O surgimento das Redes Sociais ganhou destaque no Brasil em Janeiro  de 2004 com a criação do Orkut, idealizado pelo turco Orkut Büyükkökten, funcionário do Google na época. Foi a primeira rede social a fazer sucesso no país.

O Myspace foi a primeira rede social a se tornar mundialmente famosa e hoje conta com 110 milhões de usuários em todo mundo, o Myspace além de ser uma rede social possui um blog totalmente personalizável, onde é possível escrever posts, adicionar, vídeos, fotos e músicas.

A rede social Facebook nasceu em 2004, mapeou toda sua rede pela internet, começou oferecendo soluções de relacionamento para universitários e está conquistando uma grande parcela do mercado, já conta com 58 milhões de usuários e está brigando por cadastros de novos internautas diretamente com o myspace.

Atualmente o Orkut ainda é líder no Brasil com 60 milhões de perfis e a quantidade de usuários cresce a cada dia, devido à necessidade que as pessoas têm de se comunicar de se expressarem.

Recentemente foi lançado o Ning, um serviço que permite qualquer pessoa criar sua própria rede social na internet com direito a URL própria, controle detalhado dos membros, além de opções para o envio de fotos e vídeos. O usuário ainda pode escolher recursos na ferramenta de criação da rede, como blogs e fóruns e usar o RSS para divulgar as novidades.

O Google  acabou de lançar o Google Friend Connect que possibilita qualquer pessoa com um conhecimento básico em HTML criar uma rede social diretamente em seu site, mesmo não tendo tantos recursos quanto o Ning, o Google tem a vantagem da praticidade e acessibilidade a seu favor.

As Redes Sociais não surgiram com a tecnologia, há tempos nossa sociedade é subdividida em grupos sociais, o próprio nazismo foi uma rede social que reunia membros específicos com uma ideologia em comum, assim como os hippies que também formaram suas próprias comunidades.

As Redes Sociais nasceram para integrar membros com interesses e ideologias ligados pela relevância de um determinado assunto e para proporcionar integração e interatividade através de comunicação e compartilhamento de conteúdo.

O Homem é um ser social por natureza, o ser humano tem a necessidade de se comunicar socialmente e conviver em uma sociedade organizada através de regras e hierarquias.

Recentemente as empresas têm descoberto o poder das redes sociais e a força de campanhas publicadas em redes sociais, empresas como o UOL e NET já investem em redes sociais com anúncios de links patrocinados no Orkut, por meio da rede de conteúdo do Google, oferecendo um serviço relevante a um público adequado.

A Publicidade em redes sociais é ideal para focar a comunicação em um público alvo específico e altamente segmentado, as redes sociais não podem ser vistas pelas empresas como apenas um canal de publicidade e sim como um canal onde as empresas possam estabelecer uma comunicação para se relacionar e se aproximar de seus consumidores.

As redes sociais devem ser segmentadas por relevância de acordo com seu “target”, o sucesso das campanhas depende de quanto o  anúncio irá atender ou despertar a necessidade de cada consumidor.

Segundo uma pesquisa realizada através do instituo de pesquisa IBOPE/NETRATINGS o “impacto” da publicidade em redes sociais é 500 vezes maior do que em outras mídias, o que demanda cautela na hora de elaborar  a campanha, pois uma rede social é acima de tudo um fator influenciador e seus membros são formadores de opinião.

Não sabemos o futuro da sociedade, mas o futuro da comunicação, sem dúvida está nas redes sociais!