Google Analytics – Dicas para Uso do Analytics do Google

Bom dia leitores da Agência Mestre!

É muito importante para os trabalhos de SEO saber mensurar os resultados dos esforços que são realizados, seja em campanhas de link building ou SEO onpage, como metatags e disposição dos elementos em uma página. E o Google Analytics é uma ótima ferramenta nesse aspecto.

Inscrever seu site no Analytics do Google deve ser um dos primeiros passos para acompanhar seu desenvolvimento, pois o Analytics fornece uma quantidade de dados mais que suficiente para analisar todos os aspectos do tráfego de um site. Entretanto, será que realmente se utiliza todo o potencial dessa ferramenta?

Dicas de Analytics

Geralmente as pessoas se atém a utilizar o dashboard e o tráfego vindo de referrals. Quando muito, utilizam o analytics para comparar keywords e visitas entre dois períodos de tempo. No entanto, existem maneiras muito interessantes de analisar outros aspectos do seu site através do Analytics. Por exemplo, é possível utilizar o analytics para verificar se está atacando as keywords corretas, se existem incompatibilidades graves de navegação por browser, problemas com tempo de carregamento das páginas.

Análise por Períodos de Tempo

Embora esse uso do analytics seja relativamente comum, poucas pessoas utilizam esse recurso. A análise dos dados por período de tempo é muito interessante, possibilitando colher os resultados de um trabalho diferente executado no site em uma determinada data.

Por exemplo, você iniciou uma nova parceria para seu site, mas não tem certeza se ela está sendo tão boa assim. Uma boa maneira de verificar se essa parceria está surtindo efeito é comparar o mês anterior e o mês posterior a uma determinada alteração. Se a quantidade de visitas for maior e a qualidade dessas visitas for significativa – o bounce rate não aumentar – com certeza sua parceria está trazendo resultados positivos para seu site.

As comparações por tempo também são muito úteis quando se fala em análise de resultados de testes. Seja teste de páginas, calls to action, modificações na estrutura das páginas e outras possíveis alterações executadas no site.

Análise das Keywords do Site

Embora não exista uma fórmula exata para as metatags e keywords do site, é fundamental utilizá-las da maneira mais coerente possível. Como sabemos, as metatags são uma maneira de descrever o conteúdo das páginas e, páginas mal descritas, levam a usuários insatisfeitos por encontrar um conteúdo que não estava procurando – ou seja, mais um bounce para o site.

Para utilizar o Analytics para verificar as suas keywords, basta comparar as top keywords do seu site com as top landing pages. Para obter as top keywords, vá ao menu Traffic Sources -> Keywords:

keyword

Já para as top landing pages, clique na opção: Content -> top landing pages:

landingpage

O conteúdo das landing pages são coerentes com as top keywords do site? Se sim, excelente. Senão, compensa reavaliar as metatags das páginas.

Incompatibilidades de Browser

Os browsers mais utilizados no Brasil são o Internet Explorer, Firefox e Chrome (nessa ordem). Portanto, é importante que seu site possa ser visualizado adequadamente nesses três. Quando ocorrer alguma incompatibilidade com o Internet Explorer, por exemplo, provavelmente os visitantes que utilizam esse browser vão passar menos tempo no site, ou mesmo acarretar em um bounce.

É possível verificar se existe alguma incompatibilidade grave de navegação através do Analytics. Para tanto, clique em Visitors -> Browsers. Lá é possível analisar o tempo médio, bounce rate (além de outras informações) sobre os visitantes que utilizam cada browser.

browser

Se você perceber grandes diferenças no bounce rate e tempo médio entre os navegadores, compensa verificar mais atentamente possíveis problemas na visualização do site nos navegadores.

Páginas muito lentas

Usuários que utilizam conexão discada geralmente passam alguns segundos a mais no site do que os visitantes que utilizam DSL e outras conexões mais rápidas. Portanto, se acontecer o contrário, suas páginas provavelmente estão muito pesadas – lembre-se: ninguém tem paciência para esperar páginas muito demoradas.

Para verificar o comportamento de seus usuários em relação ao tempo de carregamento das páginas, basta utilizar a opção Visitors -> Network Properties -> Connection Speeds.

conection speed

Se houver diferenças muito grandes entre os tempos que os usuários permanecem nas páginas, verifique o tamanho de suas páginas.

Mais de Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta muito poderosa quando se fala em otimização de sites. Entretanto, seus recursos nem sempre são muito explorados – geralmente as pessoas utilizam apenas alguns dados como número total de visitantes em um dado período, quantidade de visitas vindas de um determinada rede social ou parceria.  Alguns exemplos de recursos que não são tão populares são os filtros e goals – que podem ser usados para análise de conversões, bounce e andamento da otimização do site.

E você, tem o costume de utilizar o Google analytics? Quais recursos você geralmente utiliza? Deixe um comentários sobre suas impressões e que usos diferentes encontrou para os dados fornecidos pelo analytics do Google.

Receba Dicas Exclusivas Sobre Web Analytics

Quer aprender a mensurar suas visitas e conversões de maneira correta? Então, cadastre seu e-mail!
Divulgue este artigo

17 Comentários para “Google Analytics – Dicas para Uso do Analytics do Google”

  1. djavan

    Muito bom o seu artigo Fabiane, um recurso que utilizo muito são as Metas, pois utilizo o adwords também e por ali consigo saber quantas conversões foram feitas fora do adwords, e também por onde e aonde os usuarios estão saindo do site. Parabéns.

    Responder
    • Fabiane Lima

      @djavan
      Obrigada! =)

      @Igor Marlus
      É verdade. Não é nada fácil acompanhar tudo, mas é interessante filtrar os recursos mais úteis.

      @Picciani
      Obrigada pelo elogio e pela dica, vou usá-la na próxima! =)

      Responder
  2. Igor Marlus

    Realemente tem muitas ferramentas no analytics que passam despercebidas. Gosto muito de acompanhar as evoluções das palavras-chave e diminuir taxa de rejeição através das landing pages. Contudo gostaria muito de aprender a usar as metas do analytics mas não consigo configurá-las.

    Responder
  3. Picciani

    Fabiane, parabéns pelo tópico. Muito explicativo e de fácil entendimento. Como dito acima pelo Djavan, um ponto interessante (e importante) são as metas. Você poderia fazer um novo capítulo falando nelas, hein? O que acha? =)

    [ ]s

    Responder
  4. djavan

    Igor Marlus, sou articulista do imasters, vou escrever um artigo sobre isso então. Para semana que vem. Ok ?

    Responder
  5. Walter

    Eu olho muito de onde vem as visitas, páginas mais acessadas agora vou começar também a olhar palavras chaves x páginas,além de tamanho de tela, tempo de permanência para ver se preciso melhorar a página.

    Responder
  6. Michelle

    Olá Fabiane,
    Por favor tire uma duvida minha, eu tenho o site cadastrado do google analytics, é possivel eu receber um relatorio sobre os emails que envio, pra eu ter controle dos links mais acessados pelo email marketing?

    Grata.

    Responder
    • Fabiane Lima

      Para verificar as visitas recebidas por e-mail marketing, basta verificar os acessos vindos dos sites de e-mail, através da opção “referring sites”, em “Traffic Sources”.

      Responder
  7. wellington

    Olá Fabiane,sempre que posso passo aqui para aprender um pouco,gostaria de saber oque devo fazer para o google analytics não contabilizar minhas entradas no blog,pois entro para editar ou conferir algo várias vezes e saio rápido,creio que isto aumenta a rejeição,estou certo?Pode me dar uma dica?

    Responder
    • Fabiane Lima

      Se você sempre acessa seu blog de um mesmo IP, você pode configurar um filtro no GA para exibir somente as visitas que não são originadas desse IP. =)

      Responder
  8. Douglas Sousa

    Olá, adorei este artigo, muito bom e estou indicando para meus clientes, pois achei ele bem explicativo, e apliquei algums tecnicas relacionadas a minha campanha.
    Obrigado.

    Responder
  9. Thiago

    Olá Fabiane tudo bem? Primeiramente gostaria de agradecer por compartilhar seu conhecimento. Estou fazendo uma pesquisa, pois vou prestar uma consultoria usando o Analytics para a empresa que trabalho. Usando essa ferramenta eu não poderia dizer que é uma consultoria de SEO não é? Se não, qual é o nome apropriado? Outra coisa, para eu saber a média de visitas referente ao período de um mês você saberia me dizer que cálculo eu faço ou se o Analytics oferece algo pronto para isso?

    Desde já agradeço se puder me responder!

    [ ]s

    Thiago

    Responder
    • Fabiane Lima

      Vamos por partes.

      Bom, não é por usar uma ferramenta X ou Y de Web Analisys que necessariamente você está fazendo ou não SEO. Depende de como você interpreta e utiliza os dados para melhorar as estratégias de SEO do seu site. Por exemplo, se você verifica as palavras que os usuários mais utilizam na busca interna de seu site (possível através do Google Analytics) para orientar a produção de conteúdo e otimização das páginas de seu site, você está fazendo SEO.

      Quanto ao número de visitas médias, acredito que você tenhe que fazer na mão (divide o total de visitas do período pelo número de dias considerado).

      []s

      Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>