Você já deve ter se impressionado com os desenhos criativos elaborados por meio desta técnica, mas ao tentar treinar lettering, não sabia por onde começar. Afinal, como alguém cria fontes tão bonitas e originais? De onde vem a inspiração? Que materiais utilizar?

Pensando em design, essa é uma das habilidades mais valorizadas atualmente devido a possibilidade de personalização. Pois, com o avanço de programas de computador, as produções ficaram mais rápidas, mas as fontes são bem mais padronizadas.

Desta forma, o bom e velho desenho a mão tem cada vez mais valor, e para dominar tudo sobre o lettering selecionamos dicas essenciais para você, confira!

1. Entenda o que é a técnica para começar a treinar lettering

Antes de iniciar o seu treino de lettering, é essencial saber o que é essa prática. O lettering consiste em um processo que agrega desenho e palavras para a criação de uma composição inédita. Ou seja, é uma técnica de desenho manual para obter fontes únicas, que são utilizadas geralmente em projetos de criação de identidade de marca para empresas.

É muito comum que esse termo se confunda com a tipografia, que é um estudo de combinações de fontes que já existem. Como a escolha da fonte de um texto para redação, por exemplo.

2. Habilidade com desenho, materiais e referências

Se você está começando provavelmente tem bastante dúvidas sobre a prática, conheça as mais comuns:

Dá para fazer lettering sem saber desenhar?

Claro que sim! Muitos não se dão conta, mas desenhar é uma habilidade como qualquer outra, e você a desenvolve com treino!

Além disso, o lettering é uma ótima opção para começar a se aventurar no mundo do desenho, pois, você irá treinar letras, formas e composições ao longo do tempo, desenvolvendo a sua coordenação e noção espacial.

Quais materiais devo utilizar?

Exigências de materiais geralmente assustam o estudante iniciante de desenho, então não se apegue a esse detalhe. Para começar a treinar lettering você só precisa de folhas de papel, lápis e canetas coloridas.

Mas, se você preferir materiais mais específicos para esta prática, há no mercado canetas com pontas especiais que facilitam a técnica do lettering, como:

  • canetas broad line: ponta em formato de triângulo;
  • marca textos: ponta chanfrada;
  • brush pens: canetas com ponta comprida semelhante a um pincel;
  • papel pontilhado: facilita a delimitação do desenho das letras.

Mas, lembre-se, o importante não é o material, mas sim a prática contínua. Pois, no final, a criatividade depende somente de sua imaginação.

Como pesquisar referências?

A internet está cheia de boas referências e ideias para você se inspirar. Sinta-se livre para fazer uma pesquisa antes de treinar lettering. Afinal, desenvolver uma fonte totalmente original pode ser impossível. O que será inédita é a composição que você irá criar, ou seja, como irá dispor as letras e frases no papel.

Para te ajudar no processo criativo, o Pinterest é uma boa pedida. A rede social conta com milhares de imagens de referências e estilos para tentar reproduzir. Além disso, você também pode recorrer a livros especializados da área.

3. Método de treino

Para treinar lettering e virar um mestre nesta arte é preciso seguir um método passo a passo, afinal, um bom design não nasce sozinho:

  • 1. Comece escolhendo uma frase ou conjunto de palavras para praticar;
  • 2. Em uma folha de papel, faça um apanhado de ideias sobre o tema da frase. Escreva sugestões de desenhos e objetos que fazem referência ao assunto;
  • 3. Com algumas ideias na manga, faça em outra folha um estudo de como você quer o estilo das letras. Aqui é uma boa hora para pesquisar referências e rascunhar algumas palavras;
  • 4. Além de criar um estilo para as letras, você terá que montar uma composição, ou seja, dispor palavras na folha de forma harmoniosa e criativa;
  • 5. Para fazer isso, pegue uma folha e divida em algumas partes. Se quiser, pode fazer quadrados para delimitar o espaço. Desenhe uma ideia de composição em cada uma dessas áreas para ter uma noção de como ficará o desenho final.
  • 6. Escolha a melhor composição, o estilo do alfabeto e faça a primeira versão. Desenhe de lápis primeiro, assim pode apagar os erros e aperfeiçoar o design.
  • 7. É importante lembrar que a versão escolhida de uma letra deve ser mantida de forma contínua em todo o alfabeto. Se você, por exemplo, desenhar uma fonte cheia de curvas, tente seguir isso nas outras letras.
  • 8. Há a opção também de criar uma composição de duas ou mais fontes, desde que elas se complementem e estejam em uma distribuição harmoniosa.

Até pegar o jeito de treinar lettering, você também pode usar moldes da internet e desenhar por cima das letras impressas.

4. Como fazer o traçado do lettering?

A técnica que deve ser utilizada ao treinar lettering é sempre a de fazer traços finos quando realizar um movimento para cima ao desenhar uma letra. Quando for descer com a caneta, coloque mais pressão para o traçado ficar grosso.

Estes movimentos são simples, mas são a base de qualquer letra. Utilize essa técnica para fazer traçados contínuos e interligar as letras cursivas. Treine diversas palavras, formas circulares, ondas e linhas.

Com essas informações com certeza você está preparado para treinar lettering! Para mais dicas sobre marketing digital, empreendedorismo e design acompanhe o blog da Agência Mestre!