Se você quer voltar a impactar as pessoas que já passaram pelo seu site, vai adorar este vídeo da Mestre TV. Nele, nosso CEO, Fábio Ricotta, explica como você pode estruturar melhor uma campanha de remarketing dentro do Google AdWords. Confira!

Saiba como utilizar o remarketing

Provavelmente você já sabe que o remarketing é um tipo de publicidade com a qual impacta novamente quem visitou o seu site, certo? Mas sabe quando exatamente deve fazer isso?

De acordo com o Fábio, essa estratégia pode ser usada para divulgar novamente um produto, algo que é muito recomendado para e-commerce, para anunciar um novo curso online, por exemplo, e em diversos outros casos.

Porém, é importante que saiba que o remarketing consiste muito em saber onde o prospect ou o lead está, e é exatamente aí que o Google AdWords entra na jogada.

Estruture sua campanha de remarketing no AdWords

Essa ferramenta do Google tem duas fontes muito úteis para impactar as pessoas através do remarketing.

Uma delas é chamada de Rede de Display, que é composta por todos os parceiros de conteúdo do Google (como os do AdSense), e a outra é o famoso YouTube, que tem muitos usuários vendo vídeos todos os dias e, portanto, é um excelente meio para impactar pessoas.

Mas, para que essas campanhas de remarketing apresentem bons resultados, não basta usar essas fontes. É preciso saber como fazer isso. Portanto, confira algumas dicas especiais:

1. Trabalhe com banners

Dentro da Rede de Display, você pode trabalhar com vídeos. Porém, o Fábio recomenda que o foco seja mantido nos banners de vários formatos. Aliás, é indicado que utilize um modelo versátil, que possa ser replicado em todos os tamanhos.

Isso é importante porque cada site escolhe os tipos de banners que irá utilizar. Então, quanto mais variação você tiver, mais pessoas poderá alcançar.

2. Use outro argumento de venda

Lembre-se que o banner da campanha de remarketing é especial. Ele precisa ser diferente e melhor que o anterior, pois se a pessoa não converteu antes, dificilmente converterá com a mesma chamada.

Portanto, use um novo argumento de venda, citando outra dor do público-alvo. Só não desperdice essa nova chance!

3. Faça vídeos atrativos

Caso prefira fazer campanhas de remarketing no YouTube, a recomendação do Fábio é que você grave vídeos atrativos e com o intuito de estimular a compra.

Poucos utilizam esse canal porque demanda gravação, mas isso pode ser resolvido com um celular ou uma câmera simples. O YouTube é uma rede muito grande, e se você puder utilizá-lo, certamente terá bem mais conversões.

4. Cuidado ao criar o público

Ao criar uma campanha de remarketing dentro do Google AdWords, é você que define o público a ser atingido. Existem várias opções, mas a que o Fábio mais gosta e recomenda é a extração de público do Google Analytics.

Caso não saiba, o Analytics permite que você selecione e transfira todos que visitaram a sua página de serviços para o AdWords. Lá, você consegue pegar esse grupo e ligá-lo tanto à Rede de Display quanto ao YouTube.

A melhor parte é que, no AdWords é possível ver quais dessas pessoas estão na Rede de Display e no próprio Youtube, o que lhe guia até a melhor fonte para a sua campanha de remarketing.

5. Foque na conversão

Pode parecer óbvio, mas é muito importante que você sempre foque a conversão. Como dica, pode extrair números do Google Analytics, a fim de estabelecer suas metas e o direcionamento das suas campanhas. Isso vai te ajudar a ter um melhor controle de retorno sobre investimento.

Aliás, por falar nisso, confira o episódio 105 da Mestre TV e descubra como calcular o ROI de campanhas online!