Perguntas e Dúvidas de SEO com Fábio Ricotta

Olá leitores da Agência Mestre,

Estou de volta em mais uma edição do “Pergunte ao Ricottinha” que reúne diversas dúvidas e questões que os nossos leitores e assinantes enviaram e discutiram ao longo da semana. Como de praxe, vamos começar o nosso artigo com as discussões do nosso fórum de SEO, em seguida, trazemos as dúvidas enviadas ao meu Formspring e por fim o nosso Q&A com as dúvidas da semana.

Então vamos as dúvidas e discussões:

Perguntas e Respostas do Fórum

Como vocês puderam acompanhar, o nosso fórum está crescendo cada vez mais, com mais participantes e dúvidas. Desta forma, selecionei os tópicos que achei mais relevantes nesta semana. Não se esqueça que o nosso fórum é gratuito, logo, você pode colocar as suas dúvidas, divulgar uma vaga de SEO ou apenas dar um alô. Aproveite e crie um post por lá.

Nofollow adianta alguma coisa?

Esta é uma das dúvidas mais recorrentes quando fazemos algum tipo de Q&A. Um dos nossos usuários do fórum levanta a dúvida se nofollow funciona. Vale a pena acompanhar a discussão.


Data errada no Google

Em uma dúvida super interessante, um dos usuários do fórum coloca em discussão a questão de datas que o Google coloca nas snippets dos resultados. Segundo ele, o Google está interpretando de forma errada as datas e assim está causando uma queda de visitas. Confira com mais detalhes esta intrigante discussão.


Site com mais páginas é bom para o Google?

Um dos usuários do fórum trouxe uma discussão do seu dia-a-dia para o fórum, perguntando sobre o que é mais interessante, várias páginas com pouco conteúdo ou poucas páginas com muito conteúdo. Confira este debate onde vários usuários estão opinando.


Perguntas e Respostas do Formspring

Regularmente respondo dúvidas lá no meu Formspring, então se você tiver alguma, aproveite e coloque-a lá.

O que acontece com um site que tem ótimos backlinks mas bloqueia o Google de indexar o site (com noindex)?

Esta é uma pergunta muito interessante pois temos 2 cenários possíveis. Mas antes de entender os dois cenários, vamos entender o que é a meta tag noindex. Esta meta tag diz aos mecanismos de busca que a página que ele está visitando não deve ser exibida nas pesquisas dos usuários, mas pode ser lida e interpretada pelos mecanismos de busca. Explicando melhor, o Google lê a página, extrai as informações, tais como links, e segue todos os links daquela página. Esta meta tag é escrita da seguinte forma:

Vejamos agora os dois casos:

O primeiro é quando você já possui um website e adiciona a meta tag noindex em todas as suas páginas. Ao visitar as suas páginas, o Google entende que deve remover todas as suas páginas do seu índice, ou seja, quando alguém buscar termos onde o seu site seria exibido, o seu website é eliminado dos resultados. É importante dizer que as páginas irão desaparecer do índice do Google conforme o mesmo for as indexando, lendo a informação da meta tag. As suas páginas só retornam ao índice quando você remover esta meta tag.

O segundo caso é quando você já lança o website com esta meta tag noindex, logo, o Google não irá exibir nenhuma página por causa da diretiva.

Em ambos os casos, o Google irá passar todo o link juice entre as suas páginas e os links que você realizar.


Olá Ricotta, Tudo bem? Eu acabei de ler dois artigos: um a favor e o outro contra link wheel. Qual a sua opinião? Você acha que é uma estratégia válida para ganhar links ou pode ser considerada uma tática de spam pelo Google? Abs. – por Daniel Sayon

Grande pergunta Sayon! Vamos explicar um pouquinho sobre Link Wheels para os que ainda não estão familiarizados.

A link wheel é uma estratégia que é utilizada para manipular o PageRank, onde você cria diversos websites e páginas na web, com a finalidade de fortalecer um ou um grupo de website que lhe pertence. Um simples exemplo de uma link wheel seria criar diversos blogs no WordPress.com, no Blogspot.com e no Tumblr.com, e ao criar artigos dentro deles, você faria sempre links entre estes blogs e também para o seu website principal.

Desta forma, o que fica é que ao invés de lutar por conseguir diversos domínios apontando para o seu website principal, você, artificialmente, cria websites e páginas para isso.

Na minha visão, eu acho muito custoso criar uma estratégia assim. Eu entendo que isolar diversos websites, tanto em IP (casse C), CPF (os .br), o domínio com registro privado, além de criar conteúdo para cada um deles, é um trabalho gigantesco. Existe o velho conceito que isso funciona, mas eu particularmente nunca testei em grande escala como diversos black hatters fazem. Creio que o seu tempo e investimento possa ser mais direcionado a produzir conteúdo e promover guest posts em blogs relacionados. O efeito é praticamente o mesmo, mas com mais qualidade.


Fabio, você nao acha que o SEO só terá vida enquanto os buscadores estiverem emergindo com seus algoritmos? Uma coisa que o Google afirma e reafirma é que devemos sempre produzir conteúdo para pessoas e o resto deixa com ele (google, algorítimo). Isso nos leva a pensar que vai chegar um momento onde nao será mais necessário profissionais de SEO para preparar páginas e fazer todo o trabalho necessário para que um site seja bem visto pelos buscadores, uma vez que os algoritmos estarão bons o suficientes para entender o conteúdo e classificá-los por sí só, sem levar em conta os fatores manipuláveis com os quais os SEOs trabalham. O que você acha? – por Sergio Braga

Para ser honesto, não sei. Quando comecei na área, cerca de 6 anos atrás, muitos profissionais já diziam que os mecanismos de busca iriam ficar melhores e o SEO deixaria de existir. Nos cursos da Agência Mestre eu gosto muito de falar a seguinte idéia: “Sempre que um algoritmo for usado para classificar informação, poderemos melhorar a informação que ele tenta classificar, dando mais relevância a mesma”.

Em sua pergunta você mesmo direciona o nosso futuro, quando fala em “devemos sempre produzir conteúdo para pessoas”, podemos pensar no trabalho do profissional de SEO como entendendo a mente humana, respondendo as perguntas que cada um possui. Isso é o maior valor por trás da troca de informação na Internet.

Cabe a nós, profissionais de SEO, entendermos quais os pequenos fatores que os mecanismos de busca acoplam em seus algoritmos para entender melhor a informação e assim, poderemos “ajudá-los” a entender melhor estes fatores.


Perguntas do Q&A

Para aqueles que não conhecem, o nosso Q&A é uma área onde os assinantes da Agência Mestre podem perguntar sobre quaisquer assuntos relacionados a search, como por exemplo técnicas e estratégias. É uma forma muito fácil de você sanar as suas dúvidas com o time da Agência Mestre.

Na última semana não tivemos a seleção de dúvidas do Q&A por conta da gravação do Campus Party, logo, selecionei abaixo as principais dúvidas do nosso Q&A destas duas últimas semanas:

Por que linkar com nofollow

Um de nossos assinantes pergunta qual a vantagem de linkar internamente com nofollow dado que o uso do nofollow pode induzir a um desperdício de link juice. Na resposta, mostramos como ele deve proceder e como o processo funciona.

Que tipo de conteúdo criar?

Um de nossos assinantes traz um problema bem comum em sites de classificados: ele possui diversos cadastros, mas não pode mudar o seu conteúdo. Em seguida, ele pergunta o que sugerimos para ele aumentar o conteúdo do seu website. Como sempre, conduzimos nosso assinante a uma solução muito interessante.

Domínio com palavra-chave

Em outra pergunta de nossos assinantes, discutimos sobre a escolha de um domínio. O assinante deseja saber se ao repetir um termo no domínio pode ajudar a ter um melhor rankeamento.

Keywords – Acentuação, palavras compostas e long tail

Uma assinante pergunta sobre a forma correta de se usar palavras-chave com e sem acento. Em seguida ela pergunta palavras compostas e stop words. Confira os detalhes desta dúvida clicando nesta pergunta.