto á grandes empresas no EUA que corroboram estes números em http://engrenagensweb.com/2010/03/pesquisa-feita-nos-eua-revela-o-cenario-do-inbound-marketing-em-2010/. Gde abc á equipe e aos leitores da Agência Mestre.

    Responder
  3. Rodrigo Antonangelo

    Concordo com a maioria das previsões apresentadas principalmente quanto à explosão dos afiliados. Tendência total.

    Mas ainda acho que o processo de construção de estratégas digitais consistentes está arranhando a superfície.
    Vejo grande potencial:
    - nas médias e pequenas empresas que ainda sequer sabem o que é SEO, SEM, Social Media;
    - nas grandes que pouco dialogam (de verdade) com seus consumidores e que tem um caminho bem árduo de aprendizado a medida que seus consumidores potencializam sua voz online.

    Responder
  4. Pedro Santiago

    Wow, realmente bastante gente falando sobre Google+ e Facebook, tudo aponta para um google mais “social” em 2012, acho que quem fizer SEO e não fizer uma campanha bem feita em mídias sociais vai ficar pra trás. No mais ótimo artigo =) Abraços.

    Responder
  5. Fabio Lima

    Olá pessoal, excelente artigo, e com certeza a maioria dos entrevistados poderão voltar aqui ano que vem e dizer “Viu, eu avisei!”.

    Concordo com o meu amigo Rodrigo Antonangelo quando ele aponta a necessidade (oportunidade) quanto ao desenvolvimento de uma estratégia consistente como um ponto a ser trabalhado, principalmente pelas pequenas e médias.

    Chamo a atenção também para o Local Search, o Facebook ainda tem discrepâncias grandes nas recomendações e resultados por localidade e, ao menos eu acredito, que o fato de a todo momento ele ficar perguntando e solicitando a adição de locais as imagens deve impactar neste ponto já que a rede física no Brasil não é lá essas coisas.

    O conteúdo já é um enorme diferencial para o sucesso on-line hoje e continuará sendo por longo período. Hoje as pessoas não se contentam em saber somente ‘parte de uma história’ elas querem mais e procuram esse ‘mais’ em várias fontes além das já estabelecidas, vejo as SERPS enxergando isso claramente e quem se preocupar só em noticiar 1º vai ficar p/ trás e perder espaço para quem noticiar e informar rápido mas com qualidade!

    Abraços a todos, Feliz Natal e ótimo 2012!
    @fabioagora

    Responder
  6. Adilson

    Achei estranho que pouco se falou sobre o mundo mobile. Acredito que 99,9% dos sites não são “mobile friendly”. Os acessos á internet via smartphones são cada vez mais frequentes devido ao custo cada vez mais mais baixo de aquisição destes aparelhos somado ao custo cada vez mais baixo da utlização dos serviços.

    Responder
  7. Renato Xavier

    Excelente artigo. Várias previsões interessantes!!! Acredito também que há dois conceitos que estão despontando no mercado digital e que possivelmente serão mais comentados em 2012 (Transmídia e Curadoria de Conteúdo), ambos com suas características responsáveis por gerar um maior engajamento com os usuários sempre visando um maior retorno dos investimentos.

    Responder
  8. Alberto Valle

    Muito bom o artigo. Acredito que o Search vai passar por um momento de integração total com as mídias sociais e deverá ser muito mais contextualizado do que é atualmente.

    Responder
  9. Mel Oliveira

    Excelentas argumentos!

    Em 2012 tudo recomeça. Os empresários abordarão as mídias online com expectativas mais realistas e, por conseguinte, desfrutarão de um ROI mais positivo.
    Acho que o boca a boca on-line se tornará mais sofisticado e o número de pessoas que buscam recomendação na rede aumentará consideravelmente, assim como os blogs pessoais em defesa e em detrimento de marcas ganharão maior relevância perante os olhos dos anunciantes.

    Inclusive, escrevi um post falando exatamente sobre as perspectivas, em especial das Redes Sociais, para os proximos anos. Quem quiser, está publicado aqui http://migre.me/7sXnW

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>