Google Penguin Update

Google Penguin Update

Saudações, amigos da Agência Mestre!

Estavam com saudade do MestreCast? Estavam na bronca? Reclamaram muito da gente?

Ok, vocês têm toda razão. Nós falhamos, nós ficamos ausentes, mas cá estamos de novo para mais uma edição deste querido podcast. O programa 60 está no ar e é especial.

Pegando o gancho num dos temas mais quentes do momento, o Penguin Update por parte do Google, nós reunimos nosso time e trouxemos um convidado pra lá de especial para debater tudo que vem acontecendo acerca do assunto.

Fábio Ricotta e Frank Marcel dividem a bancada com o grande Cassiano Travareli – sim, ele mesmo! – que faz a sua estréia em nossa mesa virtual de debates. Cassiano acrescentou bastante à discussão, especialmente por ter tido contato mais próximo com a atualização.

Confira tudo sobre o temido Pinguim e já saia do programa com diversas dicas de como se proteger ou se recuperar, em caso de punição.

Links Comentados

Whiteboard+ do Rand Fishkin – Google+
Auditing your Link Building Portfolio before Google’s Over-Optimization Penalty Hits
Update: Google “Bad” SEO Update – Now named Penguin Update
Google Penguin Update Recovery Tips & Advice
Google Launches “Penguin Update” Targeting Webspam In Search Results
Penguin Analysis: SEO Isn’t Dead, But You Need to Act Smarter (And 5 Easy Ways to Do So!)

Foto Willie – Ipad SERP

Músicas desta Edição

Sebteix – Tout pour le groove (album)
Revolution – Habitual Ritual
Revolution – Weekend Amnesia
Revolution – Obscure Terrain (end)

MestreCast #60

Estamos no iTunes!
MestreCast no iTunes

Divulgue este artigo

40 Comentários para “Google Penguin Update”

  1. Fabio Lima

    Mais um excelente MestreCast! Orgulho em ser nascido em Itajubá e praí frequentemente hahahaha.
    Valeu mesmo Fábio, Ique, Frank, Cassiano e todos envolvidos!

    Grande abraço,
    Fábio

    Responder
  2. Rafael Borsari

    Na minha opnião essa atualização veio mesmo para melhorar a qualidade de todos sites e produtos web da internet.

    Excelente podcast vlw mesmo adorei.

    Responder
  3. Rafael Furquim

    Muito bacana essa edição do MestreCast, mais uma vez apontando como principal direção o conteúdo de qualidade e pensar fora da caixa. E para fechar: “a gente tem que fazer o difícil, porque o fácil qualquer um faz…” (Frank Marcel)

    Responder
  4. Bruno Nunes

    Excelente cast….estou ainda iniciando nesse processo de blogar mas esse cast deu para entender muita coisa principalmente nos cuidados a ter com o texto âncora… Obrigado pela partilha ;)

    Responder
  5. Webisaac

    Fábio, Frank, realmente havia notado alguma coisa diferente nos resultados de busca em meu Analytics. Tenho aqui na empresa alguns clientes de SEO e em um deles (marca feminina famosa), uma Short Tail subiu 12 posições no Ranking depois do dia 25, saindo da posição 17 e indo para a 5ª, atualmente na 3ª.

    Durante todo o mês passado comecei a trabalhar muito forte em links (interno e externo) de qualidade e em bom conteúdo. Busquei focar textos âncoras não exatos, mas variados com sinônimos e termos semelhantes.

    Vejam a imagem da evolução do Ranking (SEOmoz), a linha verde representa o site em questão: http://j.mp/K6oiyo

    No meu caso verifiquei uma melhoria na evolução do ranking, mas ainda não sei se realmente tem haver com essa atualização. O que vocês acham?

    Obrigado por este post esclarecedor e espero ter contribuído com ele.

    Responder
  6. Ronny Amarante

    Opa, conteúdo bom. Muito bom Ique, sempre trazendo o melhor ai pra galera. Você está de parabéns, continue priorizando o seu trabalho que tenho certeza que você vai continuar sempre trazendo coisas boas para nós. Obrigado por nos disponibilizar um conteúdo tão importante totalmente free.

    E o WebxTool? Quero convite ai pra ser beta-tester, se conseguir me arruma um convite ai.
    Flw galera do mestrecast!

    Responder
  7. pedro

    O Google colocou um monte se sites marreteiros no principal resultado de busca “como ganhar dinheiro”. Será que a Google inventou essa tal de atualização “pinguim” para tentar esconder os outros sistemas de afiliados existentes com intenção de dar destaque apenas para o adsense?

    Responder
    • Frank Marcel

      Pedro, “Google is evil” a parte, não acredito que essa atualização tenha por trás alguma intenção desse tipo.
      Ele precisa mostrar sites de qualidade, senão os usuários vão migrar para Bing, ou Facebook, ou qualquer outra forma de busca.

      Responder
      • Leo Marcos

        Mas o resultado de pesquisa do Google sempre foi confiável, o que agora (as vezes) parece não estar mais. Então com base nisso, pra quê mudar o time que está ganhando? Sinceramente não consigo entender tantas mudanças em tão pouco tempo.

        Responder
        • Frank Marcel

          Na verdade, as mudanças no Google sempre foram frequentes, sejam de algoritmo ou interface. O que mudou na verdade é que agora existe uma grande comunidade que fica de olho e faz a divulgação, debate mudanças.

          Responder
        • Marcos

          Concordo com o colega Leo Marcos.

          Depois dessas mudanças nos algoritmos do Google (nestes dois últimos meses, principalmente), os resultados estão muito menos relevantes. Parece que o Google está “penalizando” (ou filtrando, acho que seria o termo mais adequado) sites que fazem linking building, mesmo que de forma totalmente recomendada (white hat), como a geração de conteúdo em outros sites relacionados com links apontando para seus sites. Tenho sites e conheço muitos também que usaram essas técnicas com muito sucesso por muito tempo, principalmente obtendo links através de relacionamentos e conteúdo, utilizando sempre o bom senso na variação de âncoras, etc.

          Mas agora, o Google simplesmente está subindo sites que NUNCA trabalharam com SEO e o que é pior, NUNCA investiram em conteúdo de qualidade. Parece que estes sites estão subindo simplesmente pelo fato de nunca terem realizado nenhuma ação em SEO (mesmo totalmente white), sem mencionar que está muito mais frequente a aparição de sites bem ranqueados não relacionados com a busca, sem relevância alguma.

          A impressão que passa é que o Google no anseio de evitar qualquer tipo de manipulação, está criando filtros extremamente rigorosos e dando um tiro no próprio pé. Muitos sites, que certamente investiam em SEO, mas que também tinham o melhor conteúdo no seu segmento e extremamente úteis, foram prejudicados com essas mudanças e simplesmente ultrapassados nas buscas por seus concorrentes que nunca fizeram nada.

          Na minha opinião, se mantiver essa tendência, o Google irá filtrar (penalizar) qualquer medida que no seu entender seja uma tentativa de manipulação dos resultados. E isso é muito perigoso, pois se não souber dosar isso muito bem (e não está sabendo fazer isso agora!), irá trazer cada vez mais resultados menos relevantes em suas buscas.

          Inclusive com essas mudanças radicais, tornou-se extremamente fácil (e perigoso) prejudicar o seu concorrente nas buscas. Já li muito a respeito em blogs internacionais e funciona muito bem. Uma vez que o Google está filtrando sites que “no seu entender” estão manipulando as buscas com link building, basta apenas gerar uma razoável quantidade de links spams para seus concorrentes e estes serão prejudicados. Por exemplo, comprando esses pacotes de links (junk links) que aparecem como propagandas quando utilizamos um desses backlinks checkers.

          Querem uma prova, leiam isto: http://bluesquaremanagement.com/googlebowling-negative-seo-outing/

          Abraços.

          Responder
  8. Diegz

    Está tudo muito bom, tudo muito bem.. mas … realmente: qual o posicionamento recomendando p/ quem trabalha com SEO? Acabou o segmento? Pelo visto, mais vale um redator/ assessor de imprensa do que uma agência de SEO. Confere Agência Mestre?

    Responder
    • Frank Marcel

      Particularmente, desde sempre eu acredito que SEO é multidisciplinar. Ele precisa estar inserido em todos ambientes da empresa para prevenir problemas e sugerir soluções. Seja no marketing, T.I, redação/jornalismo…

      Responder
  9. Ivan Bottion

    Gostaria de parabenizar os participantes desse mestrecast, Fábio Ricotta, Frank Marcel e Cassiano Travareli.

    É sempre bom ouvir especialistas discutindo assuntos atuais e importantes como o penguim update, eu particularmente adorei o penguim, estou até pensando em comprar um para colocar em cima de minha geladeira, meu site foi beneficiado e muitos picaretas sumiram das buscas.

    Eu penso que esse update fará uma grande diferença na web pois agora os muleques vão jogar bola na rua e os homens vão poder trabalhar tranquilamente na internet.

    Responder
  10. Adriano

    Fábio e rapaziada, agora todo mundo se pergunta, como fazer linkbuilding agora?

    Todos sabemos que links naturais são os melhores, você acham que artigos patrocinados podem estar em alta agora? Não como uma forma de manipular, e sim uma forma de colocar sua marca com mais visibilidades, usando outros sites do mesmo nicho!

    Pode ser uma forma boa de fazer linkbuilding? lógico que devemos ser controlados, nada de 10 artigos por mês.

    Responder
    • Frank Marcel

      Adriano, investir em relacionamentos e conteúdo de qualidade.
      Veja que ainda existem diversas formas do chamado Inbound Marketing, muitos deles tem como um dos dividendos a geração de novos links para o site.

      Responder
  11. Junin_Feda

    “Podcast é igual academia, você não faz uma semana e não que fazer nunca mais!!!”
    Tentando lembrar onde eu vi essa citação. Mas enfim. Ficou legal demais essa cast, o Cassiano deveria participar mais vezes.

    Responder
  12. Tiago

    Olá, tenho observado uma curiosidade nos resultados de buscas do Google. Não consegui entender o porque, mas alguns fatos inesperados aconteceram comigo:

    1º Um blog sumiu e reapareceu no Google várias vezes, e continua assim. Achei que fosse problema de punição ou algo do tipo, então deixei ele de lado no momento.

    2º Outro blog (meu principal) sofreu algo semelhante, mas só com a página inicial – que sumiu e não respondia nem pelo nome do blog (que ficava em 1º tranquilamente por não ser termo disputado).

    3º Criei um novo blog pra substituir o 1º, mas acontece o mesmo com ele. Depois de 2 dias de já ter sido indexado ele sumiu do Google. O engraçado é que ele atraiu muitos visitantes normalmente, mas quando eu procuro os mesmos termos não consigo encontrá-lo (mesmo usando proxy).

    Alguém teve a mesma experiência ou soube de algo parecido?

    Responder
    • Laura

      Olá! Isso está acontecendo com vários sites feitos aqui pela empresa. Sites novos apenas… Vc já tem alguma explicação?

      Hora estão na primeira página hora na terceira ou quarta. Hoje descobri que um deles simplesmente desapareceu e nas ultimas duas semanas estava na primeira página……

      Responder
      • Tiago

        Oi Laura. Bom, no meu caso pode (não tenho certeza) ter sido uma extrema desatenção minha. Percebi que o Safe Search (filtro de conteúdo do google) estava restrito enquanto buscava algumas coisas a respeitos de alguns blogs meus. Quando desativei o Safe Search e procurei a mesma coisa novamente apareceu meu site.

        Um ponto a favor dessa idéia é que no analytics pouca coisa mudou no perído em que eu não encontrava meus blogs no Google, e esse era o outro mistério.

        No momento meus blogs estão aparecendo normalmente.

        Tente destivar o filtro e conte pra gente no que deu. Se ficar na mesma o problema deve ser outro.

        Responder
  13. Daniel

    E agora o que serão de sites como Buscapé? Eita…..será que vão ser atingidos?

    Responder
  14. Financiar Moto

    Ouvindo o webcast surgiu uma dúvida:

    Surgiu uma dúvida: o google enxerga “preço” e “preco” com o mesmo peso? Qual é melhor domínio? preco.com.br , preço.com.br ou tanto faz pro google?

    Responder
  15. Silvia Azevedo

    Gostei bastante do conteúdo e ajudou a esclarecer algumas dúvidas. Só uma coisa: 8 minutos de bate papo introdutório é muito, não? #ficaadica ;)

    Responder
  16. Maria

    Muito interessante esse artigo, estava pesquisando sobre este assunto e encontrei esse site, agora já sei onde procurar informação sobre assuntos do tipo, parabéns, vamos melhorar a qualidade na Internet, já era tempo.

    Responder
    • Filipi Santana de Assis

      Outra dúvida: as velhas estratégias de utilizar subdomínios para melhor indexação ainda tem grande relevância?

      Tenho receio de me basear em estratégias antigas. Seria bem legal se vocês criassem um novo artigo com o que realmente podemos utilizar hoje, até para quem utiliza estratégias antigas, evitar grandes perdas de posicionamento mudando sua estratégia.

      Responder
  17. Luis

    Fala galera da MestreSeo.

    Super massa o conteúdo do cast, muito fera mesmo.

    Uma dúvida que me veio a mente.. por exemplo, eu tenho um site aqui no Brasil, e replico ele igualzinho para outros países, mudo apenas a linguagem. Vamos supor que meu site caiu, despencou aqui no Brasil, e nos outros países não.

    Por um acaso essas atualizações do Google são diferentes dependendo do país?
    Isso me deixa indignado, por que no Brasil meu site caiii.. e nos outros países se mantem.. ? Vcs tem algum ponto de partida?

    Responder
  18. Henrique

    Olá a todos,

    Excelente pod mas concordo com a Silvia Azevedo quando fala q 8 min de papo introdutório é muito. Mas vamos ao que interessa: várias informações apontam que o script Penguin ainda não foi executado aqui no Brasil. Alguém pode me afirmar algo a esse respeito?

    Responder
  19. Henrique

    Olá a todos,

    Mais uma observação: qual a posição do Penguin em relação aos programas de afiliados? Deve-se usar no follow?

    Responder
  20. Lauro Daniel

    Parabéns pelo MestreCast, foi excelente.

    Só posso garantir uma coisa depois de anos de experiência: Os resultados do Google pioraram muito com o Panda e o Pinguim.

    Ele passou a exibir conteúdo com mais texto mas não sendo aquilo que o usuário procura.

    Responder
    • Daniel

      Não parece muito que o Google está realmente apto a identificar links “não naturais”. Hoje, 16/10/2012, após a segunda atualização do Penguin do Google, ocorrida no dia 05/10/2012 (ref.: http://www.webpronews.com/google-penguin-update-latest-refresh-completed-friday-2012-10), o primeiro colocado para “otimização de sites” é simplesmente uma agência que contém todos os seus links em RODAPÉS de sites de clientes. Não me parece que esses links sejam naturais, pois todos esses sites foram justamente desenvolvidos por essa agência que colocou por sua própria vontade esses links. O que ela fez foi mudar as âncoras de todos os links nos sites de seus clientes e, assim, “parecer mais natural”; sem repetição da mesma âncora. Mas o fato é que CONTINUAM sim sendo links manipulados! Não são links naturais como o Google tanto menciona em nossas GWT (Webmaster Tools) em avisos vagos e superficiais. Meu site foi derrubado nessa ultima atualização e todos os nossos links foram conquistados com referência ao conteúdo que desenvolvemos, ao longo de 04 anos. A verdade é uma só: muitos sites que não deveriam ser derrubados pelo Google acabaram sendo. E o que mais vejo agora são páginas de péssima qualidade ocupando as primeiras posições, com conteúdo sofrível. Parece que o Google errou o alvo feio e acabou acertando sites que eram realmente bons por considerarem estes “super otimizados” e piorou ainda mais os resultados das buscas. Recomendo a todos que façam alguns testes, após essas atualizações do Google e comparem os resultados entre Bing e Google, em muitos casos vocês irão se surpreender com a superior qualidade dos resultados do Bing! Minhas considerações finais: o Bing e Yahoo devem estar adorando esses updates do Google! A cada atualização só vejo os resultados do Google piorarem. Boa sorte a todos.

      Responder
  21. Kaique

    Olá Fabio! O MestreCast tá parado heim! Podiam fazer um sobre as novas mudanças no google imagens ou algo assim!

    Continuem sempre com o brilhante trabalho, Abraços!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>