mobile-seo

Todos sabemos o quanto a popularidade da web móvel vem crescendo a cada dia. A facilidade de acesso e a diminuição de preços têm trazido mais e mais usuários para está tecnologia.

Celulares e dispositivos móveis são muito diferentes dos desktops e notebooks aos quais estamos acostumados e, por isso, questões como usabilidade e acessibilidade são totalmente diferenciadas quando colocamos em evidência as duas tecnologias.

Pensando nessas diferenças, alguns profissionais da área já tem abordado com uma certa freqüência a otimização para dispositivos móveis, também chamada de mobile SEO.

O que é o Mobile SEO?

Com o aumento cada vez maior da concorrência, têm sido cada vez mais difícil ser encontrado nos sistemas de busca e, consequentemente, obter tráfego. Surge, então, a necessidade de buscar novas tecnologias que tragam algum tipo de retorno, e é dessa busca que surgiu o Mobile SEO.

O Mobile SEO consiste em técnicas de otimização de sites para sistemas móveis, entretanto, não deve ser considerada uma tecnologia visada somente a celulares, e sim a todo sistema com interface móvel que possa acessar a web.

A diferença da utilização do mobile SEO para o SEO tradicional, porém, não é muito grande. Técnicas básicas como uso de palavras-chave e link building serão usadas normalmente aqui. No entanto, é necessário levar em conta que usuários móveis têm hábitos muito diferentes de usuários tradicionais, e é esta diferença (considerável) que tem estimulado cada vez mais a evolução desta idéia.

Search Engines x Mobile SEO

google mobile search

Ao contrário do que muitos pensam, as Search Engines já vem se adaptando a nova tecnologia. Os principais sistemas de busca, juntamente com outros sistemas de acesso móvel, já possuem seus Mobile Search Engines. São eles:

Um destaque de grande avanço na área de acesso móvel é o Google Mobile, que disponibiliza o acesso do seu dispositivo móvel aos recursos do Google, tais como o Gmail e o Google Maps.

google-mobile

Além de toda essa estrutura, já estão disponíveis também formulários para cadastramento de url’s de mobile sites, que tem como objetivo ajudar os mecanismos de buscas móveis a encontrar e indexar seu site versão mobile.

Atualmente, os formulários mais indicados são os do Google e do Yahoo.

Com a saída de cena do Search do Yahoo!, também fica difícil prever o que será feito de mais este serviço que o Yahoo! oferece.

Como Começar?

Como já citado anteriormente, as técnicas que envolvem o Mobile SEO não se diferenciam das técnicas de SEO tradicionais. Trabalhar as melhores palavras-chave, utilizar bem os âncoras dos links e saber como ser encontrado pelas Mobile Search Engines já é um bom começo.

A diferença maior está em como facilitar que essas Mobile Search Engines encontrem e indexem os sites mobile corretamente.

Sitemaps e Estrutura

Em suas Ferramentas para Webmasters, o Google possui uma seção inteira sobre Mobile Sitemaps, explicando sua estrutura e demais especificações para a correta configuração do sitemap.

Um Sitemap móvel pode conter apenas URLs que atendam o conteúdo da web móvel, o restante será ignorado pelo Google. Um exemplo correto de sitemap móvel seria:

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" ?>
 <urlset xmlns="http://www.sitemaps.org/schemas/sitemap/0.9"
  xmlns:mobile="http://www.google.com/schemas/sitemap-mobile/1.0">
    <url>
        <loc>http://mobile.example.com/article100.html</loc>
        <mobile:mobile/>
    </url>
</urlset>

Os sitemaps atualmente suportam e detectam automaticamente as seguintes linguagens de marcação:

  • não-móveis (isso inclui a maior parte do conteúdo)
  • Perfil móvel XHTML (WAP 2.0)
  • WML (WAP 1.2)
  • cHTML (iMode)

A validação destes códigos é essencial. A validação permite a correção completa do código, para que o mesmo possa ser exibido por qualquer dispositivo sem acarretar maiores problemas. Alguns dispositivos simplesmente não conseguem ler páginas que não estejam 100% validadas.

Um último detalhe é que o Google sempre utiliza o HTTP “Accept” header para informar explicitamente que o site deve retornar documentos com conteúdos para celular, ao invés do HTML padrão. Se seu site respeitar esse padrão, o conteúdo para celular será corretamente rastreado pelos crawlers do Google.

Palavras-Chaves

O uso de palavras-chave menores é indicado na otimização para dispositivos móveis, pois, segundo pesquisas, são mais adequadas ao perfil dos usuários móveis. Vale a pena ressaltar que a área de atuação dos usuários nos dispositivos móveis são, em todos casos, pequenas telas, as quais restringem, e muito, o uso de pesquisas extensas.

Isso fará toda a diferença, afinal tudo vai depender de como o conteúdo será processado e mostrado pelo dispositivo móvel que hoje pode ser desde um Android, ou um iPhone a um celular totalmente desatualizado. É importante destacar também que o usuário móvel utiliza um pequeno teclado com predominância de uma mão, muitas vezes usando uma caneta, ou até o próprio dedo ou um teclado padrão de telefone com recursos de texto. Todos esses fatores influenciam na pesquisa deste tipo de usuário.

Segundo o Google, uma pesquisa via dispositivo móvel tem em  média 15 caracteres,tem em torno de 30 pressionamentos de teclas e demora cerca de 40 segundos para ser realizada.

Especificidade

Procure otimizar seu site móvel com o que o usuário necessita. O perfil do usuário móvel é geralmente buscar por algo muito específico. Sua busca vai depender muito da situação em que ele se encontra.

O usuários podem estar realizando buscas de localização e / ou tempo de trajetos enquanto estão em movimento, como a busca de um restaurante em particular ou tempo de vôo. Porém, o usuário pode estar mais tranquilo no conforto de casa e simplesmente procurar por uma simples música ou filme para seu entretenimento.

Por isso, é interessante criar páginas e links específicos para esse visitante, evitando que ele tenha que digitar demais para encontrar o que procura, bem como deixar evidente (em destaque) a informação essencial, jogando fora distrações e informações genéricas.

Resultados de Pesquisa

Usando o Google Mobile como exemplo, a página de resultados é normalmente limitada a uma lista de cinco sites. Em termos de apresentação dos resultados da pesquisa, quando se reconhece que estamos à procura de algo em determinada área , ele dá uma enfâse maior para os sites que ele determina fazer parte desta área.

Conteúdo

Como no SEO tradicional, o desafio é gerar um conteúdo de qualidade, relevante com que o usuário costuma procurar, concordando com sua localização e sua necessidade de informação. Essa informação deve ser apresentada de uma forma acessível, garantindo ao usuário mobilidade, independente do conteúdo, dispositivo e do navegador utilizado.

Agregar novas técnologias e adaptá-las ao que o usuário precisa é um papel cada vez mais constante em nossa área. Saber analisar cada ponto, estudar prós e contras e comparar com tecnologias já existentes é o minímo a ser feito.

Tudo isso não é diferente quando o assunto é a otimização de sites para dispositivos móveis. Por isso, não perca tempo, busque idéias, opiniões e pesquise todas as fontes possíveis. Novas tecnologias surgem todos os dias. Não seja o último a descobri-las.