Ex-funcionários do Google começaram a oferecer a partir desta semana um novo serviço de buscas na internet: o Cuil (http://www.cuil.com) que se pronuncia “cool”. Idealizado por Anna Patterson, ex-arquiteta de buscas do Google, Tom Costello, que criou uma ferramenta de análise de buscas da IBM, e mais dois ex-engenheiros do Google, Russel Power e Louis Monier.

Anna Patterson, que programou o novo buscador já teve suas tecnologias incorporadas aos buscadores do Google, e agora fora do Google promete superá-lo com o Cuil em números de resultados e na forma de exibi-los. O novo rival do Google afirma que os resultados de busca são baseados na análise de contexto de cada página e não somente em links e tráfegos de audiência.

“Nossos significativos avanços em tecnologia de busca permitiram que indexássemos parte muito maior da Internet, colocando quase toda a Web ao alcance de todos os usuários”, afirma Tom Costello.

Através desse novo conceito de busca o Cuil promete explorar uma das queixas feitas pelos usuários do Google em mostrar os resultados mais populares e não os de melhor qualidade. A princípio o Cuil pode ser usado como um medidor de SEO do seu site.

Até agora o Cuil tem 120 bilhões de páginas indexadas, grande maioria em inglês e conteúdos em outras línguas ainda estão aparecendo no fim das buscas.

Visualmente é muito diferente do seu rival, além do fundo preto na tela inicial,os resultados são mostrados de forma inovadora através de colunas com destaque a uma imagem relacionada ao site.

Notamos que após uma serie de buscas os resultados variaram nos levando a supor o Cuil tem um algoritmo inteligente que vai aprendendo conforme o usuário se comporta após as buscas.

Impressões dos profissionais da Agência Mestre :

“Parece um buscador de 1998 que baseia-se em fatores On-Page, mas olhando melhor ele está se adaptando aos cliques dos usuários(I.A. ?)” – Fábio Ricotta

“Achei o fundo preto meio pesado, o sistema de colunas confunde um pouco o usuário não deixando claro qual dos sites é o mais relevante.” – Luis Matos

“Tem uma forma diferente de destacar o conteúdo mais relevante que não fica muito clara para algumas buscas.” – Flávio Cabral

“Esse sistema, apesar de ser novo, é inovador e tem potencial, pois consegue dividir as buscas por categorias e também dá sugestões de busca.” – Marcel Grilo

“Pergunto-me qual é o resultado mais relevante. Do meio ou da esquerda?
Imagens muitas vezes não relevantes.” – Heron Inouye

“A apresentação dos resultados, a caixa de sugestões e o visual geral me agradaram bastante. O resultado das buscas às vezes deixa a desejar” – Frank Marcel

“Achei interessante a divisão dos resultados em categorias, mas fiquei perdida nos resultados de busca. Dividido em colunas ficou bagunçado.” – Nathalia Candido

“Ele é visualmente feio, muito confuso e os resultados das buscas são extremamente duvidosos. De bom e inovador apenas ‘explorer by cetegory’” – Leandro Riolino

“Fiquei em dúvida na ordenação dos sites, se são lidos na vertical ou horizontal. Parece favorecer monitores widescreen.” – Bruno Gailleu

“Seu visual diferente e o formato de colunas, confuso e “mal organizado”, esconderá um super algoritimo de busca? Com um time de PHD’s como esse não podemos duvidar.” – Bruno Nassar

Comente e deixe sua opnião sobre o Cuil. Abraços.