Nofollow e Links Javascript: O que Mudou?

Bom dia leitores da Agência Mestre!

Este artigo de hoje é sobre as mudanças recentes anunciadas pelo Google e como elas afetam a sua estratégia de SEO, especialmente no que diz respeito ao Link Building interno do site. As mudanças foram sobre o uso do atributo rel=”nofollow” e sobre o tratamento de links javascript.

Nofollow Links

Guidelines do Google

Depois de anos de recomendações do própio Google quanto ao uso do nofollow (sobre páginas de login, contato, política de privacidades, etc.), ontem no SMX Advanced, o czar, como eles costumam chamar o Matt Cutts do time de webspam, em uma das palestras informou algumas mudanças quanto ao funcionamento do rel=”nofollow”.

Antes, o atibuto rel=”nofollow” era, normalmente, utilizado para três coisas básicas:

  • Links comprados;
  • Links para sites não confiáveis;
  • Priorização no Rastreamento (links de loguin etc.)

Conforme recomendação do próprio Google. Além do uso do nofollow para fazer o controle do link juice, o Google afirmava que o uso de outros métodos de linkagem poderiam ser utilizados para demonstrar que o link não deveria ser seguido: os links por javascript.

O uso do nofollow inicialmente prevenia que o Googlebot seguisse o link e passasse PageRank. Na sequência, embora o Googlebot seguisse o link, o PageRank não passado no link era distribuido entre os outros links (sem nofollow) na página, como no modelo anterior. A mudança anunciada é que esse PageRank não passado em um link com nofollow é, simplesmente, perdido.

Links por Javascript

Conforme dito anteriormente, uma das formas recomendadas para se evitar que o Googlebot seguisse um link era através do uso de JavaScript. Agora, isso também mudou, pois no Google I/O Conference (e posteriormente, no SMX), foi anunciado que o Google mudou sua política quanto ao tratamento dos links utilizados em JavaScript e sua função “onclick”.

Os links em JavaScript que antes eram “invisíveis” aos olhos do Google agora estão sendo lidos. Mas nem todos os links, apenas links com código inline (direto no HTML) ou, quando usada uma função para executar a troca de páginas, se o código da função estiver no próprio HTML da página e for simples, o Googlebot vai executá-lo e seguir o link.

O que Fazer com Nofollow e Javascript Links?

E qual o impacto dessa nova política do Google quanto aos links em JavaScript? Se você fazia uso desse método para não quebrar as Guidelines do Google, afinal foi uma sugestão deles o uso desse método, principalmente se tratando de links pagos, e achava que estava “seguro” é hora de rever suas táticas enquanto o Google não oferece uma alternativa sólida. Uma recomendação do Danny Sullivan (Search Engine Land) é:

If you’re selling paid links and thought JavaScript was protecting you, I would fairly quickly ensure that redirects are blocked by using nofollow within the JavaScript itself or by going through a robots.txt block.

Resumindo e traduzindo: os links pagos devem ser bloqueados com o uso de nofollow no Javascript, com uso de arquivos .js externos ao HTML e bloqueados pelo robots.txt.

Isso tudo muda muita coisa dentro dos padrões de estratégia de SEO usadas hoje em dia, mas o fato é que essa história ainda não chegou ao seu fim e o Google ainda deve anunciar muita coisa a respeito disso. Vamos aguardar o fim desse SMX para vermos realmente o que vai se consolidar sobre o uso do nofollow e de links por javascript.

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

24 Comentários para “Nofollow e Links Javascript: O que Mudou?”

  1. Documentario Embasex

    Como está Bruno,

    Eu no início não observava coisas como esta (*follow), mas atualmente como uso vários scripts de terceiros, quando lembro, sempre procuro diretamente no código fonte do script pela tag href, pois normalmente quem fornece um script raramente coloca a o parâmetro rel em suas ligações (backlinks).

    No início até que isto não tem muito peso, mas deve ser observado pois à medida em que o tráfego de um sítio ou blog começa a aumentar, este peso começa à “pesar” realmente.

    Nesta concepção, torna a construção de backlinks mais restrita, mesmo sem poder fazer muita coisa com relação à backlinks, eu tento construí-los somente à partir de páginas que têm conteúdos semelhantes ao meus – assim tem mais relevância!

    Abraços.

    Responder
    • Panela

      Estou lendo agora o assunto rell e pelo o que eu entendi o Google direcionava ao JavaScript sem cobrança e apartir do momento em que o tráfego aumenta aos olhos do Google há ganhos e portanto ele muda as regras do jogo para possível acesso financeiro.

      Nota : Gostaria de saber se a forma de pensar está coerente ou não, pois não compreendo estas linguagens ainda.

      Responder
  2. Ygor

    Certo não faz mais sentido então falar em esculpir pagerank com nofolow.

    Mas quanto a pôr nofollow por exemplo nos comentarios para evitar spammers. o Nofollow continua funcionando para evitar a passagem do pegerank e com isso desestimula esse tipo de prática?

    Responder
  3. João Netto

    Olá Bruno

    Não ficou muito claro para eu oque mudou sobre o nofollow, antes usava nofollow nos link que não deseja-se passar page rank e esse page rank que não era repassado para os link era passada na pagina e outros links na mesma, agora com a mudança ele continua não passando page rank para links com nofollow mas também não passa para outros link da pagina?

    Desculpe mas não entendi muito bem, se puder tirar essa dúvida agradeço.

    Obrigado

    João Netto
    http://www.g7studioweb.com.br

    Responder
  4. Walter

    Interessante, isso, ontem estava fazendo um link e fiquei na dúvida se colocava ou não no nofollow, coloquei e vou tirar agora, muito bom esse site.

    Responder
  5. Sérgio Ronei Héntz

    Achei uma sacanagem!

    E pra quem trabalha com web-design? vou ter que reformular os links de uns 50 sites! hehe… lasquera!

    Parabéns pelo post Bruno, ficou muito bom!!!

    Responder
  6. Frank Marcel

    E aí pessoal, vou dar o meu pitaco também antes do Bruno passar por aqui.

    Não se desesperem com essa mudança! Não se precipitem em reformular tudo. O que mudou foi sobre a passagem/distribuição de PageRank pelos links.

    Se a forma que vocês usavam o nofollow antes fazia sentido, agora, provavelmente, vai continuar fazendo sentido. Vão com calma nas alterações!

    Responder
  7. João Netto

    Boa pergunta @Ygor, agora o nofollow não pode mais distribuir pagerank, qual seria as vantagens que daria HOJE utilizando ele.

    Obrigado, e agaurdamos uma resposta Bruno. vlw

    Responder
  8. Bruno Nassar

    @Cassiano
    Pegou completamente de supresa, agora é aguardar algum pronunciamento oficial.

    Abraços Cassy

    @Ygor
    Calma cara, deixe as coisas como estão por enquanto. O Google ainda não se pronunciou oficialmente.

    @Walter
    Opa que bom que você gostou! Volte Sempre!

    @Sergio
    Tenha calma como o Frank disse!!! Espere tudo realmente se concretrizar antes de tomar qualquer atitude.

    @Frank
    Exatamente Frank! Não criemos pânico!

    Responder
  9. Maicon Binatti

    Pelo visto o Google adora ficar alterando seus algorítimos, mas como um consultor sênior em seu disse em um de seus comentários, se o Google não fizesse essas mudanças constantemente seria inviável a utilização dessa poderosa ferramenta de busca.

    Responder
  10. Bruno

    ? Desculpa pela minha ignorância mas ja li em vários sites mas nao entendi, o rel=”nofollow” mudo o código ou se aplica em javascript agora tb? apliquei o rel=”nofollow em todos os parceiros mas vou tiralo para os sites mais confiáveis e essa coisa de mudar o nofollow ta me confundindo.

    Responder
  11. Ygor

    Oi Bruno. Queria perguntar a você o seguinte… Em alguns sites eu uso aquele efeito Dropdown com javascript o qual permiti que um texto seja mostrado apenas se o usuario clicar num link por exemplo “veja mais”( dai o texto aparece na tela). Queria saber então se o google ver estes textos e se registra ele como sendo conteúdo da página mesmo ele estando enrustido no javascript ?
    É isso obrigado.

    Responder
  12. Diego

    Então o nofollow “evapora”o pagerank. Hum, então quando temos que adicionar a rel “nofollow” no inicio do nosso site, afinal ainda não existe pagerank para “evaporar”.

    Responder
    • Frank Marcel

      Não é bem assim não. O PageRank que você ganhar evapora no nofollow (pelo que informa o Matt Cutts) independente do tempo em que foram adicionados os nofollow’s.

      Responder
      • Diego

        Enquanto o nofollow em links dos comentários? Também evapora? Seria uma grande perda.

        Responder
        • Frank Marcel

          Mesma coisa. A princípio, o Google não mede onde está o nofollow.

          O que acontece de fato é bem questionável. Já ouvi/li que links nofollow do twitter são seguidos, indexados e contam pontos, desde que seja um link popular, tuitado por contas relevantes e etc.

          Responder
  13. EwertoN

    Amigo Queria Saber se é bom aplica a tag rel=”nofollow” nos links das postagens..(nos links de download) muita gente fala que indexa mais no google.. to confuso se da certo ou não?!

    Aguardo Respostas…

    Vlw

    Responder
  14. Rafael

    Olá amigos,

    Ficaria muito feliz se pudessem me tirar uma dúvida.

    Gostaria de saber se atualmente com essas mudanças do google, links criados dentro de um javascript externo .JS

    Ex: http://www.downgratis.com/arquivos/premium.js

    eles transmitem pagerank e reforçam texto âncora? Da mesma maneira que um <a href=" direto no html?

    Responder
  15. Andre Such

    É, o google está sempre evoluindo e tornando seus sistemas de classificação de paginas cada vez mais inteligentes e dificultando a vida daqueles que querem ficar bem classificados através de estratégias não muito éticas.

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>