Como Comentar em Blogs – Grey Hat Link Building

Por Frank Marcel


{+}

Shh! Grey Hat Link Building

Coincidências a parte, na semana passada eu estive realizando algumas pesquisas de backlinks para identificar sites com possibilidade de incluir links e identificar estratégias diferentes de Link Building, e acabei encontrando mesmo: Uma alternativa inteligente, questionável e relativamente restrita de se fazer Link Building através de comentários em blogs.

Na minha pesquisa eu encontrei o seguinte comentário em blog estrangeiro:

I have a feeling that the crossing paths in front of South Hall (I’m rusty on the building names at Cal) may be more about baroque aesthetics than actual use, but it could be either. Baroque diagonal axes tend to be more useful than right angle paths.
I’m sure Christopher Alexander talks about pathways, in either A Pattern Language or the book about the university his team designed.

David Flores

Posted by: Flores at November 8, 2004 06:19 AM

Já deu para entender a inteligência da estratégia, certo? Tipicamente, o formulário de comentário em blogs tem os campos Nome, Email, Website e mensagem, como aqui na própria Agência Mestre:

Formulário de Comentário - Agência Mestre

E em todo sistema de comentários, o Nome inserido no formulário é usado como texto âncora para se criar o link para o Website inserido, de forma que quando o comentário é enviado e publicado, o autor recebe um link para o site em questão. Assim, quando eu comento na Agência Mestre, ganho links para o meu blog (www.frankmarcel.com) e tenho como texto âncora o meu nome:

Comentário na Agência Mestre

A questão é que para o meu blog pessoal, até é interessante ganhar link com o texto âncora “Frank Marcel”, mas quando eu faço comentários em outros blogs e utilizo como website a Agência Mestre, de nada adianta o texto âncora Frank Marcel. Âncoras interessantes seriam SEO, Otimização de Sites, Consultoria SEO e similares, ou até mesmo Agência Mestre.

SPAM em Comentários

Uma solução simples para isso é utilizar a keyword desejada como texto âncora certo? Certo, mas eu não recomendo, não faço isso e, tanto no meu blog, como na Agência Mestre, comentários enviados com uso de texto âncora otimizado são prontamente marcados como SPAM, afinal, é óbvio que prover um bom comentário não é o foco, como acontece na maioria das vezes (entra um comentário vazio – “muito bom! parabéns!’ – e uma keyword no lugar de um nome de uma pessoa).

E tanto aqui, quanto em outros blogs eu já vi e já fiz denúncia deste tipo de prática e o dono do blog sempre se mostra contra o spam, agradece a ajuda e remove o comentário SPAM.

Eis que surge a genialidade do “David Flores” – O comentário que apresentei no começo deste artigo utiliza uma prática comum de quem quer aproveitar o campo Nome no formulário de comentário para ganhar com texto âncora, que é assinar o comentário no próprio corpo da mensagem, assim como o David Flores fez.

O que os spammers de comentário geralmente fazem é utilizar o próprio nome no corpo do comentário para finalizá-lo: “Abraços, Fulano de Tal” e como nome no formulário utilizam a keyword a qual pretendem obter melhores rankings. Este é o típico quadro em que escolho o comentário para marcar como SPAM.

O diferencial no “David Flores” é que ele transformou a sua keyword-alvo em sobrenome, utilizou somente esse sobrenome no formulário e assinou o nome completo no corpo do comentário. Genial!

Para mim, que estou habituado a ver comentários, que entendo a língua portuguesa, ficou muito evidente que se trata de um comentário para se obter links com a keyword flores. Mas para o estrangeiro que vê tal situação muito provavelmente imagina que seja de fato uma pessoa que comentou e assinou com seu sobrenome e colocou o link para o seu site. Uma estratégia que passa desapercebida no radar treinado a detectar spams.

A Estratégia de Sobrenomes

Não estou levando em consideração a relação semântica de conteúdos, o uso de nofollow ou não no link de comentário, ou mesmo o fato de que são línguas diferentes entre os sites, mas apenas a boa sacada da estratégia de sobrenomes:

  1. Crie um nome cujo sobrenome é sua keyword
  2. Utilize apenas este sobrenome no campo Nome do formulário
  3. Ganhe o link com texto âncora perfeito
  4. Faça um comentário relevante
  5. Assine o nome completo no corpo do comentário.

Pensando em um cenário de comentar em blogs de outras línguas, duvido que a estratégia falhe. Considerando comentários no Brasil, acredito que a estratégia dê muito certo, pois vários blogs aceitam comentários mesmo quando é utilizada uma keyword no lugar do nome. No caso dessa estratégia, acredito que venha a funcionar muito bem.

Pontos contra? Sim, nem toda keyword casaria bem nessa estratégia de sobrenomes, uma vez que seria incomum demais e uma declaração de SPAM ainda mais evidente tentar criar nomes “Fulano Parafusos”, “Maria Panelas”, “Ciclano Óculos”, “José TV LCD” ou “Edson Celular” (opa, esse quase existe!)

Por outro lado, “Flores” é um sobrenome que se encontra sem dificuldades, “Salvador” se vê tanto como nome, quanto como sobrenome, “Torres”, “Rios”, “Brasil”, enfim, uma infinidade de possibilidades também, mas que deve ser bem escolhida e de maneira que o nome completo faça sentido.

Comentários em Blog – Grey Hat Link Building

Grey Hat

Particularmente, achei a estratégia muito interessante, ela ainda mantém o seu toque “ganhar texto âncora” mais do que “fazer um comentário relevante”, que é onde está o sucesso de qualquer estratégia de se comentar em blogs: Fazer comentário relevante, nem que seja promover uma discussão ou divergência, mas que seja relevante o suficiente para ser aprovado pelo dono do blog.

LEIA MAIS
Remover Página do Google: Métodos e Implicações

Remover Página do Google: Métodos e Implicações

De tempos em tempos a pergunta sobre como remover uma página dos resultados de uma busca do Google reaparece. Ao contrário do que a grande parte dos profissionais pode imaginar, simplesmente bloquear no robots.txt não é a única opção e nem é a melhor – por si só. Neste artigo, apresento soluções para diversas circunstâncias na remoção de conteúdo e a consequência de cada método.

Footprints – O que São e Como Utilizá-las

Footprints – O que São e Como Utilizá-las

Em um trabalho de link building uma das principais tarefas é entender o nicho que se está trabalhando e, em seguida, indentificar oportunidades de se ganhar links. É neste momento que podemos fazer uso de footprints, ou seja, marcas deixadas por sistemas ou gerenciadores de conteúdo. Neste artigo explicamos como utilizar estas footprints para lhe ajudar no trabalho de aquisição de links de qualidade.

SEO: Subdomínios ou Subdiretórios? O que é melhor usar?

SEO: Subdomínios ou Subdiretórios? O que é melhor usar?

Uma das dúvidas mais comuns na organização de arquitetura e estratégia de SEO é quanto ao uso de subdomínios e subdiretórios. Simplesmente não existe um opção que seja melhor em todos os casos, mas, pelo contrário, cada caso tem uma melhor solução e, em cada estratégia, ou subdomínio ou subdiretório podem se encaixar melhor. Neste artigo para assinantes, levanto os prós e contras de cada alternativa e mostro casos de uso de cada estratégia em diferentes situações.

Comentários
  1. Eu costumo comentar com o nome do site no lugar do nome e me identifico abaixo. Ainda não me bloquearam como Spam. Porém, o domínio é minha keyword e um nome institucionalizado. Para quem está na mesma situação vale à pena. Legal a idéia, Frank

    • E aí Flavio! Por aqui a gente bloqueia comentário com website no lugar do nome, mas eu entendo e vejo bastante essa sua prática por blogs afora.

  2. Qual o valor desses links para o google ?

    • Existem 2 pontos:
      1. Por mais de uma vez eu encontrei relatos de pessoas descrevendo como ganharam rankings somente comentando em blogs e ganhando links justamente com o nome de usuário.

      2. Pessoalmente, eu sempre comento em blogs de SEO diversos e deixo sempre meu site (frankmarcel.com) como meu Website. Notei ligeiras melhoras em um cenário onde somente estive comentando em blogs – e nem era a intenção testar nada.

      Outros pontos como follow/nofollow também devem ser considerados quando se deseja usar essa estratégia com um pouco mais de segurança. É muito uma questão de teste.

  3. Ola Frank, então isto é considerado Grey Hat por que o individuo aproveita do formulario para ganhar um link, certo?

    Mas nao tem como fugir deste gray hat não ou tem? Como eu comentaria nesta caixinha sem falar quem eu sou e colocar o meu link sendo que isto foi feito pra trabalhar assim?

    Gray hat pode ser perigoso como black hat?

    Falew Frank 😉

    • Alexandro, chamo de Grey Hat pois é muito frequente comentários com keywords no lugar do nome serem marcados como spam.

      Você entendeu a estratégia que eu descrevi no artigo?

      • “comentários com keywords no lugar do nome serem marcados como spam” Acho que isto é a grande questão para entender sobre Grey Hat.

        Então cada comentário em blog com keywords no lugar do nome pode ser potencialmente um spam, mas levando em consideração que o nome do indivíduo não deixa de ser uma keyword, correto? Ficaria complexo demais descobrir via algoritmo se um comentario é realmente spam ou não.

        Acho que agora entendi por que se chama Grey Hat.
        Definindo: É um comportamento que pode ser considerado White Hat ou Black Hat e o que definirá será exclusivamente o contexto em que o comportamento se aplica. Certo?

        Sobre a estratégia eu entendi e ja tinha visto resultados muito bons pois eu acompanhei a evolução.
        Realmente funciona.

        Falow Frank, valew!

  4. Interessante, eu ja notei o YSE reconhece bastante meus comentários em blogs, mas sempre com meu nome como âncora, vo tentar algo 🙂

  5. Mas usando o nome é facil os Blogs normalmente aceitam os comentários!! agora se você usar o nome como “iPhone” ou “Cozinha Planejadas” provavelmente o admin do blog vai recusar o comentário

  6. ótimo artigo

  7. excelente,muito boas as dicas

Deixe seu comentário abaixo