Olá! Seja bem-vindo a mais um episódio do Mestre TV! Hoje o Fabio Ricotta vai falar sobre imagens em lojas virtuais.

Quer entender como funciona? Então continue lendo este artigo para aprender!

Como fazer a gestão da imagem em lojas virtuais pensando em conquistar mais acessos?

Toda loja virtual tem imagem de produto, ou pelo menos deveria ter, pois é por ela que o usuário vai ver se ele realmente gosta daquele produto.

Seja uma loja de roupas, de produtos para pets, ou de qualquer outra coisa, o cliente vai olhar. E quanto mais fotos e definição melhor: resolução, qualidade e ampliação da imagem podem fazer uma grande diferença.

Origem dos acessos

Quando você utiliza imagens na loja virtual, normalmente os acessos vêm do Google ou do Pinterest. Ambas as plataformas possuem um sistema de busca que funciona pela captação das imagens.

Enquanto o Pinterest é uma ferramenta só para fotografias, o Google tem uma aba que permite filtrar esse tipo de informação. Entretanto, dependendo da busca, principalmente quando se trata de produtos, ele adiciona as imagens desses itens na página tradicional de resultados.

Inclusive, recentemente, o Google adicionou uma tag para sinalizar que aquela imagem trata-se de um produto que você comprar, o que é muito interessante para lojistas.

SEO para imagens em lojas virtuais

Você pode até ter dificuldades para criar conteúdos para o e-commerce, ou mesmo para criar tags para o Google Ads, mas a imagem é parte do seu dia a dia. As recomendações de imagem são sobre algo que estão 100% no seu controle e que não é preciso contar com a ajuda externa de um especialista.

Veja só alguns pontos de SEO para imagens em lojas virtuais que precisam de atenção!

Imagens grandes

Cuidado ao subir as imagens muito grandes, pois além da demora de tempo de carregamento, o Google vai perceber que a sua página é lenta e isso vai fazer com que você conquiste menos acessos.

Você pode fazer uma compactação da imagem para que ela não perca a qualidade, mas não seja muito pesada.

Além disso, dependendo da sua plataforma, é possível subir vários tamanhos de fotos. A tecnologia do site vai verificar o navegador da pessoa e a dimensão da tela e carregar, automaticamente, a que melhor se adapta.

Nomear as imagens

Supondo que você irá postar a imagem de um caderno da Tilibra com a capa dos Vingadores, ao invés de colocá-las diretamente com o nome padrão da câmera, que não representa nada, o Google vai ter que processar a foto para entender do que se trata.

Por outro lado, se você a nomeia como “caderno-tilibra-vingadores”, as ferramentas vão entender o conteúdo da foto antes mesmo de abri-la.

Texto alternativo

Ao subir uma imagem na maior parte das plataformas, você encontrará a opção do texto alternativo. Ele é um código de HTML que diz às ferramentas de leitura do que a imagem se trata, caso não seja possível carregá-la.

Os leitores de tela e os robôs de busca também leem esse texto para identificar o conteúdo e conseguem impulsionar melhor a sua loja nos resultados.

Caso você faça o upload de mais de uma imagem do mesmo produto, explique no texto a diferença de cada uma delas (o ângulo, por exemplo).

Marcação de dados

Como eu já disse, o Google adicionou uma tag de compras em imagens que são de páginas de produto no vertical de resultados.

Você consegue fazer essas marcações para definir que determinada foto é a do item à venda. Assim, o robô de busca consegue compreender a informação.

CSS x In Line

Ao inserir a imagem no HTML, existem duas formas de fazê-lo:

  • in line: você coloca o código diretamente no HTML da página;
  • CSS: o espaço é desenhado para definir qual o local da imagem.

A recomendação é que seja utilizado o In Line!

Domínios externos para imagem

Há quem use servidores que são separados de sua loja, mas o Google vai obter as informações daquele domínio externo e vai utilizá-lo para o rankeamento ao invés da sua página.

A longo prazo, você perde potenciais visitantes em seu site. Por isso, você precisa do seu domínio e do seu site.

O que fazer para começar?

Supondo que você já tenha uma loja com quatro mil produtos, mas não possua imagens em nenhum deles, não é preciso começar a fotografar um por um.

É possível começar a adotar essa medida para os novos itens e, aos poucos, você irá perceber que seu site está cheio de fotos. Inclusive, se preferir, escolha os produtos mais vendidos e invista em algumas imagens.

Esse foi o Mestre TV de hoje! Caso queira saber mais sobre marketing digital, continue lendo o blog da Agência Mestre!