Olá, leitor da Mestre! Você já deve ter ouvido falar em diversos termos ligados ao marketing digital, certo? Porém, dentre todos eles, nosso CEO, Fábio Ricotta, recomenda que você aprenda o que é mídia programática e conheça também o seu funcionamento. Quer saber por quê? Confira a explicação a seguir:

O Que é Mídia Programática

Embora o nome seja estranho, ao descobrir o que é mídia programática você verá que ela não é muito diferente do que já acontece no dia a dia de empresas e agências que costumam comprar mídia. Aliás, a mídia programática surgiu exatamente para facilitar a compra de mídia, que antigamente era feita uma a uma, como nas revistas, que o interessado em fazer o anúncio, ligava para o veículo de comunicação para negociar as páginas.

Isso, no início da internet, também funcionava assim. Mas, com o avanço do setor, a mídia programática foi criada para facilitar o contato entre o publisher, que é quem tem o site, e o anunciante, que pode ser uma empresa ou uma agência.

Como a Mídia Programática Funciona

Para que a conexão entre os interessados na venda e na compra de mídia seja feita de forma mais rápida, existem plataformas, ou as chamadas DSPs, que fazem justamente a ligação entre ambas as partes. Nesse cenário, vale explicar que o DSP funciona como um gerenciador, no qual as empresas podem escolher em quais sites farão os anúncios e também qual o valor que irão investir.

Como o DSP trabalha com o modelo de leilão, ele também proporciona facilidades e vantagens para os publishers, que passam a alcançar muito mais anunciantes ao mesmo tempo. Esses últimos, por sua vez, acabam disputando quem vai comprar e exibir a mídia dentro do site.

Importância da mídia para a sua empresa

Independentemente do tipo de negócio, a grande sacada da mídia programática é descobrir qual a melhor oportunidade de venda e de compra de anúncios. Um exemplo de mídia programática bem popular é a plataforma do AdWords, cujo sistema permite colocar todos os anúncios desejados e, ainda, escolher quanto será investido, deixando que a própria plataforma selecione os sites que receberão as mídias.

Porém, existem também algumas DSPs que são utilizadas para gerenciar diversas DSPs pequenas, inclusive o AdWords. Eles são mais usados por grandes agências e conglomerados de publicidade que, dessa forma, conseguem ter um alcance de mídia bem maior.

Portanto, se tiver um grande negócio ou uma agência que ofereça compra de mídia, tenha em vista que a mídia programática é o próximo nível a ser atingido. E, se você for um publisher, comece a procurar as DSPs para se cadastrar e disponibilizar os seus espaços publicitários para diversos anunciantes.

Agora que já sabe o que é mídia programática, continue navegando pelo blog da Agência Mestre e confira também o que é pixel de conversão, um grande aliado de quem trabalha com a compra de mídia. Acesse!