Facebook Ads: Você Anuncia?

Facebook: anúncios que valem?

Olá, amigos da Agência Mestre!

Confesso que estava devendo uma volta neste tema que abordei apenas no início de nossa coluna, em setembro. De lá pra cá, muita coisa mudou no cenário dos Ads do Facebook. A própria rede social tornou-se bastante popular entre os brasileiros, cresceu fortemente em usuários e ganhou notoriedade. Consequentemente, não demorou para que a área de propaganda fosse mais explorada por quem já estava no meio.

Os Ads no Brasil estão caminhando devagar. Segundo estatísticas do SocialBakers.com, temos um cenário interessante, com preços relativamente baixos para o investimento. Atualmente, o CPC médio no Facebook gira em torno de US$ 0,58, enquanto o CPM está na casa de US$ 0,25. Estes valores colocam o Brasil na 47ª posição no ranking de ads na rede.

Fazendo uma pesquisa rápida na configuração dos anúncios dentro da rede social, podemos observar a quantidade de usuários que podemos atingir com uma campanha bastante abrangente: 17.611.180 perfis. Trata-se do atual número de pessoas usando o Facebook no Brasil (certamente já terá subido no momento em que estou escrevendo novas linhas deste artigo).

Aliás, falando em nossa comunidade, ontem levantei uma pesquisa simples na rede social. Utilizando o Facebook Questions, perguntei aos nossos usuários sobre o uso dos Ads para saber um pouco mais sobre o interesse de cada um. Eis um panorama até aqui:

Pesquisa Agência Mestre sobre Ads

Quando a enquete começou, a opção de “continuo anunciando” estava na frente. Fiquei um pouco surpreso, pois vejo poucos comentários da comunidade a respeito dos Ads. Aos poucos a situação se inverteu e a grande maioria ainda não experimentou a ferramenta, mas confessa que poderá executar uma ou outra campanha para testar sua eficiência. Conclui que falta um empurrãozinho para que estes duvidosos possam dar o primeiro passo rumo aos Ads do Facebook.

Que tal alguns esclarecimentos básicos pra começar?

CPC ou CPM

Quem já está familiarizado com links patrocinados e outro tipo de pubilicidade online vai entender este tópico. O Facebook Ads permite duas maneiras de se pagar pela publicidade colocada na rede. A primeira é o CPC, custo por clique, e a segunda o CPM, custo por mil impressões. São duas formas distintas, que têm suas ocasiões para serem escolhidas.

O CPC é a maneira mais tradicional onde cada clique de um usuário sobre seu anúncio gera o custo do valor determinado na configuração da campanha. O CPM cobra apenas quando tal anúncio atingir a milésima impressão no Facebook, ou seja, quando ele aparecer mil vezes para o público alvo.

O Custo por Clique é indicado em 80% dos casos. Geralmente, quem anúncia online quer provocar o usuário a executar uma determinada ação (comprar, preencher um formulário, curtir, registrar, baixar um arquivo, etc…). O Custo por Mil impressões já tem um tom mais informativo, com anúncios que mostram uma determinada ação programada, um evento, uma novidade da marca. Algo que estimule a curiosidade do usuário e desperta a atenção para conhecer um pouco mais posteriormente.

Segmentação total

Como já dissemos no outro artigo, a possibilidade de segmentar o público é o grande trunfo do Facebook Ads. Escolher atingir fãs ou não-fãs, que região estão, qual a faixa de idade e sexo, que tipo de interesse curte e quais páginas de nicho estão inseridos são algumas das opções.

Configurações de segmentação do Ads

O legal de tudo isso é que o Facebook lhe dá, automaticamente, a quantidade de pessoas que você vai atingir com aquelas configurações escolhidas.

Cadê o Real?

Quando começou, o Facebook Ads permitia investimentos apenas em dólares e euros. Com o tempo e popularização, várias moedas entraram como opção para os usuários. No entanto, ainda falta nosso Real. Talvez esta situação espante alguns usuários por conta do crédito internacional.

Opções de moeda no Ads

Desta lista, alguns países estão no top10 de usuários do Facebook. Se continuar em crescimento constante, facilmente o Brasil deverá ter sua moeda postada como opção.

Outro indício é a instalação de um escritório oficial da empresa aqui em São Paulo. Aos poucos, as práticas costumeiras pelo mundo deverão ser aproveitadas aqui em nosso país.

Faça o Teste

Siga a tendência da enquete que promovemos, faça um teste inicial com o Facebook Ads. O crescimento de usuários no Brasil é tremendo e favorece mais opções de acesso.

Se preferir, apenas sonde a ferramenta para analisar se seu nicho vale a pena. Configure as opções que lhe cabem e observe o retorno do Facebook para ver a quantidade de usuários. Assim poderá filtrar e verificar se seu dinheiro será bem gasto na rede social.

Como ajuda, prometo contribuir sempre com artigos de Ads nesta coluna, intercalando com os outros temas. Acredito que é um assunto que crescerá bastante nos próximos meses, exigindo maior atenção e explicação para todos vocês.

Um abraço e até a próxima.

Crédito da imagem: Vator.tv

Receba Dicas Para Ter Sucesso nas Redes Sociais

Cadastre seu e-mail para receber dicas incríveis para potencializar seus resultados!
Divulgue este artigo

20 Comentários para “Facebook Ads: Você Anuncia?”

  1. Henrique

    Ótimo artigo.

    Pela esperiencia que tive o Facebook da muito + resultado que o orkut. Por isso indico para quem teve péssimas experiências anunciando no orkut tentar o Facebook.

    Responder
  2. André Luiz

    Bom post. Muito legal a iniciativa de promover os Social Ads do Facebook! Principalmente considerando as novas opções de formatos que vem surgindo a cada dia.

    Desde de que descobri as possibilidades de segmentação do Facebook, minha empolgação inicial foi abalada quando percebi que pouquíssima gente “curtia” (dá um like) as coisas de fato aqui no Brasil.

    A segmentação demográfica (sexo, idade, etc) está lá, assim como a classficação entre Fãs e não fãs. Isso tudo já é um mega diferencial.

    Mas as possibildiades de curtir pessoas por interesses e segmentar a mensagem de acordo com isso ainda é muito subutilizada.

    No ano passado vi algumas movimentações do Facebook para desenvolver outras formas de classificação dos usuários e até fiz um post no meu blog (http://www.alemdobanner.com.br/midias-sociais/o-facebook-esta-fazendo-de-tudo-para-conhecer-voce-melhor/)

    Mas admito que não sei como está a coisa hoje.

    Ique, você por acaso tem algum dado sobre a penetração dos “likes” em geral na audiência do facebook?

    Responder
  3. Felipe Carvalho

    Ique,

    eu estou começando a estudar o Facebook Ads – esse é o primeiro texto que leio sobre o tema – e gostaria de saber (não vi isso explicitado nesse artigo): para anunciar no Facebook a empresa precisar ter um perfil nesta rede social?

    Agradeço antecipadamente!

    Responder
  4. Luís Felipe Cota

    Muito legal a matéria.

    O Facebook Ads tem muita coisa a melhorar, falta uma MCC, a possibilidade de ter duas fontes de faturamento para um mesmo perfil, estatísticas de conversão na própria dashboard, códigos de rastreamento, mas tá caminhando.

    A hora que grande parte do nosso tráfego passar pelo Face com tudo certinho, segmentação, likes, kill adwords, rs..

    Responder
    • Ique Muniz

      Olá, Cota!

      Poisé. O Ads do Facebook ainda tá em estágio de crescimento. Mas não demorará pra chegar num nível aceitável de competição com o Google em termos de operação e configuração.

      Responder
  5. Rodrigo Mensus

    Bom artigo.

    O maior problema na minha opião de anunciar no facebook é o direcionamento que o sistema dá para seus anuncios. O posicionamento é completamente aleatório, por exemplo vejo várias vezes na mesma coluna de anuncios: anúncio de sapatos, viagens, promoção em restaurante e promoção em loja de informática.
    Ainda não vejo anuncios focados para o mesmo nicho, como ocorre no adwords.

    Responder
  6. @andredemoraes

    Estamos utilizando o Facebook Ads com grande frequência nas campamhas de marketing digital realizadas pela Tuddo Web e o sucesso tem sido muito grande, superando o Google AdWors, em algins casos. O poder de segmentação é fantástico e se a campanha for bem planejada, dá pra fazer um bom trabalho até mesmo com um orçamento baoxo. Recomendo…

    Responder
  7. Rafael Halfeld da Silva

    Ique Muniz

    Simplesmente sensacional esse artigo , conheci este website através de uma amiga, e estou em um projeto de Rede Social, ao fim do projeto provavelmente usaremos anúncios no Facebook. Esperarei ansioso para seu próximo post relacionado a anúncios.

    Abraços

    Responder
    • Ique Muniz

      Olá, Rafael.

      Que bom que você conheceu nosso trabalho e tenha curtido.
      Espero colaborar com o passar das semanas e pode deixar que trarei novidades dos Ads também!

      Responder
  8. Francielli Araújo

    Olá pessoal, gostaria de tirar uma dúvida sobre a publicidade no Facebook. O Facebook, faz emissão de Nota Fiscal no Brasil? Caso sim como é feito a emissão da nota? Caso não, o que pode ser feito para comprovar sobre o pagamento? Para questões de impostos e etc… O Google eu sei que faz emissão de nota e o Facebook?

    Responder
    • Henrique de Souza Piñeiro

      Facebook apesar de sede em SP – emite Invoice. O correto era emitir Mod. 21.

      Responder
  9. Jorge Ferreira

    Somos uma empresa de Rent a Car em Portugal.Temos pagina no Facebook e estamos a preparar o nosso inicio em Facebook Ads. para o Brasil.
    Se poderem ajudar com dicas de orientação agardeço.

    Responder
  10. Juliana

    Oi Ique, tudo bem?

    Gostaria de saber maiores informações sobre o seguinte. Já procurei em diversos artigos, porém não encontrei. Com relação ao pagamento dos anúncios. Cada vez que o anúncio for criado, deverá ser pago um valor? Na verdade, criamos um anuncio e ele nos solicita a forma de pagamento, isso se dá com todos os anúncios, ou podemos re-editar o mesmo anúncio várias vezes?
    Fico no aguardo de uma resposta.

    Beijos
    Ju

    Responder
    • Ique Muniz

      Juliana, o Facebook pede o pagamento com Cartão para computar depois de um período os cliques que foram feitos na sua campanha. Você coloca primeiro um orçamento diário, para limitar o que é gasto num dia em termos de clique. Sua campanha para depois que esse orçamento diário é atingido.

      E voce pode trocar facilmente esses valores. Ou limitar um preço máximo e um período máximo pra sua campanha funcionar

      Responder
      • Juliana

        Olá Ique, bom dia.

        Gostaria apenas de saber se caso eu queira criar outros anúncios, com outra campanha, da mesma conta…será necessário um novo pagamento?
        Ou…o pagamento é único e eu posso adicionar novas campanhas e novos anúncios numa mesma conta?

        Fico no aguardo.

        Responder
  11. Leandro Cosas

    Olá Ique, parabéns pelo post.

    Sempre te acompanho nos MestreCasts, apesar de ser o apresentador, você sempre traz dicas bacanas também.
    Fiz uma vídeo aula há um tempo atrás explicando (passo-a-passo) como anunciar no Facebook. Caso queira manter o link, segue: Vídeo aula como anunciar no Facebook.

    Grande abraço e obrigado!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>