Compra de Links

Olá leitores da Agência Mestre,

Como vocês puderam acompanhar, algumas empresas foram punidas nos últimos dias por conta da prática de compra de links, a qual influenciava nos resultados do Google. JC Penney, Forbes e mais recentemente a Overstock.com foram os grandes casos revelados por infringir as diretrizes do gigante das buscas, o Google.

Apesar de vermos os grandes caindo, ainda vemos diversos websites “pequenos” praticarem da mesma tática, tentando burlar os algoritmos do Google para conseguir melhores rankings não pensando nas consequencias que isso pode ter para os seus negócios. Diante desse assunto polêmico, resolvi selecionar uma bela pergunta do meu Formspring:

Comprei um link em um site PR 4 este link ficará lá por 1 mês, em 3 dias já obtive 3 posições acima de onde eu estava. Quando a publicidade expirar e ele retirar o link pago, eu perderei posição de onde estava eu perco o juice ou permanece? Abs

Como vocês puderam ver, a pergunta gira no assunto de compra de links, mas como esta compra afetaria os rankings de forma temporal. Vamos “esmiuçar” o caso, tentando cobrir todos os aspectos.

Objetivo da Compra de Links

É fato que a web é ingrata com os websites / webmasters. Todos sabemos o quão difícil é conseguir um link e, pior que isso é conseguir um link com o texto âncora que irá lhe favorecer.

Sabendo que o atual algoritmo do Google dá importância a um link com o texto âncora exato, os webmasters tentam de todas as formas utilizar-se de estratégias de link building para conseguir sucesso. O problema começa quando vemos na área de SEO e pelos clientes, um imediatismo por resultados, coisa que você normalmente não consegue facilmente com técnicas white hat.

Diante do cenário citado acima, muitos webmasters apelam para o dinheiro, e como este capital pode influenciar diversos outros webmasters, isso é aproveitado para barganhar links.

O que diz o Google?

A posição do Google é bem clara e relatada em suas diretrizes para webmasters:

Não participe de esquemas em que os links são usados para aumentar a classificação do seu site ou que utilizem o PageRank. Evite, principalmente, links para autores de spam ou para “más vizinhanças” na web, já que esses tipos de link podem prejudicar a classificação do seu site.

Qualquer forma de tentativa de manipular os rankings do Google utilizando links está infringindo as suas diretrizes. O fato de infringir as diretrizes deixa o seu website vulnerável a qualquer punição que o Google desejar aplicar.

Resultados com Compra de Links

Voltando a dúvida colocada no meu Formspring, onde um anônimo comenta que conseguiu rankings através da compra de links, eu digo mais, pode funcionar muito se feito “corretamente”.

É fato que o Google tenta detectar estes links através de algoritmos sofisticados, mas convenhamos, quem conseguiria apontar algum link comprado dentro de uma página de conteúdo. Qual a propriedade você tem em dizer que um ou alguns links publicados por diversos autores são links pagos? Não dá. Me desculpem a honestidade, mas não dá.

Reflita sobre a seguinte estratégia: você possui 10 páginas que focam 10 palavras-chave. Você compra 20 links para cada uma, sendo que dos 20 comprados, apenas 5 são com o texto âncora exato, 5 são variações do texto âncora exato e os outros 10 giram ao redor do título do artigo, “clique aqui” ou “leia mais”. Qual algoritmo detectaria se estes links vierem de fontes confiáveis? De websites renomados no mercado? Não dá, novamente digo, com a tecnologia que possuímos, não dá.

Os resultados são temporários dizem uns. Os resultados não existem dizem outros. Para mim os resultados existem a partir do momento que você consegue colocar a sua idéia em prática. Reflita no seguinte: meus rankings sobem se eu ganhar X links de Y domínios diferentes?

Tudo em compra de links se resume a quanto você é inteligente e qual o tamanho da sua conta bancária. Você tem a estratégia e o dinheiro, é possível. Se você tem apenas o dinheiro, você irá cair no caso das empresas citadas lá no início do nosso artigo.

Ética e Conclusões

É importante entender que este artigo não foi feito com o objetivo de “vender” a idéia de compra de links ou dizer que apóio esta estratégia. Meu ponto é que esta é uma estratégia de alto risco, onde o Google está cada vez mais aprimorando os seus algoritmos e ainda existem os concorrentes que podem te denunciar. É algo arriscado e, em muitos casos, pode violar a ética que muitos profissionais possuem.

Eu, particularmente, prefiro e endosso o trabalho de link building fora da compra de links. Gosto de correr o menor risco possível. Deixo essa como a minha recomendação para o assunto: o risco não vale a pena.

Créditos da imagem para velo_city.