No novo vídeo da Mestre TV,  Fábio Ricotta vai tratar de um tema que levanta polêmicas. Afinal, o marketplace pode prejudicar a atividade do seu e-commerce? Para tirar essa dúvida, dê o play e confira!

Resumidamente, o marketplace pode ser definido como um sistema criado em plataformas  com o objetivo principal de alavancar as vendas dos produtos e serviços. Nesse espaço virtual, os donos de lojas virtuais terão diversos benefícios, como a maior exposição dos seus produtos e serviços, a autoridade que o site já possui diante dos consumidores.

Obviamente, para um e-commerce fazer parte de um marketplace, existem algumas exigências e contribuições. De acordo com Fábio Ricotta, existem dois modelos conhecidos: o pagamento por clique ou por venda realizada pela plataforma de venda. Fábio ainda levanta, em média, um espaço virtual de venda de produtos e serviços, costuma cobrar a taxa 5 a 20% por cada negociação fechada.

Será se participar de um Marketplace é sempre vantajoso?

É fato, a grande exposição de lojas virtuais que participam de plataformas de marketplace apresenta uma grande vantagem para os e-commercers. Mas até que momento os benefícios serão aparentes? Para isso, é essencial que alguns fatores sejam analisados, como:

Taxas cobradas

Caso você não fizer as contas, é bem provável que os valores cobrados pela plataforma de marketplace façam com que não seja mais vantajoso vender um produto. Se a margem de lucro não alcança o índice esperado. Portanto, é essencial analisar quais são os reais ganhos de entrar no espaço virtual.

Menor  contato com o comprador

Outro ponto que deve ser levado em consideração é o fato de que, após a compra, o marketplace não fornece para você os dados referentes aos comprador. Ou seja, fica mais difícil manter um relacionamento com o cliente e criar possibilidades de uma nova compra. Portanto, é importante não depender das vendas realizadas pelo marketplace.

 Fluxo de pagamento

Em alguns casos, pode ser que o fluxo de pagamento feita pelo marketplace seja bem diferente da realizada pelo seu e-commerce. A forma como é feito o repasse referente às vendas pode comprometer o seu caixa. Imagine ter de esperar mais de um mês para receber? Afinal, você tem fornecedores para serem pagos, tem a equipe, além dos custos para manter o e-commerce.

Fábio Ricotta ainda explica a importância do e-commerce construir a própria autoridade e não viver na dependência de um outro canal virtual. O investimento em boas práticas de SEO, melhorar o relacionamento com os clientes e, gradualmente, estruturar o crescimento do plataforma.

Gostou do vídeo? Aproveite e confira também o episódio 137 – Criei uma Loja Virtual, Como Posso ter Mais Vendas?