Você já tentou passar por um aeroporto com 2000 cigarros escondidos dentro da mala? Qual o segredo para passar despercebido?Agir naturalmente. Podemos dizer que o Sandbox funciona mais ou menos assim. Se você chamar muita atenção, por exemplo, se fizer um site e em uma ou duas semanas ele já tiver centenas de páginas, provavelmente o Google irá desconfiar que houve manipulação e você não passará pelos filtros.

Diretórios: cadastre seu site em um ou outro diretório (que sejam confiáveis). Se o site com uma duas semanas de existência estiver aparecendo em milhares de diretórios, isso com certeza vai parecer suspeito.

Links com âncora indêntica: se você quer aparecer em primeiro lugar para a keyword Agência Mestre, não adianta cadastrar em milhares de diretórios e social bookmarks seu site/página com a mesma âncora. Você talvez suba muito rápido nos rankings e acabe caindo no Sandbox. É preciso ter paciência e agir naturamente

Links pagos: você pode adquirir links pagos para subir nos rankings. Porém, como as dicas anteriores, isso deve ser feito de maneira discreta, deve-se adquirir os links devagar e com muito cuidado para não cair e ficar cerca de uma ano no “dark place”.

Troca de links: enviar emails e propor parcerias com sites relacionados pode ser uma boa idéia para conseguir alguns links. Porém, nem todos os seus links devem ser trocados para não causar suspeita.

Resumindo, para não cair no Sandbox é preciso conseguir links de qualidade (conquiste a blogosfera, como disse o Matt Cuts), ter um bom conteúdo e agir naturalmente. Vale lembrar que um site novo dificilmente disputará primeiras posições para keywords mais competitivas, portanto, não se afobe. Se você pretende gastar muito tempo fazendo sites, é melhor se empenhar em mais de um projeto do que ser afobado e acabar caindo no Sandbox.

Esse é um assunto em que há bastante divergência de opiniões , portanto se você gostou do artigo, ou se não concorda com alguma coisa, deixe sua opinião. Veja mais sobre SEO e posicionamento de sites aqui! Até a próxima!