Porque Não Criar Sites Em Flash, Ainda

Algumas semanas atrás tivemos uma publicação de que o Google indexa sites em Flash. A Adobe lançou um novo Flash player específico para as search engines e agora ele está sendo usado pelo Google (o Yahoo está trabalhando para isso também).

É extremamente importante que as search engines trabalhem o máximo para conseguir ler toda a informação dos sites, e não somente o texto. Mesmo assim, isso não significa que todos os sites construídos em Flash passarão a rankear bem para todas as buscas e que não precisam de SEO.

Impotância do Conteúdo

Mesmo que o texto seja indexado, não podemos dizer que a maioria dos sites em Flash que temos por aí incluem tanto texto assim, o que é o primeiro problema. Embora haja muitas formas das search engines classificarem uma página como sendo sobre determinado assunto, o conteúdo dela com certeza tem um peso muito grande.

Desvantagens em relação ao HTML

Outro ponto, é que esse texto não estará tão bem organizado como em um arquivo HTML, onde temos tags (h1, por exemplo) para dar destaque a algumas partes do texto e dizer à search engine sobre quais assuntos nossa página está tratando. Uma página em Flash tem essa desvantagem.

Links

Digamos que o site já tem bastante texto, está bem dividido em categorias com assuntos e tudo mais. Se estiver tudo em um mesmo arquivo Flash e tudo na mesma página HTML, você vai ter só uma URL apontando para todo seu site, o que torna impossível que determinada área do seu site apareça nos resultados.

O que você pode conseguir é que sempre que alguém buscar por alguma das diversas keywords existentes no seu site e separadas em áreas diferentes, você apareça nos resultados para algumas delas, mas sempre com um link para sua página principal. Trazendo confusão para o usuário, que pode desistir de clicar no resultado do seu site, pois não sabe se realmente aquela index vai levá-lo ao assunto sobre o qual ele quer saber, assim como para a search engine, que mostrou seus resultados dessa forma justamente pela confusão causada.

Sem falar nos problemas que o usuário terá para enviar esse conteúdo para alguém, divulgar seu conteúdo em algum social bookmark ou mesmo favoritar aquela página em seu navegador.

Concluindo, é um passo importante que as ferramentas de busca tenham melhorado sua interação com esse tipo de tecnologia, e isso deve acontecer com muitas outras mais, mas não podemos ficar com a falsa idéia de que ela está perfeita e por isso não é necessário nenhum esforço no sentido de otimização de site.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

41 Comentários para “Porque Não Criar Sites Em Flash, Ainda”

  1. Tiago jaime machado

    obrigado por este post,
    tenho uns clientes que estão a dizer:

    – a mas eu li que o google já está lendo flash, bla bla bla…

    é terrível ficar explicando que nada é instantâneo e que o posicionamento deles é mais importante que animações pisca-pisca.

    abraço.

    Responder
    • Leandro Rodrigues

      Se você so sabe fazer pisca-pisca com uma ferramenta tão ampla quanto o flash, é melhor não usar mesmo, tudo tem seu foco, se o conteúdo deve ser indexado para obter resultados ampliados com o SEO, é muito recomendado utilizar html invés de flash, se você utiliza de forma institucional, hotsite, conteúdo sazonal, para maior impacto, caso tenha capacidade para isso, o flash é uma excelente ferramenta, para pensar globlamente nesta área de desenvolvimento, é necessário ter conhecimento das diversas ferramentas e suas aplicabilidades para tirar melhor proveito e consequentemente dar o resultado esperado para seu cliente.

      Responder
  2. Rafael

    Aqui as vezes precisamos fazer certo conturcionismo, sites todo em flash com conteúdo rico e direcionado acaba tendo seu ROI reduzido devido a má Indexação dos mecanismos, estou atento a isso e venho buscando maneiras de na própia ferramenta melhor isso…

    Responder
  3. Marcio Rosa

    Concordo em um ponto de vista, porém gostaria de expor meu ponto de vista como desenvolvedor flash. Sites em Flash e HTML não podem ser comparados pois servem para finalidades opostas. Existe Aplicações web, sites de conteúdo, e sites institucionais, por exemplo:

    Os sites da Coca-Cola, sempre desenvolvemos em flash porque sabemos que blogs, portais etc irá apontar pra lá e o resultado será o mesmo. Já para Kuat usamos um Blog pra indexar o conteúdo, porém grande parte dele usa flash, não houve perdas pois sua arquitetura é muito bem distribuida. Sempre haverá sites em Flash com bom posicionados pois no institucional mesmo o que vale é o peso da marca.

    {}’s

    Responder
  4. Fábio Ricotta

    Olá Marcio,

    Entendo o seu caso, mas existem desenvolvedores que criam websites totalmente em Flash, onde o propósito é apresentar informação ao usuário e não apenas interação. Está aí a diferença.

    Se o propósito da Coca-Cola é interação ela pode colocar flash a vontade, pois a sua MARCA já faz o resto. Agora, se a intenção é ser achado pelos mecanismos de busca, usar o flash para o site todo é “suicídio”.

    Um abraço e comente sempre!

    Responder
  5. Tiago Celestino

    Preciso mandar esse artigo para alguns designers que conheço, que estão achando que o Google vai poder indexar Flash e tudo vai ter que ser feito com a tecnologia.

    Flash pra mim, vai continuar sendo uma coisa apenas para sites interativos. Em todos os casos, não usarei nem a “pau”.

    Responder
  6. Fábio Ricotta

    @Lucas Marçal – Tudo beleza Lucas? Então cara, seria interessante você citar o que acha de errado para debater. Ao meu ver, o Flávio não falou nada de errado no artigo.

    @Tiago Celestino – Realmente, é complicado falar que agora está “tudo beleza”, quando na verdade deu-se o primeiro passo para a indexação de Flash. Concordo plenamente contigo.

    Abraços a todos

    Responder
  7. Wagner Rosati

    O que acontece, é que alguns designers desenvolvem sites apenas em flash, independente do conteúdo, perfil, cliente, enfim, pode ser uma página em contrução, a pessoa prefere colocar um flash, por mais que seja uma imagem estática…estes, repudiam a estrutura html, css, java script, etc..não querem fatiar imagens, enfim…..adotam o flash por ser mais “facil”.
    Depois deste “boom” de que os robos do google também vão ler ou reconhecer o flash, os desenvolvedores flash, respiraram aliviados, como se pensasse assim: “…ufa!, não preciso mais saber html, codes, e toda essa baboseira de SEO, eu vo continuar fazendo meus pisca-pisca na boa, e ainda serão reconhecidos…”

    Responder
  8. lucio geraldo

    Sr. Wagner Rosati: Mesmo sendo totalmente leigo no quese refere as vantagens ou desvantagens de flash/html noto uma certa resistência da sua parte quanto a substituição da linguagem html pela flash, a meu ver mais simples, eficaz, limpa e inquestionavelmente melhor esteticamente, além da praticidade e produtividade…

    Comentários num forum como este deveriam priorizar, mesmo que ressaltando diferenças ou restrições, caminhos para a solução destes, visando a adequação a nova tecnologia…

    se prender ao que já existe é suicídio. Num mundo de tecnologias são cada vez mais voláteis e efêmeras devido as necessidades crescentes cabe a nós não dizer NÃO mas sim COMO!!! O impossível é o possível AINDA não realizado…

    Responder
  9. Carlos Eduardo

    Parabéns pelo artigo Flávio!
    Eu particularmente não gosto de sites em flash.
    Vejo um site como um jornal uma revista: Imagina cada vez que eu folhear um jornal ter uma animação, esperar a página carregar só para depois disso tudo ler…
    Sites em flash destacam muito mais o design do que o próprio conteúdo, que é o principal de um site.

    Responder
  10. Frank Marcel

    “Sites em flash destacam muito mais o design do que o próprio conteúdo, que é o principal de um site.” – Falou tudo Carlos. Parabéns.

    Responder
  11. Marcio Rosa

    Design também é conteúdo, e o principal em um site não é o conteúdo é sua proposta, a não ser que sua proposta seja oferecer conteúdo você pode estar redondamente enganado.

    Responder
  12. Guto Kraft

    A meu ver um arquivo swf nunca vai conseguir o mesmo desempenho que o html, por todas essas questões que o Flávio colocou e por mais muitas outras que os desenvolvedores flash conhecem tão bem como, por exemplo, a dificuldade de construir num único movie toda a estrutura de um site, digamos, grande. Até onde sei a nova indexação do google só irá apontar o movie principal.
    Por outro lado já existem diversas técnicas para trabalhar idexação e usabilidade com sites flash. Aqui onde trabalho utlizamos integração do swf com xml, ou melhor, xhtml que é perfeitamente indexado pelo google. Usamos variáveis que permitem abrir determinada página de um movie flash por uma url específica eliminando o problema de abrir uma sessão que não confere com o texto exibido na Serp. Isso entre muitas outras coisas.
    Técnicas não faltam, vai do empenho de cada desenvolvedor buscá-las, criá-las e implementá-las.
    Afinal a experiência do usuário aliada ao conteúdo de informação são o que fizeram a internet evoluir como um todo. Na minha opnião sacrificar um desses dois é no mínimo falta de visão.

    Responder
  13. Rodrigo Costa

    Obrigado, Guto Kraft, pelo primeiro comentário com alguma lucidez feita sobre o ótimo artigo do Flávio. Crendices e radicalismos à parte, existem algumas técnicas que resolvem os problemas de indexação q os sites em flash de fato têm. Ainda falta tempo até o Google conseguir indexar corretamente arquivos swf. Enquanto isso pode-se:

    1) XML: todo html/xhtml é, de fato, um xml, que é um padrão com o qual o Flash trabalha muito bem. Utilizando uma ferramenta como o swfObject, vc pode ‘embeddar’ o swf e fazer com q o actionscript interprete as tags do próprio html onde está inserido (h1, h2, p, div,etc) como se fossem xml, inserindo no seu site Flash todo o conteudo via variaveis. Dessa forma o seu conteúdo vai ser prefeitamente indexado pelos mecanismos de busca, dado q não são provenientes do Flash.

    2) Crie um conjunto html+swf para cada página do seu site e não um grande único swf sobre a index. Assim se resolve o problema dos endereços, favoritos e ‘envie a um amigo’ da vida;

    3) Crie um menu html alternativo na index e nas páginas internas ou;

    4) Monte o sitemap.xml do seu site (monte de qualquer maneira! Faz bem ao seu SEO).

    Bom, espero q não tenha esquecido de nada. Se alguém tiver alguma dúvida pode me contactar.

    Responder
  14. Heliot Melo

    Bem gente, gostei dos comentários relacionados acima; porém: diante dos mesmos vejo a necessidade de não apenas deselover ou até mesmo conhecer uma linguagem ou metodo de desenvolvimento.
    Irão existir casos (sites) que se fará necessário animações (no meu modo de ver o flash é o melhor para isso) estou tentando desenvolver um site e neste caso a melhor maneira é usando o flash, luz acende aqui apaga ali, muita gente gosta dessas coisas, eu particularmente não gosto, prefiro html mesmo. Desenvolvi um outro em php e por aí vai, foi necessario “necessidade”.

    Responder
  15. Camila

    Flávio, como vai?
    Eu não entendo nada tecnicamente das 2 tecnologias. Porém, como consumidora, eu particularmente tenho aversão a empresas que utilizam apenas flash em suas páginas. As vezes trava, as vezes não abre, as vezes eu fico tonta com aquele monte de informação girando na velocidade da luz. Escrevi um post questionando justamente a utilização do flashxhtml em meu blog. Mas, visando o lado prático da questão.
    Caso queira dar uma olhada, o url é http://inteligenciaonline.wordpress.com/2009/10/23/site-em-flash-ou-html/
    Abs

    Responder
  16. Jorge Demetrio

    Mas existe mecanismo fáceis de fazer com que o Google conheça o conteúdo da página em flash por exemplo:

    1 – Criar um flash por página HTML
    2 – Colocar o termos em metadata (embora o google não considere isso os outros buscadores ainda o usam)
    3 – Criar site mas apontando para páginas passando termos chaves na URL
    4 – Tentar colocar nuvem de TAGs em HTML ou uma leve descrição da página e HTML

    Hoje o Google consegue ler os links dentro da página flash, mas isso não quer dizer 100% de compatibilidade mesmo porque o Google não consegue apontar para uma certa página dentro do Timetree

    http://sospublicidade.wordpress.com
    http://sospublicidade.blogspot.com

    Responder
  17. nando fox

    Iai camaradas , sou desenvolvedor flash e sugiro que olhem http://www.thefwa.com tem os melhores sites em flash do mundo feito por grandes e conceituadas empresas da web , e digo uma coisa : se eles “também fazem” sites em flahs e acham isso apropriado para tantas situações( lá tem de todos os tipos institucionais etc..)pergunto entao , quem aqui tem banca pra bater de frente com essas grandes agencias em questão pensam ao usar o flash?
    flash nao é ruim.
    e sobre meios de se indexar no google tem varias estratégias.

    1. você falou sobre as tags H1 que tem no html , isso pode ser colocado dentro do texto no flash de forma oculta e indexavel.
    2. pode se fazer varios pequenos textos com resumos dos conteudos em cada arquivo swf contendo tags html , não sei se sabes , mas o flash interpreta e trabalha com html ( leia mais sobre flash).
    3. Um unico arquivo flash para o site inteiro pode ser manipulado por instruções no endereço da pagina direciando o conteudo do flash para o proposito da busca , assim não se precisa criar varios swf’s.

    finalizando : estou sem tempo pra escrever mais , porém imagino que o camarada , por não gostar de flash, nunca se deu o trabalho de manter-se atualizado. existe muito além ainda ..porem sugiro pesquisar mais antes de escrever algo assim , para pelo menos dar motivos mais substanciais.

    Responder
    • Frank Marcel

      Legal Nando. Quantos programadores Flash se utilizam desses recursos? Qual a porcentagem de 10 primeiros resultados de busca com resultados de páginas em Flash?
      Qual a velocidade de indexação de páginas em Flash?

      Esses são outros dados interessantes para completar suas recomendações.

      Eu, assim como o Flávio, acho interessante não criar sites inteiros em Flash. Acho melhor que o Flash se limite aos efeitos ou animações “vazias”, e que o conteúdo seja mesmo desenvolvido em HTML (PHP, ASP, …).

      Responder
      • Douglas Baldan

        Concordo com o Nando.

        Se os programadores usam ou não o recurso, isso não pode simplesmente crucificar a tecnologia. “agadas” podem ser feitas em qualquer tecnologia, até mesmo em sites em html. Isso vai de quem o faz, e não falha da linguagem.

        Criar uma página para cada swf? Isso é bem pouco produtivo. É o mesmo que, por preguiça, não usar um cabeçalho, rodapé ou qualquer parte que se replique em um site através de includes de php.

        Existe meios de se indexar um site em flash, como utilizar o chamado Deep Link, que resolve este “problema” do “nao poder utilizar favoritos ou mandar para seus amigos”.

        Cada um vai, sempre, defender o seu, o que mais utiliza.

        É legal sempre nos interarmos bastate de um assunto e não agir com preconceito pq alguém ou uma empresa disse aquilo.

        É como a (errada) frase “Site em flash tem bounce rate muito alto”. Se tem, o programador fez besteira. Pq eu tenho varios sites em flash, indexados pelo Google, e com bounce rates baixíssimos, na casa dos 2% (0% nem o html consegue).

        Por fim, alguns podem me crucificar pelo que eu vou falar, mas é a opnião: Não é o Flash que erra pelo Google não indexar ele…e sim O GOOGLE QUE ERRA POR NAO INDEXAR O FLASH.

        Responder
        • Frank Marcel

          Oi Douglas!

          Muito importante suas colocações!
          Não acredito que dizer a um cliente que o site em Flash dele não dá resultado porque o Google erra em não indexar o Flash não tão bem feito que ele pagou pra ter não vá deixá-lo satisfeito, mas se Adobe e Google encontrarem a forma de fazer Flash se igualar a um site HTML, perfeito.

          Mais uma pitada aí para as colocações. Digamos que se igualaram em qualidade de links e conteúdo. Qual carrega mais rápido: HTML ou Flash?

          A velocidade de carregamento é um tema recente como fator de rankeamento de sites.

          Responder
      • gvarella

        Realmente Frank, tem muita pouca gente que se aprofundou bem no As2 e As3 para saber usar os recursos de forma correta .. e ainda temos limitações nas ferramentas. As perguntas que você levantou são realmente relevantes. Vc saberia responder? Qual a porcentagem de 10 primeiros resultados de busca com resultados de páginas em Flash? Qual a velocidade de indexação de páginas em Flash? Me interesso bastante por SEO para Flash. Justamente porque, além de ser interessante, é mais complicado de fazer, e as demandas do mercado estão aí, não é? Só fico chateado de ler o pessoal dizendo que flash é pisca-pisca, pois pra mim isso é uma visão bastante arcaica (2000 – flash4) sobre o que a ferramenta pode proporcionar em termos de integração com linguagens e serviços. Mas concordo que o foco do Flash é gerar experiência para o usuário. Vou pesquisar mais sobre a indexação. Abs!

        GVarella

        Responder
        • Frank Marcel

          Não conheço nenhum estudo sobre o assunto, conheço apenas a experiência do dia-a-dia, onde encontrar sites em Flash é raro e o tempo de carregamento de um “mesmo conteúdo” em Flash e HTML, o HTML é mais rápido.

          Concordo com você, mas mantenho minha recomendação: limitar o Flash pra algo que seja impossível desenvolver em HTML, ou jQuery, ou outra forma não-Flash. É essencial que a página seja rápida, que o conteúdo seja encontrado e entendido facilmente.

          Responder
  18. sandro

    “O que você pode conseguir é que sempre que alguém buscar por alguma das diversas keywords existentes no seu site e separadas em áreas diferentes, você apareça nos resultados para algumas delas, mas sempre com um link para sua página principal. Trazendo confusão para o usuário, que pode desistir de clicar no resultado do seu site, pois não sabe se realmente aquela index vai levá-lo ao assunto sobre o qual ele quer saber”

    “Sem falar nos problemas que o usuário terá para enviar esse conteúdo para alguém, divulgar seu conteúdo em algum social bookmark ou mesmo favoritar aquela página em seu navegador.”

    procure sobre swfAddress e a interação flash/javascript e verá que falou besteira.

    Responder
  19. Douglas Baldan

    Frank,

    Respondendo seu comentário:

    Mas o que dizer para o cliente são outros quinhentos, principalmente da forma que vc expos. Se ele paga por um site, ele quer que seja bem feito, não importa a tecnologia.

    Sobre essa nova onda de tempo de carregamento para fator de ranqueamento, vc realmente acha isso válido? Concordo que não é pq um site é mais pesado que ele tenha mais conteúdo, mas o inverso tbem é verdade…não é pq um site carrega mais rápido que ele é melhor.

    Isso, pra mim, é uma lógica totalmente absurda. Mas enfim, hoje em dia se opor a qualquer idéia do Google é deixar vários fanboys nervosos, como se vc não tivesse o direito de se expressar.

    Voltando ao assunto do Flash, eu não acho que ele seja solução pra tudo, assim como AJAX e até mesmo o HTML não sejam. Tudo depende, muito, do tipo de conteúdo, público alvo, usuário final, e outros fatores.

    Vale lembrar que não é somente site em flash que tem problemas…diversos sites em html tbem os têm. Então simplesmente cruficicar uma tecnologia por causa de uma opniao (ou, as vezes, falta de conhecimento), é totalmente ilógico.

    Como foi o comentário do autor sobre não poder colocar um link no favoritos ou enviar para os amigos. O próprio Google é seu amigo, valia a pena uma pesquisa maior.

    E, por fim, vale aquela máxima: não é pq alguma coisa não serve PRA VC que ela não vá servir pra ninguém.

    Responder
    • Frank Marcel

      E aí Douglas!

      Em um momento de maior liberdade podemos montar uns testes de indexação e etc. sobre Flash e HTML. Aí vemos de fato os pontos fortes e fracos de cada um em SEO.

      Responder
        • nando fox

          Meus caros, muito tempo se passou desde o meu ultimo comentário e muito de SEO avaliei nesse periodo, e concordando com os colegas que citam o html como sendo mais amigável mas sem desmerecer o poder do flash em ser amigável tambem aos buscadores.
          Realmente a velocidade de indexacao é um fator importante atualmente e nao conheco nenhum estudo a respeito sobre o flash nessa area, e discordando do amigo em cima que falou que o google ignora os meta data, pois acompanho mais de 30 sites com o google analitycs e muitos sao achados pelas meta tags.
          Como exemplo gostaria de citar um site otimizado feito em flash de minha utoria, cujo quando buscado pelos termos “corrige ponta dupla” aparece na primeira pagina o site é de cosmeticos capilares, e esta dentro do flash. o resultado pode variar dependendo da cidade pesquisada, estou no RS.

          Responder
    • Douglas Baldan

      Valeu pela matéria, Nando.

      Mas eu acho que o cara uma grande volta para fazer algo que poderia ser mais fácil.

      Vc pode tentar isso http://f6design.com/journal/2006/11/18/deeplink-flash-deep-linking/ (que é mais simples) ou simplesmente usar o swfAddress http://www.asual.com/swfaddress/

      A vantagem do swfAddress é que ele dá suporte ao historico do navegador (tal como em html) e vc pode configurar algo como se fosse um 404 (se a pessoa acessa algo que nao tem, cai em determinada pagina no flash).

      Utilizando o swfAddress, vc consegue combinar o flash com o WordPress. Tem como vc utilizar os dois ao mesmo tempo: quem tem flash, ve o flash. Quem nao tem, ve o WP.

      Mas o legal é que o WP serve as tags pro flash, entao vc pode navegar de maneira muito fácil, integrando ambos.

      Responder
  20. Rafael

    Bom pessoal na boa, respeito as técnicas de SEO e inclusive estudo bastante, mas sou desenvolvedor flash, e acho que um monte de gente têm falado besteira aqui nos comentários, um falou que o desenvolvedores flash, preferem trabalhar com flash, porquê não precisam fatiar imagens e que o flash é uma ferramenta mais fácil, poxa façam-me o favor, vamus falar de determinado assunto quando conhecermos, o flash é uma ferramenta complexa para quem se recusa a aprender, e creio que os analfabetos do próximo século são esses que se recusam aprender e não aqueles que não sabem ler ou escrever, o flash é uma ferramenta para desenvolvimento de animações, aplicações, jogos e multímidias, de alto-impacto visual e emocional.

    Responder
    • Frank Marcel

      Um desenvolvedor Flash falando que ele não é uma ferramenta para desenvolver sites? (Brincadeira!)
      Mas você tem razão, o Flash é uma boa ferramenta para o desenvolvimento dos itens que você citou, e o Flávio (autor do artigo) também tem sua razão em não recomendar o Flash para desenvolvimento de sites. Ainda há um amadurecimento por acontecer nesta área.

      Responder
  21. Daniel Bastos

    Colegas, simplesmente…só usar o swf address ou desenvolver o site num framework q ja instala ele bonitinho pra vc…O Gaia Framework ja faz isso e ja deixa a estrutura de seu site prontinha para SEO.

    Aos HTMLzeiros…boa sorte com seus sites estáticos, que não suportam conteúdo 3D, nem Realidade aumentada.

    Se o objetivo é so passar o conteúdo…vai no html msm.

    Se querem fazer um site que possui conteúdo dinâmico e que respeitam as tendências tecnológicas atuais. Vão de flash.

    E tem mais. Com um bom conhecimento de actionscript…além de vc fazer bons sites…também poderá fazer aplicações ricas para web ou para pcs com o flex.

    Como diz nosso amigo Lee Brimelow, muita gente ainda vai queimar a lingua.

    Responder
    • Frank Marcel

      Acredito que exista mais pessoal capacitado em HTML do que em Flash, pois, eu pelo menos, não encontro diversos sites Flash com esse preparo todo de SEO. Prefiro recomendar o desevolvimento de site em HTML.

      Responder
  22. Daniel

    Oi!
    primeiramente gostaria de agredeçer por toda informação compartilhada e resssaltar q o veredito do colega FRANk foi tudo flash eh uma otima ferrementa mas falta amadureçimento de tecnologia para ser a ferramenta ideal do momento.

    Responder
  23. Rafael Alves

    Uma coisa que aprendi aqui no Agência Mestre e falo sempre aos meus clientes é sobre site em flash e google hahahahha eles não se “bicam” hahahah

    Responder
  24. Leonardo Poletto

    Flash é para apresentações mais interativas! Mas, uma dica para os “Flasheiros” (MonoTarefas), Existe jQuery, é lógico que não dá para fazer tudo o que o flash faz, mas chegaremos lá em breve.
    Quando meus cliente tem idéias assustadoras de animações e tal, tento explicar o porque de não faze-las, mas, em contrapartida consigo achar um equilibrio usando jQuery ( Com Moderação) !

    Responder
  25. Willian

    Bom, como evangelista flash eu ousaria falar que o flash é a melhor maneira de produzir um site para deixar o cliente feliz.

    A não ser que o cliente tenha uma empresa que venda alguma coisa e precisa de uma página com as informações detalhadas e dinamicamente atualizas é um conceito para não usar flash.

    Se a empresa quer mostrar um produto, o flash é a melhor forma de fazer a página, tanto em questão de produção quanto visual.

    Agora eu faço algumas perguntas referente ao prazo: Com o mesmo layout, se você fizer um site em flash e outro em html, qual você terminará primeiro, quantas horas você vai perder reescrevendo CSS e quantas POG’s você terá que fazer com js, jquery. e quantas linguagens e frameworks você vai usar para construir um site?

    Eu respondo: Com o layout pronto eu termino um site em flash em menos de 28 dias, não vou reescrever o mesmo código para navegadores diferentes e não preciso me preocupar com a fonte que o usuário vai ter instalada ou não, não preciso fazer POG’s, e uso apenas 2 linguagens asp.net e AS 3.

    Responder
  26. Sandro

    Saudações, senhores!
    permitam entrar na discusssão?

    muito mudou de uns tempos para cá e é bem verdade que fazer um site em Flash já foi ruim para SEO, assim como SEO também mudou muito de uns tempos para cá.

    Sou desenvolvedor Flash com algum conhecimento em SEO e criei já alguns posts desmistificando bem o assunto no blog AS3Devs.
    http://as3devs.com.br/category/seo/

    Segue outro link interessante também das “autoridades” no que diz respeito a SEO atualmente:
    http://googlewebmastercentral.blogspot.com/2010/11/what-feeling-even-better-indexing-of.html
    http://www.seomoz.org/article/search-ranking-factors

    pergunto, este “ainda”, não chegou?
    Cordiais abraços!

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>