No novo vídeo da Mestre TV, Fábio vai tratar de um tem importante em todos os sentidos da vida de uma pessoa: a autoresponsabilidade. Quer saber mais? Dê o play e acompanhe o vídeo na íntegra!

Se você já viveu alguma situação de desconforto como as que Fábio Ricotta descreve, é provável que se identifique com o tema desse vídeo. A nossa geração tem o costume de atribuir a responsabilidade de uma ação para outras pessoas, dificilmente consegue assumir que uma falha também é dela. Segundo Fábio, o ato de culpar os outros é um mal que estamos vivendo no âmbito profissional e pessoal.

Entenda o significado de autoresponsabilidade

É possível definir autoresposabilidade como a capacidade de atribuir para você mesmo a responsabilidade sobre aquilo que acontece na sua vida, seja positivo ou negativo. Quando a realização envolve sucesso, é obviamente muito mais fácil atribuir o ato para si mesmo, porém quando a ação está relacionada a algo prejudicial, a transferência de culpa e da obrigação é comum.

Quando é comum o ato de transferir a responsabilidade para o outro, é visível que você deixa de controlar os acontecimentos da sua vida. Os dias de hoje o controle é 100% seu. É essencial saber como conseguir desenvolver e gerenciar os eventos diários, além de saber lidar como nossos sentimentos e emoções, principalmente quando ocorre o que não é esperado e o outro não demonstra interesse em estar disponível.

Controle as emoções

Se você já passou pela situação de esperar uma posição ou uma atitude de uma outra pessoa, porém não obteve o retorno esperado, é natural que nossas emoções tomem conta e, muitas vezes, fazendo com tenhamos reações por impulso. Para conseguir desempenhar a habilidade da autoresponsabilidade, é essencial conseguir lidar e equilibrar o nosso lado emocional.

É fato que é não é possível controlar as ações dos outros, porém, você consegue gerir suas próprias emoções, parar e visualizar seus sentimentos como um todo. Por exemplo, se você falhou e não apresentou o que era esperado, é melhor depositar energias para encontrar soluções do que transferir a “culpa” para outra pessoa. Lógico, as vezes dependemos do trabalho em coletividade, infelizmente, nem sempre acontece na prática.

Encontre soluções e tenha iniciativa

Sabe quando você depende de uma resposta e necessita de um retorno importante? Na tentativa de contato são enviados diversos e-mails e todos sem respostas. O que pode acontecer é que você acabe ficando sem retorno por não ter conseguido comunicação com quem precisava. Nesse exemplo, o fato é que existem inúmeros canais de comunicação, busque encontrar aquele mais adequado para cada situação.

Você já ouviu a seguinte frase: não fiz porque ninguém tinha dito que era preciso. Sim, é possível que alguma tarefa tenha de ser delegada previamente, porém, em inúmeras ocasiões é praticável prever a necessidade de tomar uma posição e ter a iniciativa de realizar a ação necessária. Em Agência de Marketing Digital, Fábio dá o exemplo prático: após o desenvolvimento de um site, é importante analisar como ele se comporta em dispositivos móveis, ou seja, qual será a experiência do cliente. Nesse caso, a ideia parte do colaborador, como um check point que auxilia na prevenção de uma possível falha.

Análise de dependência

Em qualquer atividade que necessite do envolvimento de diferentes pessoas, é essencial realizar a análise de dependência e perceber realmente o quanto o seu trabalho poderá ser influenciado pela atuação ou não do outro. É fato, assim como Fábio levanta, a transferência de culpa  acaba comprometendo os níveis de confiança em relação ao seu trabalho e profissionalismo. Ou seja, em resumo, a análise de dependência, quando você recebe uma tarefa e se propõe a realizar algo, é o que vai evitar que você passe a responsabilidade para o próximo.

Fábio Ricotta defende a autoresponsabilidade como uma capacidade de todo o profissional que quer se desenvolver. E para criar essa habilidade é necessário praticar:

  • análise de dependência;
  • ter a capacidade de assumir a falha e responsabilidade;
  • lidar com o lado emocional;
  • saber delegar tarefas;
  • saber receber tarefas.

Lembrando que o reconhecimento de uma falha, não é guardar uma culpa de forma que você se sinta insuficiente e incapaz. Afinal, o processo de melhoria é descobrir onde estão os erros e encontrar soluções.

Gostou deste vídeo e formato? Comente e compartilhe, a autoresponsabilidade é uma tema essencial para o desenvolvimento de pessoas!  Aproveite para conferir o episódio 49 – Coaching: Desenvolvimento Pessoal e Profissional!