Marketing Digital

O que é a Economia da Arbitragem e como ela se Aplica ao Marketing Digital?

Por Raquel Pereira

Descubra porque as agências digitais fazem parte da Economia da Arbitragem e como essa operação funciona.

Raquel Pereira

Um dos modelos econômicos de maior destaque atualmente é a economia da arbitragem, ou economia de compartilhamento como é visto em algumas literaturas.

Basicamente, esse modelo econômico começou a difundir-se no dia a dia dos consumidores por meio de grandes soluções de prestação de serviços, como a Uber e o Airbnb.

No entanto, essa metodologia está presente em diversos outros segmentos, inclusive no Marketing Digital! Entenda neste artigo como as agências de marketing digital adotam a economia da arbitragem:

  • O que é a Economia da Arbitragem?;
  •  Como o conceito da Economia da Arbitragem é utilizado no marketing digital?;
  • E como as agências digitais lucram no modelo de economia da arbitragem?;
  • Descubra como escalar a operação da sua agência com o Agência10x!

O que é a Economia da Arbitragem?

Em termos financeiros, a economia da arbitragem refere-se a uma operação de compra e venda a valores negociáveis, envolvendo a exploração de diferenças de preço de um mesmo ativo em diferentes mercados para obter lucro.

Economia da Arbitragem: O que é?

Segundo algumas literaturas, a convergência de preço é o que mede a eficiência do mercado nesse modelo econômico; ou seja, quanto mais rapidamente a diferença de preços é eliminada, mais eficiente é o mercado.

No entanto, existe um modelo de arbitragem de mercado. Nele, as empresas que prestam serviços utilizam do conceito de diferenciação de preços para oferecer soluções de serviços, terceirizando sua operação.

Exemplos de empresas que inovaram com o modelo de economia da arbitragem

Nesse sentido, o exemplo mais comum que identificamos no dia a dia é a Uber.

A Uber é uma empresa conhecida pelo sistema de economia colaborativa, ou economia compartilhada; ela não possui uma frota de carros para atender aos seus clientes, como uma empresa de táxis.

O diferencial da Uber é: ela conecta pessoas que possuem uma necessidade – nesse caso, de locomoção – com pessoas que podem atender essa necessidade, os motoristas. 

Ou seja, o aplicativo da Uber atua como um intermediário entre um cliente que procura um serviço e um prestador; e como ela garante o seu lucro? Através da economia da arbitragem.

O valor cobrado para o cliente não é o mesmo que o repassado para o prestador de serviço, pois é daí que o Uber, o Airbnb e a Decolar – por exemplo – tiram o lucro da sua operação.

Como o conceito da Economia da Arbitragem é utilizado no marketing digital?

Quando pensamos no modelo de agências de marketing digital, precisamos entender que existem dois principais momentos na operação desse negócio:

  • Fase inicial: momento em que a sua agência digital está começando a se desenvolver no mercado – muitas vezes, contando apenas com você na operação (como chamamos aqui na Agência Mestre, uma “Eugência”). 
  • Fase de escala: momento em que você começa a adquirir mais clientes e precisa elevar sua operação a outro nível, adaptando novos serviços, contratando novos colaboradores, etc.

Tanto na fase inicial, quanto na fase de escala, é comum contar com o apoio de colaboradores/serviços terceirizados para ampliar a gama de serviços atendidos pela sua agência.

Seja porque, inicialmente, você não tem braço ou expertise em determinadas áreas para operacionalizar seus serviços e – então – busca o apoio de colaboradores terceirizados. Ou porque, durante a escala, você identificou áreas estratégicas da sua operação que podem ser terceirizadas para elevar sua entrega e diminuir seus custos.

Em ambos os casos, sua agência está atuando no modelo de economia da arbitragem.

Como o conceito da Economia da Arbitragem é utilizado no marketing digital?

As agências digitais, assim como a Uber e os demais exemplos que comentamos, atuam como um intermediário entre o cliente – que contrata um serviço de marketing digital – um prestador de serviços capaz de oferecer aquele resultado esperado.

Isso significa que toda a sua operação será sempre terceirizada? Não, mas você sempre tem a possibilidade de terceirizar parte dela. Além disso, você – enquanto dono de agência – pode contar com uma equipe interna que é composta por colaboradores que prestam esse serviço para você (independentemente do formato CLT ou PJ), o que novamente configura como um modelo de economia da arbitragem.

E como as agências digitais lucram no modelo de economia da arbitragem?

Assim como nos exemplos anteriores, as agências digitais lucram no sistema de economia da arbitragem por meio da diferenciação entre oferta e demanda.

O modelo permite que as agências lucrem com a diferença entre o valor pago ao profissional e o valor recebido do cliente.

Descubra como escalar a operação da sua agência com o Agência10x!

Quer descobrir como elevar a sua agência digital para o próximo nível?

Fazendo parte da comunidade do Agência10x, você aprende toda a expertise do nosso CEO, Fabio Ricotta, com aulas que vão te ensinar a precificar corretamente seus serviços, escalar sua operação e gerar mais clientes.

Além disso, você vai contar com o apoio de toda uma comunidade de donos de agências para compartilhar experiências e ensinamentos! Descubra agora como entrar para o programa clicando aqui.

LEIA MAIS

O que é Inbound Marketing? Aprenda tudo que precisa saber sobre essa estratégia

Leia o artigo e aprenda como atrair, converter e encantar clientes com técnicas atualizadas de Inbound Marketing.

Google Shopping: O Que é e Como Funciona?

Alavanque seu e-commerce com Google Shopping! Utilize a principal ferramenta de pesquisa de produtos do Google e conquiste mais clientes. Clique e saiba mais.

O que é SEM?

Entenda mais sobre o que é SEM, o conjunto de técnicas para melhorar o posicionamento do seu site nos resultados de busca!

Já pensou em fazer parte do nosso time de mestres?