Com base em um estudo realizado pela Sociedade de Agências Digitais da América do Norte, nosso CEO, Fabio Ricotta, separou as principais oportunidades para agências digitais nos anos de 2017 e 2018. Então, se você comercializa serviços digitais, atualiza-se e veja quais são as recentes possibilidades, clicando no vídeo abaixo:

Novas Tecnologias

Já ouviu falar sobre chatbots, realidade virtual e internet das coisas? Cada vez mais as empresas estão adotando esses sistemas de inteligência artificial ou automação para conseguir conversar e escalar o contato com o usuário.

Tais sistemas estão cumprindo o papel da famosa URA (Unidade de Resposta Audível), usada no call center das empresas para atender os clientes ou até mesmo para a nutrição das pessoas, enviando conteúdos regularmente. Nesse sentido, para as agências que desejam ficar um passo à frente das outras, vale a pena ficar atento ao uso, por exemplo, de chatbots para Messengers.

Se você entender como isso funciona, pode oferecer para os seus clientes, fazer uma demonstração e depois vender uma manutenção, já que esse é um sistema complexo, que é a porta de entrada para o contato com o consumidor.

Insights de Dados

Outro tópico que pode ser um das novas oportunidades para agências digitais, é o insights frente aos consumidores. Ou seja, é conseguir entender dados e retirar insights deles para nutrir a tomada de decisão.

Por exemplo, o que quer dizer quando boa parte de sua audiência navega pelo seu site no desktop, mas a maior parte converte no celular? Caso tenha o Google Analytics bem instalado, os dados estarão todos em suas mãos, mas quais insights e dicas você consegue tirar disso?

Tente ter um entendimento desses dados, pois os donos de agências estão dizendo que, cada vez mais, vão vender esse tipo de serviço, fazendo a ponte entre o entendimento dos dados e a tomada de decisões. Assim, quem tem bagagem nesse mercado de marketing digital, pode se especializar, ter uma parte da sua agência dedicada a isso ou ainda oferecer esse tipo de serviço no seu freelance.

Desenvolvimento de Conteúdo

Embora o desenvolvimento de conteúdo já aconteça no Brasil, as agências da América do Norte também apontam uma grande tendência de lucros com relação a isso. Porém, atenção! Desenvolver conteúdo não é apenas criar textos. Isso envolve a criação de infográficos, e-books, vídeos, podcasts e materiais que as pessoas vão consumir como informação.

Diante disso, cabe às agências visualizar as barreiras encontradas por seus clientes, referentes à produção de vídeos, podcasts, dentre outros tipos de materiais, e tornar esse tipo de mídia totalmente possível para eles. Vale providenciar os equipamentos, organizar uma equipe, levar o cliente até um estúdio e fazer a produção acontecer, pois esses são conteúdos que, em 2018, serão necessários.

E então? Gostou das novas oportunidades para agências digitais? Se estiver prestando algum serviço diferente dos citados, compartilhe conosco através dos comentários e continue se informando sobre o mundo do marketing digital no blog da Agência Mestre.