Às vezes, você oferece um produto para uma pessoa e ela acaba não comprando. Daí, surge a dúvida: o problema é o seu produto, a pessoa ou a sua oferta? Para te ajudar nessa situação, o Fábio Ricotta, nosso CEO, gravou este vídeo para ensinar como criar uma oferta irresistível. Dê o play e confira!

No momento em que você faz uma oferta para um público e ela não funciona, existem algumas análises que você pode fazer para entender qual foi o problema. Para começar, é preciso pensar se  você trouxe o público certo para a sua oferta ou, no pior cenário, se você fez a oferta errada para o público errado.

Como identificar os problemas com a sua oferta

A melhor forma para saber onde está o erro é separar aquelas pessoas que chegaram até o checkout da sua campanha – ou seja, que percorreram todo o caminho mas não converteram – e tentar um contato por telefone, na melhor da hipóteses, ou até mesmo por e-mail. Pergunte diretamente para esse consumidor porque ele não comprou e quais foram os fatores determinantes para a recusa.

Só assim você vai sentir o que deu errado, principalmente quando a maioria das respostas não estiver relacionada com o preço.

Feito isso, você pode dar um passo antes e ir atrás das pessoas que chegaram até a sua oferta mas não foram até o checkout. Nesse caso, o procedimento é o mesmo.

Em ambos os cenários o objetivo é o de saber qual é a dor real do cliente que você não está conseguindo atender nas suas ofertas. A partir desse momento, você conseguirá entender melhor como o seu produto poderá ajudar esse público e o que colocar na sua oferta irresistível.

Faça uma pesquisa com a sua lista antes de criar a oferta irresistível

Um último recurso que pode ser usado para criar uma oferta é fazer uma pesquisa com o público. Pergunte para a sua lista de contato quais são os objetivos e os problemas que eles precisam solucionar. Como dica, use as perguntas do mapa da empatia para te ajudar a abordar essas pessoas. A partir das respostas, você criará a sua oferta.

Acredite, na maioria das vezes, o problema das ofertas é que elas não conseguem tocar exatamente na dor das pessoas que foram impactadas e por isso não têm sucesso. Por isso, pesquise os problemas, os objetivos e as metas do seu público. E saiba também se, de fato, um determinado grupo de pessoas está pronto para receber a sua oferta!

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário aqui no blog e aproveite para seguir o Fábio no Instagram e consumir os conteúdos exclusivos que ele compartilha por lá!