Olá leitores da Mestre,

Quando trabalhamos em um projeto de SEO, frequentemente no briefing perguntamos ao cliente “quem é ou quem são os seus maiores concorrentes?”. Esta resposta ajuda a determinar uma das frentes que você precisará observar a evolução do seu projeto: a concorrência.

Desta forma, faz se necessário o monitoramento da concorrência por uma questão acompanhar a tendência do mercado. É praticamente um pensamento de uma loja tradicional, você quer ficar de olho nas outras lojas concorrentes, se elas estão cheias ou vazias, se tem promoção ou não, ou ainda na nossa área de SEO, uma das coisas que temos acesso do concorrente são os termos que ele está posicionando.

Para ser mais específico, nosso objetivo é produzir um gráfico como este:

Visão do Mercado em SEO

Vamos aprender a montar este gráfico?

Passo 1: Os Dados Orgânicos

O primeiro passo é obter os dados orgânicos de cada um dos sites que quero analisar, ou seja, meu site e meus concorrentes. Para esta tarefa eu costumo utilizar a SEM Rush. Vou até a ferramenta, vejo o relatório orgânico de um site e clico em Exportar.

SEM Rush

Em seguida, importo como uma nova página dentro do Excel:

Visão dos dados de um site

É importante notar que o que preciso é o posicionamento do website para cada um dos termos, sendo que não precisamos das outras informações oferecidas pela SEM Rush. Assim, você pode utilizar o software ou plataforma que desejar, mas o que precisamos são os termos e seus posicionamentos para cada website. Minha recomendação vai para a SEM Rush pela velocidade e quantidade de resultados que você terá.

Passo 2: Centralizando

Na página, que chamo de “Centralizador” temos a listagem de todos os termos de pesquisamos o seu posicionamento. Para ter isto você precisa juntar todos os termos presentes nos relatórios (páginas) de cada site. O meu jeito mais fácil, é copiar todos os termos de cada site na coluna A e depois clico em “Remover Duplicatas”:

Excel - Remover Duplicatas

Em seguida, utilizo a função “PROCV” no Excel para pesquisar o valor na página de cada site, presente no Excel:

Passo 3: A Tabela Base

Para cada gerar cada intervalo do nosso gráfico, eu preciso fazer uma contagem de quantos termos estão em cada faixa. Isto não é difícil se você utilizar a função “CONT.SE” do Excel. Assim, o que preciso é da referência do Centralizador e, utilizando da função “CONT.SE” verifico se aquele site está ou não naquele intervalo. Por exemplo, para contar quantas palavras entre 2º e 5º lugar um dos sites possui, fiz a seguinte regra:

=CONT.SES(Centralizador!B:B;”>1″;Centralizador!B:B;”<6")

Ela, no meu caso, foi organizada com os seguintes intervalos:

Tabela Concorrência

Passo final: O Gráfico

O gráfico em si é muito simples de montar, utilizando o Excel ou o Google Docs, mas antes deste gráfico, utilizamos uma tabela que faz a contagem de posicionamentos e clicamos em gerar gráfico.

Complicou tudo? Baixe a planilha!

Para facilitar o trabalho de todos, deixo disponível a planilha para download gratuito. Assim vocês poderão entender como organizei os dados e basta fazer os passos que comentei acima para ter um gráfico como este.

E o que posso tirar de insights?

Existem vários pontos que você pode entender de uma avaliação como esta, vejamos:

  • Se estou com poucos termos no TOP 1, e meus concorrentes, ou ao menos um, possui vários no primeiro lugar, isto pode ser um sinal que ele é o grande líder de mercado. Eu precisaria olhar o volume de busca para ter certeza, mas este já é um bom sinal;
  • Quando iniciamos um projeto de SEO, normalmente temos muitos termos em 11º e 20º lugar, sendo que o nosso objetivo deve ser o de trabalhar os que estão mais próximos do 11º (11, 12, 13 e 14) para conseguir melhores resultados e mais rapidamente;
  • Observe bem os termos que os seus concorrentes estão dentro do TOP 20, considerando todas as faixas, e o seu site não. Basta um filtro no Excel, na planilha Centralizador, para você identificar este tipo de caso. Este normalmente é o “ouro” do projeto;
  • Se você está muito melhor do que a concorrência, em posicionamentos, pesquise os termos que você não está em primeiro lugar mas seus concorrentes estão. Veja os que são mais simples de concorrer (normalmente as long tail) e ataque-as;
  • Atualize este relatório ao menos 1 por mês para que você tenha uma visão mais clara do mercado.

Entender o que acontece nas flutuações do Google é fundamental para ver como o mercado está se comportando, mas entenda que você precisa ser muito sábio para utilizar os dados. Ter apenas o posicionamento é uma parte da solução e não a visão completa.

Normalmente aqui na Mestre, nós unimos a informação do posicionamento com volume de busca, obtendo uma priorização melhor de palavras com mais volume de busca, mas esta explicação fica para outra oportunidade.

Espero que tenha gostado e, se achou interessante, compartilhe! Dê apoio ao trabalho de criar este conteúdo! COMPARTILHE!