tracking de subdomínios no Google Analytics

O Google Analytics é uma das ferramentas de Web Analytics mais utilizadas no Brasil – e não é por acaso. Além de ser relativamente simples de configurar, fácil de usar e  ser gratuita, ela também conta com vários recursos que possibilitam tanto a segmentação de tráfego, quando um tracking mais completo das visitas do site – inclusive quando o site possui vários subdomínios. Entretanto, apesar da facilidade de instalação, quando o assunto é subdomínio são necessárias algumas configurações extras.

Abaixo, segue um guia de como fazer essas configurações, através das seguintes etapas:

  1. configuração dos códigos do GA
  2. criação de novos profiles
  3. configuração de filtros

1 – Configuração dos Códigos do GA

Quando vamos configurar o Google Analytics em um domínio, basta apenas inserir um trecho de código semelhante ao seguinte:

var _gaq = _gaq || [];
_gaq.push(['_setAccount', 'UA-12345678-9']);
_gaq.push(['_trackPageview']); 

(function() {
var ga = document.createElement('script'); ga.type = 'text/javascript'; ga.async = true;
ga.src = ('https:' == document.location.protocol ? 'https://ssl' : 'http://www')
+ '.google-analytics.com/ga.js';
var s = document.getElementsByTagName('script')[0];
s.parentNode.insertBefore(ga, s);
  })();

Entretanto, ao utilizar esse mesmo trecho de código nos subdomínios, sem nenhum tratamento, fará com que o GA contabilize cada um dos subdomínios como um novo site – por exemplo, se um usuário chega ao seu site através do domínio principal e no dia seguinte ele acessa o seu site através de um dos subdomínios, esse usuário será contado duas vezes como uma nova visita – ou seja, duas novas visitas – ao invés de um novo usuário que visitou novamente o site. Isso acontece porque o GA não utiliza o mesmo cookie para os subdomínios e o domínio principal.

Para corrigir esse problema, é necessário fazer a seguinte alteração no código do GA:

var _gaq = _gaq || [];
_gaq.push(['_setAccount', 'UA-12345678-9']);
_gaq.push(['_setDomainName','meusite.com.br']);
_gaq.push(['_trackPageview']); (function() { var ga = document.createElement('script'); ga.type = 'text/javascript'; ga.async = true; ga.src = ('https:' == document.location.protocol ? 'https://ssl' : 'http://www') + '.google-analytics.com/ga.js'; var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s); })();

Onde a única alteração a ser feita no código original da página está assinalada em amarelo. Essa linha de código possibilita que o Analytics utilize o mesmo cookie ao longo do domínio principal e os subdomínios. Ou seja, passa a contabilizar corretamente todas as visitas no domínio prinicipal e seus subdomínios.

Entretanto, ao utilizar essa configuração, as visitas para URLs diferentes que possuem a mesma URI passam são agrupadas. Por exemplo, vamos supor a seguinte configuração:

  1. http://www.site.com.br/home.html
  2. http://subdominio.site.com.br/home.html

As visitas nessas duas páginas serão agrupadas na URI “/home.html“, não sendo possível diferenciar as visitas da página (1) e as visitas da página (2) – Na configuração dos filtros veremos como corrigir esse novo problema.


2 – Novos Profiles

Afim de facilitar a visualização dos dados e configuração dos filtros, sugerimos que seja criado um novo profile para cada um dos seguintes itens:

  1. geral: um profile que vai conter os dados do domínio prinicipal e todos os subdomínios
  2. cada um dos subdomínios: é interessante que cada um dos subdomínios tenha um profile próprio, em cada profile vamos segmentar somente os dados de tráfego daquele determinado subdomínio

No artigo sobre como criar filtros no Google Analytics, demos algumas dicas sobre como montar um novo profile na versão antiga do Google Analytics.


3 – Configuração de Filtro para Adicionar Hostname

Nessa última etapa vamos precisar configurar dois filtros:

  1. para diferenciar as visitas para o domínio principal e os subdomínios
  2. para segmentar as visitas dos subdomínios

3.1 – Diferenciando as Visitas do Domínio Principal e Subdomínios

O Google Analytics, por padrão, exibe apenas a URI de uma determinada URL. Para exemplificar melhor como o GA entende uma URL, segue abaixo um exemplo:

http://subdominio.site.com.br/pagina.html

Essa URL é formada por:

  • hostname – é a parte da URL na qual podemos diferenciar domínios e subdomínios, que equivale ao trecho: “subdominio.site.com.br
  • URI – são os dados exibidos no Google Analytics, esses dados diferenciam somente as páginas de um mesmo site, o que equivale ao trecho “/pagina.html

Portanto, para poder diferenciar as visitas entre os subdomínios, vamos aplicar um filtro (em todos os novos profiles), que vai inserir nos reports do GA os dados referentes ao hostname de cada URL visitada.

Esse filtro tem a seguinte configuração:

  • filter name: adicionar hostname
  • filter type: Custom filter > Advanced
  • field a: hostname
  • extract A: (.*)
  • Field B: Request URI
  • Extract B: (.*)
  • Output To: Request URI
  • Constructor: $A1$B1

Da seguinte maneira:

configuração de filtro no GA - adicionar hostname

Depois dessa configuração, nos relatórios do GA que exibem dados referentes as URLs do site, as URLs passarão a ter um formato mais completo, como no exemplo abaixo:

Exemplo de relatório GA

Onde podemos notar que os dados são segmentados não somente por URIs, mas também pelo hostname das URLs.

3.2 – Segmentando as Visitas de Subdomínios

A intenção dos profiles de subdomínios é segmentar somente o tráfego do subdomínio ao qual o profile se refere.

Por exemplo, o profile: “subdominio” do site “site.com.br” deverá segmentar somente o tráfego nesse dado subdomínio. Para que isso seja possível, é necessário configurar um filtro específico para cada subdomínio. No exemplo citado, o filtro deverá ter a seguinte configuração:

  • filter name: subdomínio
  • filter type: Custom filter > Include
  • filter field: Hostname
  • filter pattern: subdomínio\.site\.com\.br
  • case sensitive: no

Utilizando como exemplo o subdomínio “formspring” do domínio “fabianemlima.com”, temos a seguinte configuração:

exemplo de filtro no GA

Vale lembrar que, como os filtros do GA utilizam expressões regulares, é necessário “escapar” os caracteres “.” utilizados no campo “filter pattern”.


Conclusão

O uso do Google Analytics para fazer o tracking de subdomínios é tão simples quanto para fazer o tracking de domínios simples – entretanto, possui apenas algumas particularidades para que os dados fiquem corretos e a segmentação entre domínios e subdomínios mais clara.

Ficou alguma dúvida sobre os filtros, criação de profiles ou como fazer o tracking de subdomínios? Ou ainda, conseguiu fazer o tracking de uma maneira diferente e gostaria de nos contar? Entre em contato através dos comentários.