Como Tirar Proveito do Novo Rec6

{+}Olá assinantes da Agência Mestre,

Neste último fim de semana, o Rec6 mudou toda a sua estrutura assim como o seu domínio, passando do domínio http://rec6.via6.com para http://rec6.com. Na questão de estrutura, o sistema foi trocado, dando um novo visual e um novo sistema de classificação baseado em cliques. Diante disto, resolvi testar o novo Rec6 e percebi uma excelente oportunidade.

Rec6

Para quem ainda não conhece, o Rec6 é uma importante rede social “digg-like” que possui diversos usuários e direciona um bom tráfego para websites de tecnologia. Para falar em números, ela é a terceira rede social digg-like que mais traz tráfego para a Agência Mestre, perdendo apenas para o diHiTT e Uêba. Nestas redes sociais, a importância de estar classificado na primeira página é crucial, pois você consegue mais uma exposição da sua notícias, angariando mais visitantes e também consegue uma quantidade de juice maior, visto que um link na página inicial destas redes sociais é muito valioso. Por isto, estar bem posicionado no Rec6 é bem interessante.

O Sistema de Classificação

O novo sistema do Rec6 tem como base 2 tipos de dados, a quantidade de cliques em uma determinada notícia e o tempo que esta notícia está no índice da rede social. Baseado nestes dois fatores, as notícias são classificadas como relevantes ou não para a primeira página.

Um ponto importante que ainda não consegui detectar bem é se os comentários também influenciam na classificação das notícias, pois como a rede social foi alterada nos últimos dias, não podemos inferir se este também é um tipo de dado do sistema de classificação.

Como Tirar Proveito?

Uma das grandes novidades desta versão do Rec6 é que ele te dá a possibilidade de encurtar a sua URL e através desta URL eles conseguem fazer o tracking de quantas pessoas clicaram na URL.

Utilizando o Twitter

Como sabemos, uma das grandes formas de divulgação de conteúdo na Internet hoje é através do Twitter. Caso você tenha uma quantidade de seguidores considerável, basta escrever um tweet e enviar a URL encurtada pelo Rec6, desta forma, a cada clique gerado por um seguidor seu, este valor será agregado ao sistema de classificação do Rec6. Veja um exemplo abaixo:

twitter-fabioricotta

Utilizando Outras Redes Sociais

Como sabemos, realizar a divulgação das nossas notícias em outras redes sociais pode nos ajudar a conseguir diversas visitas. Dado isto, a idéia aqui é divulgar a sua notícia através da URL do Rec6. Como mostrei acima no caso do Twitter, o Rec6 lhe dá uma URL encurtada do tipo “http://rec6.com/Az” e você irá enviar esta URL para as redes sociais. Por exemplo, você irá divulgar a sua notícia no diHiTT e Linkk utilizando esta URL: http://rec6.com/Az.

Uma boa fonte a se considerar aqui é o Orkut. Caso você tenha uma comunidade ativa no seu segmento, basta você contribuir com a comunidade diretamente pelo link fornecido pelo Rec6.

Uma observação final é que as URLs encurtadas do Rec6 estão fazendo redirecionamento 302, o que pode prejudicar na passagem de juice, mas este problema já será resolvido pelo time de programação da rede social.

Espero que tenham gostado desta dica e até a próxima.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

2 Comentários para “Como Tirar Proveito do Novo Rec6”

  1. Castro

    A única dificuldade desta técnica tanto usando no twitter quanto no orkut é que você tem que ser “influente” de certa forma para que muitas pessoas cliquem em seu link …

    Fora isto me parece muito boa

    Responder
  2. rumbo

    Estou com uma dúvida referente a parte de encurtar o URL, por exemplo, tentei encurtar a seguinte URL para fazer um teste http://rec6.com/links/ilha-do-mel
    Se der uma olhada ficou escrito a palavra LINKS no meio do endereço, como faço para criar uma URL sem esta palavra?

    Obrigado pela ajuda!!!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>