9 Dicas para Não Espantar o Seu Usuário

Olá pessoal, quanto tempo!

O mundo anda fascinado por SEO e anda se esquecendo de alguns fatores simples que também são muito importante.

Para criar um site de sucesso, não adianta apenas aplicar as melhores técnicas de SEO para estar nas primeiras posições dos resultados de busca e achar que todos os seus problemas estão resolvidos.

O que adianta receber um grande volume de visitas se ao entrar no site o visitante não consegue encontrar uma determinada informação ou adquirir um serviço porque não a encontrou ou porque a interface era tão desagradável que ele preferiu abandonar site e procurar um melhor já que no mundo online o seu concorrente está apenas a um clique de distância.

Pensando nisso, entra em questão a usabilidade do site, o desejo de criar interfaces amigáveis a fim de oferecer ao usuário seu produto da melhor forma possível.

Muitos fatores devem ser considerados quando o objetivo é criar uma interface ‘user-friendly’. Então, algumas dicas para melhorar a usabilidade do seu site:

1. Fique de olho tempo de carregamento

Uma coisa chata da web é ter que esperar um conteúdo carregar. O mundo ultimamente está sempre com pressa. Geralmente os usuários navegam na internet durante aqueles 15 minutinhos entre um compromisso e outro.

Imagina você com apenas alguns minutinhos para encontrar aquela informação importante ter que esperar a página carregar.

Quando isso acontece grande parte dos usuários voltam aos resultados de busca, fazem a pesquisa novamente a fim de encontrar um site que não exija esse tempo de espera.

2. Disponibilize um conteúdo fácil de ler

Você achou a informação que tanto queria, mas tem que fazer aquele esforço para ler porque o letra está muito pequena, com cor próxima do fundo e ainda meio embaçada.

Imagina você fazendo uma pesquisa importante para seu trabalho de conclusão de curso. Você encontra um artigo muito interessante, porém ele é super longo e difícil de ler.

Neste caso, as pessoas acabam procurando um outro site que tenha uma informação semelhante e que seja mais fácil de ler.

Além disso, para muitos search engines, letras muito pequenas com cores próximas ao fundo são consideradas spam.

3. Disponibilize um conteúdo organizado

Os usuários não leem todo o conteúdo de uma página como se fosse um livro. Eles leem primeiro o que chama a atenção.

Exemplo de um conteúdo não organizado:

Conteúdo Não Organizado

Então, colocar títulos e subtítulos bem descritivos facilita a leitura e o entendimento do usuário. Desse modo, é possível saber do que se trata uma determinada parte sem que precise ler todo o conteúdo da página.

E dividir o conteúdo em parágrafos pequenos faz com que o usuário não desista de ler antes de começar.

Em comparação ao exemplo anterior, um conteúdo organizado:

Conteúdo Organizado

4. Utilize atributo ALT na imagem

O atributo ALT nas imagens é interessante, pois caso a imagem não carregue por algum motivo o texto é colocado no lugar. Assim o usuário pode tentar imaginar a imagem que apareceria no local.

Os search engines não conseguem identificar conteúdo da imagem. Então, o atributo ALT tem o objetivo de fornecer algum tipo de informação sobre a imagem.

5. Faça uma página 404 customizada

É comum clicar em um link e cair em uma página não encontrada. Por mais que você cuide do seu site isso pode acabar acontecendo.

Quando isso acontece, na maior parte dos casos, o visitante acaba abandonando o site, pois raramente ele clica no botão de voltar do navegador.

Por isso, para não perder o visitante, a melhor opção é criar uma página de 404 personalizada, com links para outras páginas do site para que o usuário tenha outras opções além de deixar o site.  Como exemplo temos a página com erro 404 customizada:

Page 404 Customizada

6. Faça um site fácil de navegar

Quando um visitante entra em site pela primeira vez ele não sabe onde estão às informações, logo tem que procurá-las. Para isso ele usa a intuição se perguntando onde pode estar tal coisa.

Se a navegação for complexa ele vai ter muita dificuldade para encontrar o que quer e pode acabar desistindo no meio do caminho o que geralmente acontece. Para que isso não aconteça uma navegação simples e intuitiva é a melhor opção.

De acordo com estudos de usabilidade os usuários tentem a ler o conteúdo em forma de F. Desta forma o melhor é que a barra de navegação esteja na lateral esquerda ou no topo.

Outro problema relacionado à navegação é sobre a aparência dos links. Não ter um padrão para os links prejudica a usabilidade pois o usuário nunca tem certeza o que é um link e o que não é sendo necessário passar o mouse sobre o conteúdo. Sendo assim, na maior parte dos casos o mais usado é o underline.

Além disso, os links devem ter texto âncora descritivo para que o usuário saiba para que página vai se clicar no link.

7. Coloque o conteúdo mais importante no começo

Grande parte dos usuários web são adeptos a lei do menor esforço. Quanto mais fácil achar o que deseja melhor. Quando um usuário está procurando um determinado conteúdo na web então quanto mais rápido e fácil ele encontrar  melhor.

Colocar o conteúdo mais importante logo no começo permite ao usuário identificar do que se trata sem a necessidade de ficar percorrendo toda a página para descobrir. Assim, diminui a possibilidade de abandonar o site por não ter encontrado o conteúdo porque ficou com preguiça de ir até o final da página.

8. Tenha páginas com títulos explicativos

A tag TITLE é poderosa. O usuário pode identificar o conteúdo da página apenas lendo o título. Neste caso ele sabe do que se trata e se é o que precisa.

Com relação à página dos resultados de busca, o título aparece em destaque e os usuários têm tendência, além de clicar nos primeiros resultados, escolher o que está mais relacionado com o que está sendo pesquisado através de um título atrativo aumentando assim o CTR da página.

Para os search engines a importância é ainda maior. A TITLE é um dos elementos mais importantes da página. Por isso, colocar as keywords na title da página e cada título ser único influencia no ranking.

9. Utilize URL amigável

Um dos lados negativos da web nos dias atuais são os spams. URLs não amigáveis cheia de caracteres estranhos são umas das características dos conteúdos spams.

Exemplo de URL não amigável:

URL Não Amigável

Devido aos spams os usuários web tem um certo receito de entrar em páginas com esse tipo de URL. Logo, ter uma url amigável ajuda a evitar esse tipo de engano. Além disso, uma URL amigável é mais fácil de ser memorizada caso o visitante queira retornar na página no futuro.

Exemplo de URL amigável:

URL Amigável

URL amigável também influencia no ranking, desta forma deve ser aproveitada utilizando as keywords da página na url.

Concluindo

Como vimos, não adianta aprender as técnicas mais mirabolantes de SEO se você não ajuda quando o usuário já está no seu site. Não adianta ter o melhor conteúdo se o usuário não consegue encontrar. Por isso, se você quer criar interfaces amigáveis a primeira coisa que deve ter em mente é “Não faça o usuário pensar!”.

Gostou do post? Deixe seu comentário ou conte-nos alguma modificação que você fez para melhorar a usabilidade do seu site.

T+

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

31 Comentários para “9 Dicas para Não Espantar o Seu Usuário”

  1. Leonardo Cardoso

    Muito boa as dicas Nathalia, está de parabéns!!!

    Apenas uma pergunta:
    No tópico 5, o que vc acha do redirecionamento? caso a página não exista o site redirecionar para a index por exemplo? ao invés de se criar uma página 404 personalizada.

    Att
    Leonardo Cardoso

    Responder
  2. Rodolfo Lopes

    Leandro,

    É bom criar uma página de erro 404 personalizada pois com ela você pode informar ao visitante que determinada página não existe mais e que ele “não deve” mais entrar por aquele endereço. Se você redirecioná-lo para a página principal do site, você pode acabar confundindo o visitante. É o que eu acho!

    Abraço!

    Responder
  3. Nathalia

    Oi Leandro,

    Então, eu concordo com o Rodolfo. Como a pessoa vai saber que a página não existe se você redirecionar para a home? O usuário vai achar que o site está com algum problema e não que a página não existe.

    O melhor para a usabilidade é deixar o visitante ciente do que está acontecendo. Assim, ele não se sente enganado.

    Vlw Rodolfo pela explicação…

    Bjossss

    Responder
  4. Renato

    Vixi… eu como sou novato em desenvolvimento de página, eu fiz uma página em PHP no site http://www.uniaosoc.com.br, eu simplesmente não sei como fazer essas URLs amigáveis, ainda o meu site sai com URL não amigável :(

    Responder
  5. Rochester

    O ALT também é importantíssimo pra acessibilidade do site.

    Acho que os conceitos aqui ficaram muito abstratos, poderia ser um pouco mais específico, já que são dicas (até mesmo como lista, pra melhorar a usabilidade :D).

    p/ ex:
    no 1 : evite o uso de flash; verifique se os scripts não tem erro de execução, verifique se o html está correto (isso afeta no tempo de renderização)

    no 2: aumente o contraste do texto com a ferramenta XYZ; faça alinhamento à esquerda, deixe as colunas não tão grandes demais (aumenta a legibilidade), dê opção de aumentar texto com o script tal

    no 3: faça uma boa AI, marque corretamente os títulos, mantenha a harmonia visual…

    enfim, você entendeu ;)

    leu steve krug? ele é bom mesmo hehe

    []’s

    Responder
  6. Leonardo Cardoso

    Boa, gostei das elucidações, vou passar a criar a página de erro, rss

    Um abraço a todos

    P.S.: Quanto a esse lance de Url Amigável, estou tomando uma surra p/ conseguir fazer… Nem com as explicações do Celso estou conseguindo entender… ta brabu!!! rss

    Leonardo Cardoso
    Criação de Sites

    Responder
  7. Renato

    Olá Nathalia,

    agradeço a sua atenção e pode deixar que estudarei o link que você me passou e tentarei “fazer” adotar este método de URLs amigáveis que você mencionou :)

    Um grande abraço e fique com Deus!

    Responder
  8. Nathalia

    Oi Leonardo,

    Criar uma página de erro customizada ajuda muito, pois muitas vezes outros sites linkam pra você com URL errada. Deste modo, se você não tiver uma página customizada acabará perdendo o visitante.

    Bjoss

    Responder
  9. Leonardo

    Oi Nathalia,

    Realmente, concordo com vc, na primeira versão do meu site eu adotei esse método de criar as páginas de erro personalizadas e tal, mais quando fiz uma reorganização no meu site acabei deixando isso de lado e colocando o redirecionamento p/ index. Mais ponderando suas informações e minhas experiências também, me leva a adotar novamente essa prática. Estou montando uma 3ª versão do meu site, uma versão mais “vendavel”, e com certeza nela vc pode crer, vou seguir seu conselho e dos camaradas que postaram aqui também e criar as páginas de erro personalizadas.

    Para conhecer meu site, clique em Criação de sites.
    Meu Blog: Blog.

    Vlw
    Bjão

    Responder
  10. Nathalia

    Oi Leonardo,

    Essa técnica de página de erro personalizada é muito importante mas grande parte das pessoas não se preocupam com isso, acham que não faz diferença sendo este apenas um detalhe.

    Vlw, bjosss

    Responder
  11. Mariana Areco Torres

    Nossa Nathalia, parabéns mesmo pelo seu post. Achei bem interessante e me vi no meu trabalho diário aqui, rsrsrs. Concordo completamente que temos que nos apegar mais a esses detalhes ao invés de só nos focar em técnicas de SEO.
    Foi muito construtivo para mim ler suas dicas!
    Bjs!

    Responder
  12. Nathalia

    Oi Mariana,

    Pois é, todo mundo se preocupa só em como fazer o usuário chegar no site e esquece que isso é apenas a primeira etapa. Depois que o usuário chegou no site tem que cuidar para que goste, volte e ainda conte para os amigos, rsrsrs.

    Vlw, bjoss

    Responder
  13. Leonardo

    A Nathalia agora falou tudo
    esse é o grande lance, acredito q uma das coisas mais difíceis (Dependendo do assunto ou tema do site, é claro), é manter o cara rodando no seu site…

    Nath, quero te fazer uma pergunta, nada pessoal, nem particular, mais tbm não tem muito a ver com o tema deste post, então para não desviar o tema, se puder me add no gtalk ou msn…

    gtalk: leocardoso288@gmail.com
    msn: contato@araraazulwebsites.com.br

    abraços
    Leonardo Cardoso
    Criação de sites

    Responder
  14. Myke

    Muito bom, as coisas citadas a cima eu ja tinha uma certa noção, mas é sempre bom (e tambem importante) passar este tipo de inforrmação para novos usuários!
    Parabens pelas dicas!

    Responder
  15. Nathalia

    Oi Myke,

    Obrigada! Algumas dicas realmente são básicas mas é sempre bom relembrar pois por serem básicas muitas pessoas esquecem e esses pequenos detalhes acabam fazendo diferença.

    Bjosss

    Responder
  16. Miguel (Utilnet)

    Oi,
    Obrigado pelas dicas. São interessantes e por tal vou analisa-las uma a uma para melhorar o UTILNET.

    Uma que me chamou muito a atenção (pelo menos agora) foi:
    4. Utilize atributo ALT na imagem
    Para mim é uma dica muito importante e que se deve ter em conta.

    Abraço,
    Miguel (Utilnet)

    Responder
  17. Nathalia

    Oi Miguel,

    Essa dica do atributo ALT é importante, pois os search engines ainda não conseguem identificar o conteúdo das imagens, então o atributo ALT ajuda a fornecer algum tipo de informação sobre ela. Por isso, deve-se colocar neste atributo uma informação relevante sobre a imagem, dê preferência com as keywords da página para contribuir com o SEO.

    T+

    Responder
  18. Nathalia

    Oi Leonardo,

    Muito legal essa sua página de 404. Ela tem as características do seu site e algumas opções de navegação, assim minimiza a probabilidade do usuário abandonar o site.

    Parabéns! É bom saber que as dicas estão sendo implementadas.

    T+

    Responder
  19. Nathalia

    Oi Batista,

    Obrigada! É sempre bom saber que estão sendo utilizados as informações e dicas divulgas.
    E você pegou bem a idéia de página de erro customizada, dar ao usuário várias opções para que não abandone seu site.

    Vlw.. bjoss

    Responder
  20. paulo zambroza

    Muito bom o tema e melhor ainda os comentários!

    A internet no Brasil precisava de um boom e ele está chegando!
    Sou representante de uma empresa americana que está em mais de 193 paises e oferece serviços de registro de domínios, hospedagem de site, programa construtor de site para apoiar a inclusão digital que é o maior obstáculo da rede.

    Cada cidadão do mundo terá direito a um site, essa é a perspectiva de muitos gurus desse assunto. Segundo Bill Gates: Daqui para a frente só vão existir dois tipos de empresas: As que fazem negócios pela internet e as que estão fora dos negócios” – e pensando assim, essa empresa já está decolando a ferramenta que vai permitir que cada profissional autônomo ou liberal, cada micro e pequena empresa ou intituição filantrópica do Brasil e do mundo possa estar presente na rede.

    Meu nome (paulozambroza) ou (paulo zambroza) se somados aparece nas buscas do google em mais de 20 mil resultados. Muito fácil né?!

    As sugestões aqui colocadas nesse tópico e os comentários postados nos mostra que estamos no caminho certo do http://www.negociocerto.ws

    Sucessos

    Responder
  21. Mariely

    Muito boa a matéria, essas dicas realmente são muito úteis, principalmente para mim, pois estou entrando nessa área de criação de sites..
    Valeu! =)

    Responder
  22. Diogo

    Olá muito boa estas dicas, gostaria de saber como posso descobrir no meu site as páginas que levam as páginas 404, ou seja links quebrados? Digamos que sem querer alguem tenha errado na hora de atualizar, tem alguma forma prática pra descobrir isto sem precisar ficar rastreando o site inteiro sempre?

    Responder
  23. Frank Marcel

    Diogo, procure cadastrar seus sites na Ferramenta para Webmasters do Google – por lá, ele oferece um relatório de URLs que geraram erros 404. Precisamente a solução que você procura.

    Abraços!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>