Influence Rank – O Ranking de Influências

Bom dia leitores da Agência Mestre!

Você já deve ter notado o quanto as mídias sociais têm adquirido importância nos últimos tempos. Senão, basta citar o Orkut e lembrar que em 2004 – apesar de ser um serviço norte-americano e em inglês – ele havia acabado de virar mania entre usuários brasileiros, chegando mesmo a superar o número de usuários de outras nacionalidades.

Entretanto, apesar do crescimento do Orkut ser um fato bem interessante, estamos citando o Orkut apenas para exemplificar uma tendência geral: o crescimento das mídias sociais.

Segundo pesquisas da eMarketer de janeiro de 2009, há uma previsão de crescimento do número de pessoas que criam conteúdo na internet a cada ano – e que grande parte desse aumento se deverá ao aumento de blogs – os principais usuários das redes sociais.

pesquisa-emarketer

Se os dados dessa pesquisa se confirmarem, em 2010 já teremos 95,3 milhões de criadores de conteúdo, contra os atuais 82,5 milhões. Já imaginou como classificar todo esse conteúdo?

Quais as Conseqüências desse Crescimento?

Além de confirmar o fato de que a internet está ganhando cada dia mais importância na vida das pessoas – até mesmo daquelas que não trabalham diretamente com ela. O crescimento do número de criadores de conteúdo – especialmente blogueiros – e do número de usuários das mídias sociais, deixa uma questão aberta: quão influentes são esses usuários? Qual a importância de sua opinião para a comunidade? Quão relevante são seus comentários e conteúdo gerado?

InfluenceRank – O Ranking de Influências

Tendo em vista a dificuldade de classificar blogs, mensurar qual a sua relevância na comunidade e verificar o quanto eles realmente são “influentes”, tendências recentes indicam a criação de algoritmos para classificar usuários, blogs e sites por ordem de influência – o InfluenceRank.

Como funcionaria o InfluenceRank?

Como exemplo de como poderia funcionar o InfluenceRank, vamos utilizar o modelo de algoritmo para identificar líderes de opinião proposto por Xiaodan Song, Yun Chi, Koji Hino e Belle L. Tseng (Nec labs).

Esse modelo sugere a análise das networks de blogs para um determinado assunto, afim de identificar os líderes de opinião – blogs com informações relevantes e opiniões inovadoras que são capazes de influenciar as opiniões contidas em outros blogs.

Dessa maneira, ao referenciar aquela rede de blogs, basta referenciar o líder de opinião – criando, assim, um sumário de influência, e assim:

influence rank

Nessa rede, os blogs em amarelo falam de um determinado assunto, os em azul, de assunto relacionado. Os líderes de opinião seriam os blogs A e E. Resumindo essa network, obteríamos a rede A<-E.

Apesar da simplicidade desse modelo, devemos lembrar que a gama de postagens que falam de um mesmo assunto é extremamente grande e sua aplicação não tão trivial quanto possa parecer. Aliás, vale lembrar que a aplicação simples e direta desse modelo não seria tão benéfica em mídias sociais de divulgação, pois nessas o conceito de influência pode ser um pouco diferente.

Influência em Mídias Sociais

O conceito de influência para as mídias sociais difere um pouco do mesmo conceito quando aplicado somente à conteúdo. O primeiro é muito mais próximo do nosso dia-a-dia – de como ocorre a influência entre as pessoas no cotidiano em suas interações.

Enviar muitas notícias e ter milhões de amigos em sites de social media não são indicativos de alta influência – altas taxas de votos também não. Aqui devem ser analisados a porcentagem de amigos que votam, comentam e interagem regularmente com o usuário. A reação dos outros usuários em relação ao conteúdo compartilhado é outro fator que deve ser levado em consideração.

Aliás, já existe uma ferramenta bem interessante nesse sentido para o Twitter: o Klout. Nele você pode saber qual o seu grau de influência no Twitter. Para ter sua conta analisada, basta fazer sua inscrição no site e selecionar a opção referente ao teste. Depois disso, cada vez que você acessar o site, o teste estará lá – atualizado.

Fiz o teste essa semana, e esse foi meuresultado:

klout

Como resultado o Klout exibe os usuários mais influentes de sua rede. Para analisar a influência ele avalia o número de tweets enviados, retweets que seus tweets recebem, além da quantidade de pessoas que interagem diretamente contigo – outro fator levado em em consideração é a quantidade de seguidores que você tem.

Dessa maneira, o Klout analisa o quão influente você é. Segundo meu teste, as pessoas mais influentes na minha rede são o fabioricotta, o aissegoo e o marcelotas – eu sou ainda uma usuária casual, que ainda não utiliza o Twitter com tanta freqüência quanto as outras pessoas.

Mas voltando para o InfluenceRank, encontrei algumas informações referentes à existência de uma patente pendente para rankeamento por influência em mídias sociais – Heather Green afirma:

“Google has a patent pending on technology for ranking the most influential people on social networking sites like MySpace and Facebook. In a creative twist, Google is applying the same approach to social networks it has used to dominate the online search business (…) ”

Para Heather, o Google tem uma patente de tecnologia pendente para rankear as pessoas mais influentes em mídias sociais (como MySpace e Facebook) que funcionaria de maneira análoga aos algoritmos que utiliza nas pesquisas comuns.

Google SideWiki

Ainda sobre o Google e o valor de opiniões, recentemente  a empresa lançou o SideWiki, uma nova funcionalidade da Google Toolbar. O objetivo da SideWiki é agrupar opiniões de usuários sobre os sites que visitam. Com a Google Toolbar instalada no browser (Firefox ou Internet Explorer), as pessoas (qualquer pessoa) pode fazer comentários sobre os sites que visitam.

sidewiki

É aí que começa a valer a influência. A SideWiki tem um algoritmo que estabelece um ranking de opiniões  e usuários. Ela não mostrará simplesmente os comentários mais recentes, mas, analisando fatores como comentários anteriores e opiniões de outros usuários (relevância), será montado o ranking de opiniões a exibir sobre um site.

Como Ficará Você e o seu Site no Ranking de Influências?

O conceito de InfluenceRank é muito interessante e não deve ser deixado de lado. Além do mais, as especulações sobre utilizar opiniões como métrica de rankeamento, indo além dos links, sempre existiram, e a Google SideWiki é um passo muito forte nesta direção.

Com o ranking de influências entrando em ação, novas estratégias de SEO podem também entrar em ação e serem desenvolvidas, bem como pode surgir o Black Hat do Influence Rank – opiniões pagas? troca de opiniões? envio massivo de opiniões? O seu site está preparado para se dar bem com o ranking de influências? Deixe um comentário!

Receba Novidades

Insira seu email para receber novidades e dicas exclusivas da Agência Mestre!
Divulgue este artigo

2 Comentários para “Influence Rank – O Ranking de Influências”

  1. Rafael

    Não tenha dúvida de que o black hat vai entrar firme na idéia, com opinões pagas e outras coisas que você frisou.

    Parabéns pelo post Fabiane.

    Abraço

    rafael vergani

    Responder

Deixar um comentário

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>