Com a crescente procura por profissionais de SEO para melhorar o ranking dos sites, as empresas com sites de busca também vêm tentando alcançar seu lugar ao sol – ao lado da gigante Google, que abocanha cerca de 62% das buscas!

Um estudo da Piper Jaffray, sobre os custos dos usuários na internet, baseado na estratégia de maketing ( SEM) revela, como todos já sabiam, que o SEO tem o menor custo por usuário. A média, em dólares, das principais estratégias são: Busca Orgânica ($0.00), Busca Patrocinada ($8.50), Páginas Amarelas ($20.00), Banners ($50.00), E-mail ($60.00) e Mala Direta ($70.00).

As novidades nos buscadores são as opções de busca, como no Mahalo, onde você pode encontrar sessões específicas, como receitas culinárias e críticas de restaurante, por exemplo. E ainda ver, além dos resultados do próprio site, o resultado dos principais buscadores (Google, Yahoo!, MSN, ASK, Wikipedia, Del.icio.us, YouTube e Flirk – os dois últimos com vídeos e imagens, respectivamente).

Outro site que possui a opção de separar resultados por categoria (
Imagens, Blogs, Vídeos e Wikipedia) é o Search Mash. O Search Mash é uma nova idéia do Google, aderindo a essa nova tendência de buscas.

Acho que o mais inovador, no entanto, é o ChaCha. Nesse site, após um pequeno cadastro, é possível fazer pesquisas com o auxílio de um guia. Esse guia conversa com você em um chat, e o ajuda a refinar sua busca, exibindo resultados relevantes, de acordo com as suas determinações. O site é todo em inglês, mas é muito fácil de usar e você ainda pode classificar o atendimento obtido pelo guia – que é identificado. Os guias são pessoas comuns, estudantes, aposentados que passam os dias conectados à web. Ah, com o ChaCha, ainda é possível fazer buscas através de SMS do celular!