Conforme foi anunciado no último Pubcon de 2009, existe a possibilidade de que a partir de 2010 a velocidade de carregamento das páginas possa vir a ser um dos fatores utilizados pelo Google para classificar as páginas nos resultados de busca.

Confirmando essas preocupação com a velocidade das páginas, o Google lançou o Page Speed, uma ferramenta para analisar o tempo de carregamento das páginas do site, além de fornecer algumas dicas sobre como melhorar a performance delas.

Entretanto, você sabe como utilizar essa ferramenta?

Instalando o Page Speed

O Page Speed, ao contrário de outras ferramentas do Google, é uma aplicação que funciona como um plugin do Firefox. Para fazer o seu download, basta acessar a página inicial da ferramenta e selecionar a opção “Install Page Speed”, conforme a figura abaixo:

install page speed

Atualmente, o Page Speed tem 3 opções de instalação: versão 1.4, versão 1.5 (Beta) e o compilador para o Page Speed. Em todas as opções há a necessidade de ter o plugin Firebug instalado no Firefox.

opções instalação page speed

Utilizando o Page Speed

Dicas para Melhorar a Performance das Páginas

Para utilizar o Page Speed é necessário abrir o Firebug e selecionar a opção “Page Speed”:

firebug pagespeed

Depois disso, basta entrar na página que você deseja analisar e clicar na opção “Analyze Performance”. Fazendo o teste para a home da Agência Mestre, obtivemos, inicialmente:

page speed analyze

Cada um dos itens representa uma dica de como melhorar a performance da página. Sendo que a prioridade dessas dicas são classificadas conforme o ícone correspondente.

Os itens marcados com high performance se referem a itens considerados como sendo de alta prioridade. Segundo os desenvolvedores da ferramenta, essas dicas são as de alto impacto no desempenho das páginas.

Já os itens marcados com medium performancelow priority são as dicas consideradas de média e baixa prioridade. Da mesma maneira que as de alta prioridade podem representar grandes impactos na performance do site, esses itens podem trazer impactos pequenos.

Por último vêm as informações, marcadas por information, que podem ser referentes à erros de execução ou apenas informações sobre o status da página.

Relatório de Atividades

Outro recurso interessante do Page Speed é o relatório de atividades do navegador. Entretanto, como são registradas todas as atividades do navegador em um determinado período de tempo, é necessário seguir alguns passos para verificar as atividades de uma página em especial.

1 – Reinicie o firefox

2 – Limpe o cache

3 – Vá para a página “about:blank”

4 – Abra o firebug e selecione a opção “Page Speed Activity” e clique em “Record Activity”

page speed activity

5 – Navegue pelas páginas que você deseja verificar as atividades. Ao encerrar a navegação pelas páginas, pare a contagem de tempo.

Realizando o teste para a página inicial do Google Brasil, obtivemos o seguinte comportamento:

page speed report activity

Nesse gráfico, as atividades envolvidas no carregamento de cada página são organizadas em uma linha de tempo, ou seja, nele é possível perceber quais páginas (e seus respectivos elementos) levam mais ou menos tempo para carregar, desde a primeira requisição feita ao servidor até término do recebimento dos dados.

Essas etapas são descritas no gráfico pelo uso de cores, para entender o que cada cor significa acesse o manual do Page Speed, lá você encontra as explicações de cada processo, além de outros recursos do Page Speed.

Uma vez que a velocidade de carregamento das páginas pode passar de uma questão de usabilidade para vir a ser um dos fatores de rankeamento das páginas no Google, vale a pena verificar o quão rápidas são as páginas de seu site, comparar com as páginas de seus concorrentes e procurar maneiras e técnicas para mantê-las o mais rápidas quanto for possível.

Embora a possibilidade de uso do tempo de carregamento das páginas como métrica seja algo recente, essa preocupação não é tão nova assim. Já existem várias técnicas para manter as páginas rápidas, desde aquelas utilizadas na codificação das páginas, até técnicas que são aplicadas na configuração dos servidores.

E você, já havia se preocupado com a velocidade de suas páginas? Deixe um comentário e nos fale sobre suas experiências.