Como Comprar Link e Não Ser Punido?

Por Sandra Campos


{+}compra de linksComo já vimos em artigos anteriores, a compra de links pode ser considerada uma técnica Black Hat dependendo da maneira como é feita e, portanto, fica sujeita a punições pelos mecanismos de busca, prejudicando o posicionamento do seu site.

No entanto, links pagos podem ser considerados, também, uma forma de negócio na web: quando a compra é realizada com objetivo publicitário (e não visando melhoria nos rankings em pesquisas), ou seja, como forma de divulgação sem a intenção de manipulação do PageRank, a compra de links torna-se uma tática válida.

O Google, e demais buscadores, entre outros fatores, faz a análise da rede de links de entrada dos sites para classificá-los em um resultado de pesquisa. A quantidade e, principalmente, a qualidade dos links são fatores importantes nesta classificação, por isso, surgiram as atividades de compra e venda de links entre sites.

Contudo, isso não passa desapercebido e as Search Engines procuram sempre identificar sites envolvidos nesta atividade para não permitir a manipulação dos resultados de uma busca, o que acaba resultando em penalizações para os sites envolvidos no processo.

Mas o que pode ser feito quando o objetivo da compra de links é apenas para fins publicitários? Existem, sim, alternativas para que a compra de publicidade com links não seja mal interpretada por Search Engines e os sites não sejam punidos. Vamos ver algumas dicas importantes para que um site não receba uma punição indevida.

Uso do Atributo rel=”nofollow” na Tag <a>

Para os Links Pagos, é mais do que recomendado pelo Google o uso do atributo rel=“nofollow” para fazer o controle do link juice, mostrando aos buscadores que o link não deve ser seguido e que não há intenção de “passar PageRank” para a página referenciada.

Mesmo com as alterações de funcionamento do nofollow anunciadas recentemente, ele ainda é fortemente recomendado para uso em links comprados/vendidos.

Redirecionamento e robots.txt

Um método alternativo é utilizar uma página intermediária para redirecionar os links e bloquear o acesso de Search Engines a essa página através do arquivo robots.txt. Por exemplo:

  • Vendido link para siteA.com.br
  • Uso o link http://www.meusite.com.br/redirecionamento/www.siteA.com.br para direcionar os usuários
  • Adiciono a linha disallow: /redirecionamento no robots.txt

Para reforçar, pode ainda ser utilizado o nofollow no link.

Qualidade da Landing Page

É importante, também, considerar a qualidade da landing page deste link, tenha sido o link comprado ou vendido. Isto quer dizer que é indispensável que o site para onde o link está apontando tenha conteúdo relacionado ao texto âncora e, mais importante ainda, é que ele conteúdo relevante nesta página.

Tenha sempre links de qualidade nas páginas do site. Não esqueça de que a qualidade do link e do conteúdo também entram na avaliação dos sites que Search Engines realizam – Isso vale para o site que compra e para o site que vende links.

Conheça o Domínio de Venda

É muito importante você conhecer o domínio do site de onde irá comprar link. Alguns pontos sempre devem ser avaliados para que a compra realmente responda ao investimento.

A idade do registro do domínio, se o domínio já foi trocado, qual conteúdo o site disponibilizava anteriormente e se o domínio não está prestes a expirar são alguns dos pontos que devem ser analisados quando se pensa em comprar links.

Conhecer os links que o domínio recebe e fazer uma avaliação atenciosa sobre o conteúdo do domínio também é fundamental.

Saiba qual o PageRank do Site

Saber qual o PR do site é um bom termômetro para avaliação da qualidade do site. Claro que o PageRank não é tudo, mas, no mínimo, verificar se ele não é 0 ou unranked e se passou de 4 ou 5 já serve de indicação do valor do site. Aqui na Agência Mestre, nós disponibilizamos uma ferramenta gratuita para verificar o PageRank de páginas e domínios, confira!

SEO

Mesmo com todo o cuidado na compra de links, fica aqui a dica: evite a compra de links em qualquer site, e julgue criticamente se a landing page realmente precisa da compra de links.

Um descuido e o seu site pode ser prejudicado, perder qualidade e Trust, e tanto você quanto os visitantes do seu site sairão perdendo.

LEIA MAIS
Remover Página do Google: Métodos e Implicações

Remover Página do Google: Métodos e Implicações

De tempos em tempos a pergunta sobre como remover uma página dos resultados de uma busca do Google reaparece. Ao contrário do que a grande parte dos profissionais pode imaginar, simplesmente bloquear no robots.txt não é a única opção e nem é a melhor – por si só. Neste artigo, apresento soluções para diversas circunstâncias na remoção de conteúdo e a consequência de cada método.

SEO: Subdomínios ou Subdiretórios? O que é melhor usar?

SEO: Subdomínios ou Subdiretórios? O que é melhor usar?

Uma das dúvidas mais comuns na organização de arquitetura e estratégia de SEO é quanto ao uso de subdomínios e subdiretórios. Simplesmente não existe um opção que seja melhor em todos os casos, mas, pelo contrário, cada caso tem uma melhor solução e, em cada estratégia, ou subdomínio ou subdiretório podem se encaixar melhor. Neste artigo para assinantes, levanto os prós e contras de cada alternativa e mostro casos de uso de cada estratégia em diferentes situações.

Footprints – O que São e Como Utilizá-las

Footprints – O que São e Como Utilizá-las

Em um trabalho de link building uma das principais tarefas é entender o nicho que se está trabalhando e, em seguida, indentificar oportunidades de se ganhar links. É neste momento que podemos fazer uso de footprints, ou seja, marcas deixadas por sistemas ou gerenciadores de conteúdo. Neste artigo explicamos como utilizar estas footprints para lhe ajudar no trabalho de aquisição de links de qualidade.

Comentários
Deixe seu comentário abaixo