Olá galera da Agência Mestre. Hoje falarei sobre otimização de sites em outras línguas. Mostrarei algumas técnicas de SEO usadas para tratar casos específicos.

Especificando a Linguagem

A primeira coisa a fazer é especificar a língua e a região, devido aos diferentes dialetos.

Usar ‘<meta lang=”es-us”> (“<head>”) no cabeçalho para especificar para todo o documento ou ‘<span lang=”es-us”>CONTENT</span>’ para uma determinada parte do documento.

Localidade do Servidor e Nome do Domínio

Hospede o site em um servidor que esteja no país do seu público alvo. Algumas vezes os buscadores também usam a posição geográfica atual do servidor como um parâmetro na identificação. Também é natural pensar que um conteúdo relativo a um país tem mais qualidade quando é do mesmo (na maioria dos casos) .

Tratando Letras Acentuadas e Caracteres Especiais

Muitas linguagens possuem letras acentuadas, e os buscadores diferenciam essas letras, e representam palavras indexadas diferentes. Faça as páginas variando palavras sem acentuação com essas mesmas palavras escritas corretamente. Isso fará com que os buscadores ache também o seu site quando digitarem uma busca sem acentuação. Faça o mesmo com caracteres especiais, como c e ç, n e ñ (espanhol), etc. Notar que MUITAS pessoas fazem buscas com palavras escritas de maneira “mais simples”. Exemplo: ação (correto) e acao (modo simples).

Spamming em Línguas Estrangeiras

O Google ainda não combate eficientemente os sites com spamming em outras línguas que não seja o inglês. Porem, há planos que para esse ano comece o combate, o que tornará o spamming mais difícil. Porém, já vimos muitos sites aqui no Brasil com técnicas descaradas de black hat rankeando bem.

Por hoje é só. Qualquer dúvida ou sugestão, escreva. Volte sempre!