Você já ouviu falar sobre “marketplace“? Saiba que essa é uma excelente forma de expor os produtos da sua loja virtual para atingir um público ainda maior. Para saber tudo sobre o assunto, basta dar o play no vídeo abaixo:

O Que é Marketplace?

Se você tem ou já pensou em ter uma loja virtual, o marketplace pode ser uma interessante fonte de aquisição de novos clientes para você. Basicamente, o marketplace é um lugar onde o dono de um e-commerce pode incluir seus produtos, deixando-os disponíveis para serem comprados, em um lugar que não seja apenas na sua loja virtual.

Hoje em dia existem vários exemplos de Marketplaces, como por exemplo: Extra, Walmart, Submarino, dentre outros. Nesse caso, além dos produtos que essas lojas virtuais têm, eles permitem que outras lojas parceiras vendam produtos dentro de seus sites.

Você pode estar se perguntando: “por que eu colocaria os produtos da minha loja virtual dentro do extra.com.br, por exemplo.” Simplesmente pela visibilidade. Esses e-commerces recebem, diariamente, milhares de visitas. Dessa forma, seus produtos alcançariam muito mais pessoas na internet. Até mesmo o Mercado Livre pode ser considerado um Marketplace, uma vez que as pessoas acessam o site e pesquisam por produtos. Esse modelo, é o que chamamos de “ganha ganha”. Ou seja, ganha o pequeno lojista que consegue mais exposição, o cliente ganha, pois terá mais opções e o Marketplace ganha porque consegue oferecer uma gama maior de opções a seus clientes diretos.

Portanto, se você tem um e-commerce de pequeno ou médio porte, é muito interessante você ficar de olho nessa estratégia, a fim de potencializar seus resultados. Vale lembrar que essa é apenas uma das coisas que você precisa fazer para aumentar as vendas da sua loja virtual.

Cuidados ao Escolher um Marketplace

Uma das coisas que você precisa ficar atento antes de incluir seus produtos em um marketplace, é observar qual será o seu lucro final, ou seja, retirando sua margem de lucro sobre a venda do produto e sobre a taxa que o marketplace cobra, quanto sobra no seu bolso. Para entender mais detalhes sobre a forma com que o lucro deve ser analisado, dê o play no vídeo abaixo:

Normalmente, os marketplaces ficam com 20% do valor dos produtos vendidos. Por isso, é muito importante que você avalie se o tipo de produto que você quer disponibilizar vai ter gerar lucro, após todas as deduções serem realizadas. Assim, você evita prejuízos e rombos no seu orçamento.

O grande ponto que precisa ser avaliado, é que em alguns cenários e para alguns tipos de produtos, não vale a pena entrar de cabeça no mundo do Marketplace. Avalie sempre o seu lucro final, para não perder dinheiro.

Qual Estratégia Utilizar?

Primeiramente, selecione os produtos que te trazem grandes margens de lucro, pois ao anunciá-los em um marketplace, você sempre terá a garantia de ficar com um saldo positivo. Foque nos produtos que geram mais vendas dentro do marketplace e suba essa listagem de produtos mais vendidos como uma campanha no Google Shopping. Uma vez que você sabe quais são os produtos mais vendidos, o anúncio no Google Shopping irá potencializar suas vendas.

Geralmente, o marketplace cria campanhas de Facebook Ads e Google AdWords para exibir os produtos visitados nessas mídias. Assim, você consegue ter uma boa noção dos produtos que performam bem no AdWords. Outro ponto que você também pode testar, é verificar quais produtos têm melhor desempenho na sua conta de AdWords e incluí-los na plataforma de marketplace. Utilizar essas estratégias é uma forma de otimizar seus resultados.